Quem quer, arruma um jeito. Quem não quer, arruma uma desculpa.

Muitos de vocês já devem ter visto esta foto viralizar.

A vida está cheia de pessoas dando desculpas. A faculdade que fica para depois por falta de dinheiro. A academia que fica pra depois por falta de disposição. Os encontros com os amigos que ficam pra depois por falta de tempo. E desculpas após desculpas, não percebemos que a vida vai se esvaindo e o tempo vai passando…

Claro que não temos como viver pensando somente no agora, no imediatismo, mas de tudo o que queremos/precisamos fazer, quanto estamos adiando?

O encontro com o amigo que poderia acontecer neste fim-de-semana.

Aquela viagem de bate-volta, perto da cidade que poderia acontecer ainda neste mês.

Aquele restaurante que inaugurou faz 1 ano e que ainda não deu tempo de conhecer…

Aquele telefonema (ou uma mensagem de WhatsApp) dizendo que está com saudades da amiga, poderia acontecer neste exato momento.

A vida é muito curta para adiarmos tantas coisas boas.

Quando se vê, a vida já passou. Quando se vê, já é tarde demais.

Gosto muito do poema do Mário Quintana que descreve bem o que estamos passando:

O Tempo

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal…
Quando se vê, já terminou o ano…
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado…
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas…

Mário Quintana

~ Yuka ~

 

Anúncios

18 comentários em “Quem quer, arruma um jeito. Quem não quer, arruma uma desculpa.

  1. Aaah que post inspirador, Yuka!

    Eu tenho muito orgulho de dizer que sou uma pessoa que FAZ ACONTECER!
    Aprendi que quando espero demais dos outros ou das minhas circunstâncias, acabo me frustrando. Então eu simplesmente dou o primeiro passo!

    Pra vc ter ideia: eu pedi meu marido em namoro, noivado e casamento! kkkkkkk

    Alguns me julgam como “desesperada”, mas por que só o homem deve fazer o cortejo? Se eu quero estar com ele, eu simplesmente falo!

    Odeio procrastinar, deixar pra depois. A vida é curta. A gente precisa valorizar mais o hoje. Eu não fico nessa de “Ah, vamos marcar qualquer dia desses?”. Eu já logo falo: “tá livre nessa sexta?”.
    Aprendi que devemos fazer as coisas em vida! Depois de morto, não adianta!

    Infelizmente vivemos num mundo de desculpas, porque é difícil assumir o controle e tomar decisões. É mais fácil ir empurrando com a barriga e colocando a culpa na falta de dinheiro, no clima ruim, na escassez de tempo, em terceiros…

    Pra variar, vc me inspira!

    Curtir

    • Oi Tiemi, é a melhor coisa você ser a pessoa que faz. Esperar os outros realmente faz com que muitos dos eventos divertidos deixem de acontecer. Eu ainda sou a pessoa que faz acontecer, mas acho que eu já fui muito mais. Talvez pela falta de tempo mesmo. Também tenho a mesma sensação que você, de que a vida é curta. Tanto que um dos meus maiores desafios é “estar presente”, aproveitar o momento. Se eu não me cuido, acabo sempre pensando no futuro, nas coisas que quero fazer, nas coisas que quero que aconteçam e acabo não aproveitando o momento. Beijos pra você.

      Curtir

  2. Yuka, conheci o seu canal acerca de um mês e meio, mas ainda não tinha deixado nenhum comentário. Quero te agradecer porque ler os seus textos são um momento de calma e meditação pra mim! Abraços a você e a sua linda família!

    Curtir

  3. Olá Yuka!

    Cada vez mais penso naquele dizer de que “o tempo é o único recurso que, uma vez gasto, não teremos mais.” Perceber a importância disso foi crucial para que eu parasse de passar horas a fim fazendo nada e começasse a procurar o sucesso na vida.

    Essa semana mesmo tive uma epifania ao parar e refletir sobre as coisas que havia prometido fazer no ano passado e ainda não cheguei a fazer. Deu tristeza no começo, sim, mas logo depois percebi que ficar triste não iria resolver nada; eu teria que tomar ação, e esta ação seria muito mais prazerosa do que remoer os sentimentos e me culpar de não ter feito tais coisas ainda.

    Gostei do poema do Mário Quintana, especialmente este verso “Quando se vê, já são seis horas!” Realmente, quantas vezes não olhava o relógio no trabalho e ficava pasmado que já haviam batido as 18h…

    Abraços e seguimos em frente!

    Pinguim Investidor
    https://pinguiminvestidor.com

    Curtir

    • Oi Pinguim, é normal a gente ter esse sentimento de que a vida passa tão rápido… daqui a 2 horas, já será 1 de julho, metade do ano já se foi. Metade do ano passou voando. Em breve vou postar um texto sobre cumprimento de metas e como tenho feito para tentar executar as principais metas do ano. Um beijo.

      Curtido por 1 pessoa

  4. Oi, Yuka!
    Li teu texto assim que acordei. Havia decidido passar o dia em casa. Mas refleti sobre o que escreveste e mudei de ideia. Fui passear com a família. O dia foi ótimo, aproveitamos o campo mesmo com a chuva.
    Não sei nem como expressar a gratidão que sinto quando leio os textos deste blog. Eles realmente acrescentam sentido na minha vida. Não tenho dúvidas do quanto aprendo e me motivo a melhorar enquanto ser humano.
    Bjs e até domingo!

    Curtir

    • Oi Luana, puxa, sua mensagem me deixou realmente muito feliz. Fico feliz que seu fim de semana tenha sido agradável, e a intenção (de não deixar para depois) é sempre fazer o que está ao nosso alcance. Um bom início de semana pra você. Um grande beijo.

      Curtir

  5. Yuka, que texto maravilhoso! Tenho refletido muito sobre isso, na verdade, desde que minha filha nasceu. Percebo algumas pessoas sempre muito ocupadas para virem visitá-la, de fato são pessoas que trabalham muito, mas, não entendo como conseguem ficar tanto tempo sem vê-la; O tempo passa e estão perdendo uma fase tão gostosa e, principalmente, a oportunidade de formar vínculo; Acredito que, principalmente em relação as crianças, a presença é extremamente importante. Penso exatamente como colocou no texto, quem quer, faz acontecer. Como será que chegamos, como sociedade, neste ponto? Estamos cada vez mais isolados.
    Não comentei, mas, amei o post que falou sobre como lida com dinheiro em relação suas filhas; Aqui pensamos exatamente igual.Compartilho de todas as ideias que coloca no blog e aqui é onde me encontro e lembro que somos muitos, mas, estamos espalhados. Obrigada por esse espaço onde podemos nos ‘encontrar’.

    Curtir

    • Oi Carol. Nascimento de um filho muda demais a gente, né? Eu também mudei muito depois que minhas filhas nasceram. Acho que depois que elas nasceram, eu fiquei mais emotiva, mais sensível às coisas ao meu redor. Ontem mesmo, fiz a mesma pergunta que você escreveu “Como será que chegamos, como sociedade, neste ponto? Estamos cada vez mais isolados.”… estava voltando para casa, e bem perto do portão do meu prédio, um homem na faixa de 40 anos estava agachado, com o rosto no chão, chorando e clamando por Deus. Dizia que a vida estava muito difícil… que não sabia mais o que fazer… que não tinha conseguido nem almoçar… ele estava com uma montanha de panos de prato do lado dele, acho que era vendedor. Devia estar passando por necessidades, estava desesperado. Eu subi até o meu apartamento e peguei todo o dinheiro que tinha em casa, e desci para entregar para ele os R$100. Ele já tinha ido embora. Andei por quase 4 quarteirões, mas não o encontrei. Fiquei triste… E aí veio a frase que você escreveu… estamos cada vez mais insensíveis… como chegamos a esse ponto?

      Curtir

      • Oi Yuka, voltei…
        Muda muito mesmo!!
        É difícil saber ao certo, me faço essa pergunta com bastante frequência também. Ainda bem que existem pessoas que são luz, assim como você e tantas outras que vejo por aí, que comentam aqui. Quem sabe alguém não passou antes de você voltar e o ajudou? Sei que não é fácil, mas, diante de uma situação assim, é preferível pensar no melhor…eu acho..rs

        Curtir

        • Sim Carol. Torci para que alguém tenha o ajudado. Também acho esse espaço aqui maravilhoso… os comentários são maravilhosos… os leitores, o carinho, a torcida, o respeito… que a gente consiga continuar alimentando esse espaço com muito amor. Beijos.

          Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: