Minimalismo não é sobre não ter nada. É sobre ter tudo que é importante para você

Beco, Bowever, Construção, Centro Histórico

Eu coloquei essa foto para exemplificar o que eu acho em relação ao minimalismo.

Para muitos, as portas desta foto não significam nada, absolutamente nada. Essa é a minha vida: uma vida simples, sem glamour, sem ostentação.

Para muitos, uma vida totalmente sem graça.

A graça toda está justamente nos olhos de quem vê. Da mesma forma que eu vejo beleza nessa foto, na porta descascada perto da maçaneta, a beleza das marcas do tempo na madeira, eu vejo beleza na minha vida simples.

Quando falo isso, é porque realmente eu acho que vivo uma vida muito boa, cheia de abundância, com uma família que me apoia, um marido carinhoso, filhas saudáveis, um emprego bom que me proporciona morar em um bairro seguro. O que mais eu poderia querer? Como diz o meu marido, “nós já tivemos muito mais do que jamais poderíamos imaginar”.

Quando eu olho para as coisas que eu aprendi a fazer sozinha, tenho muito orgulho. Quando eu resolvo fazer as coisas por conta própria (como um DIY – do it yourself), tenho a plena consciência de que em muitos casos, sai mais caro do que se eu simplesmente comprasse algo ou contratasse alguém. Mas novamente, não faço pelo dinheiro, faço porque gosto de trabalhos manuais. A economia do dinheiro acaba se tornando a consequência.

No domingo passado, já no final do dia, eu e meu marido decidimos dar uma volta pelo bairro com as crianças, só para dar uma caminhada para esticar as pernas. No meio do caminho, minhas filhas encontraram um barranco e um pedaço de papelão, e as duas simplesmente começaram a escalar o barranco e descer sentadas no papelão. Só ouvia as gargalhadas das meninas. São esses momentos que eu tenho a certeza absoluta de que eu tenho uma vida rica.

Lembro muito bem desse momento, onde eu e meu marido nos olhamos e mesmo sem abrirmos a boca, sabíamos que pensávamos a mesma coisa: a felicidade genuína que sentimos nesses momentos de simplicidade. Enquanto algumas pessoas podem enxergar uma vida como a minha, como vida de escassez, eu e o meu marido só enxergamos abundância, gratidão e felicidade.

As pessoas que acham que eu não tenho nada, é porque possivelmente dão valores para coisas que eu não faço questão. E com isso, eu reafirmo que minimalismo não é sobre não ter nada. É sobre ter tudo que é importante para você.

Eu desejo a vocês, queridos leitores, um Feliz Ano Novo.

Que no ano de 2020, possamos reescrever a história da nossa vida.

Um grande beijo.

~ Yuka ~

38 Comments on “Minimalismo não é sobre não ter nada. É sobre ter tudo que é importante para você”

  1. Oi Yuka, tudo bem? Conheci teu blog em 2018, e foi um dos meus grandes presentes. Minha vida mudou muito depois do meu divórcio (para melhor!!) e você fez parte desse processo. Seus textos, uma palavra aqui, uma frase acolá, pinceladas de afeto e gratidão, foram sementes que germinaram na minha vida e agora começaram a florescer!!
    Só queria te agradecer por doar seu tempo, suas palavras, sua energia boa …gratidão, gratidão, gratidão. ❤
    Te desejo boas festas e um novo ano repleto de saúde e amor.

    Curtir

    • Oi Soraia, tudo bem? Que lindo seu comentário. O divórcio dói muito, principalmente, porque não casamos para separar. Mas enxergar o lado bom de toda experiência, é o que nos faz evoluir como pessoa e a não cometer os mesmos erros (por exemplo, foi graças à experiência do meu divórcio no primeiro casamento, que meu segundo casamento é completamente diferente). Obrigada pelas lindas palavras. Desejo para você uma passagem de ano maravilhosa. Um grande beijo.

      Curtir

      • Oie! Nossa acho que nunca comentei em um blog, mas pesquisando sobre minimalismo vim parar aqui e estou amando, acabei de ler o texto e o minimalismo faz muito sentido para mim. Estou em uma fase de questionar algumas coisas da minha vida, fase de mudança (literalmente) e me identifiquei com esse estilo de vida. Vou ler mais posts seus, com certeza!!

        Curtir

        • Oi Sthefany, tudo bem? O minimalismo é como um iceberg, a gente enxerga os benefícios superficiais, mas o mais legal são as mudanças e revoluções que nos provocam internamente. Bem-vinda ao blog, espero que goste do conteúdo.

          Curtir

  2. Bom dia, Yuka! Seu relato sobre as suas filhas se divertindo com papelão em um barranco e você e seu marido se comunicarem e sentirem a mesma coisa num simples olhar me deixou emocionada(me arrepiei e meus olhos se encheram de água). O que aproxima você dos seus leitores é que você fala de experiências, é gente como a gente, não é só teoria. Um excelente 2020 para você e toda a sua família! GRATA!!!

    Curtir

    • Oi Marcia, verdade, somos pessoas normais, gente como a gente mesmo. Quem me conhece pessoalmente vê que não há nenhum glamour nessa vida normal que levo. As alegrias são esses pequenos e constantes momentos de risada, do chuveiro quentinho num dia frio, do cheirinho da comida saindo do forno quando estamos com fome, da gratidão de estarmos juntos desde quando mal tínhamos dinheiro para passear e comer fora. Reconheço que momentos como esses que eu considero especiais, passariam despercebidos para a maioria das pessoas. Nesse mundo todo instagramável e veloz, tenho muita gratidão por ter pessoas como você, que volta toda semana para ler um texto aqui neste blog. Que tenhamos um 2020 maravilhoso! Beijos.

      Curtir

  3. Oi Querida Yuka !!
    Que texto! Você disse tudo que eu também almejo na minha vida, algumas pessoas de fora não vão nos entender, mas o que importa é o nosso Eu interior, estar de bem com nós mesmos já me basta.
    A cada ano aprendemos mais, seja com nossos tropeços, nossas perdas, com palavras de amigos, com esse blog lindo que nos acrescenta a cada post.
    Não poderia de deixar minha gratidão por você existir em nossas vidas, através da telinha você dividi suas experiências, e isso só nos acrescenta.
    Valeu por mais esse ano, que em 2020 estejamos aqui juntas para o quer e vier.
    E que Deus continue nos dando sabedoria para seguir nossas vidas.
    E que seja um ano leve, cheio de paz e amor.
    Gratidão por tudo minha amiga virtual (já a considero) rs
    Eu comentei com minhas amigas no nosso último café de você, e eu sou assim como você gosto de dividir o que é bom, e se amizades são boas, eu quero compartilhar, assim minhas amigas também se tornam amigas entre si e nunca estarão sozinhas.
    Nossa falei muito kkkkk
    Um beijo ENORME e uma ABRAÇO URSO.
    E um FELIZ 2020 a VOCÊ e toda a sua FAMÍLIA

    Dri 😀 ❤

    Curtir

    • Oi Dri, também considero você minha amiga virtual rsrs. Esse ano de 2019 foi um ano transformador, de crescimento, auto-conhecimento, e espero que o ano de 2020 também seja assim. Os tropeços servem para nos ensinar, as perdas servem para nos reconectar e repensar na prioridade da nossa vida. Tudo pode servir como ensinamentos, para que no ano que está por vir, não façamos as mesmas coisas para cometer os mesmos erros. Desejo pra você, Dri, um ano de muita alegria, abundância e alegria. Um grande beijo.

      Curtir

      • Oi Yuka. Conheci seu blog em 2015 quando eu estava grávida e procurando na Internet sobre enxovais minimalistas. De lá pra cá sempre leio seus post, não toda semana, mas se perco algum, é fácil ler os que não li, em uma única vez rs
        Eu acho incrível como vc parece conseguir manter as coisas em ordem, fazer o que você gosta e ainda apreciar as “pequenas grandes alegrias da vida”. Minha vida, ao contrário, parece um corre corre sem fim, onde apesar de eu fazer muito parece que ainda há muito a fazer rs
        Espero chegar ao seu nível um dia. Um ótimo fim de ano pra vc e sua família.

        Curtir

        • Oi Patrícia, o blog na verdade acaba sendo um recorte muito pequeno da minha vida, minha vida também requer muitas mudanças ainda, tenho muitas coisas que quero melhorar em mim, e também na minha vida como um todo. E isso é ótimo, porque significa que não estamos estagnadas, paradas no tempo, estamos a todo momento querendo melhorar como pessoa. O que estou tentando aprender neste momento é encontrar o equilíbrio no momento do caos rs, ter 2 filhas não é fácil, é como ter um eterno furacãozinho em casa, arruma daqui e ali, e tem sempre 4 mãozinhas para bagunçar tudo, neste momento de recesso, preciso inventar coisas para elas gastarem energia, ao mesmo tempo que “tento” descansar. Minha vida também é um corre corre, mas dentro desse corre corre, o segredo é tentar encontrar momentos de prazer, e a forma que tento fazer isso é criando rotinas. Um beijo pra você, desejo um 2020 maravilhoso!!! Você já deve ter lido, mas aqui nesse post exemplifico um pouco sobre essas rotinas: https://viversempressa.com/2019/06/23/crie-rotinas-que-tornam-a-sua-vida-melhor/

          Curtir

      • Obrigada de coração, é recíproco essa nossa troca de energia!
        Desculpe pelos erros, algumas palavras faltaram e ainda saiu umas extras, mas domingo quando eu estava digitando minha menina veio falar comigo e agora que vi que saiu uns erros, ainda bem que deu sentido rs.
        E hoje por coincidência estava comentando no outro post do calendário, quem estava aqui do meu lado falando junto kkkk.
        Parece que sabem quando estou escrevendo, agora foi meu menino kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        até 2020 amiga !!! bjsssssssssss

        Dri

        Curtir

  4. Olá Yuka!

    Belo texto! E eu consigo visualizar suas palavras em minhas memórias recentes. Ao ver as gargalhadas que arranca de minha filha de 6 meses, penso: Que mais precisamos da vida?

    A foto do seu texto também me lembra a casa de meu avô. Simples. Contudo, riquíssima em lembranças.

    Feliz Ano Novo!

    Curtir

    • Oi Investidor, é exatamente esses momentos que precisamos congelar e guardar na nossa memória. Não precisamos de muitas coisas, quando temos o que é essencial para nós. Então tudo o que vem depois (uma casa confortável para morar, um carro para se locomover de forma mais cômoda, uma roupa para se vestir, uma cama fofinha para dormir, um salário que permite pagar o aluguel…) se transforma em sentimentos de gratidão. Um Feliz Ano Novo pra você também. Beijos.

      Curtir

  5. Yuka te acompanho há quase 3 anos e só tenho que agradecer pelas suas palavras tão sensatas.
    O minimalismo mudou minha vida para melhor.
    Um grande beijo e um feliz 2020 para você e família.

    Curtir

  6. Mais um texto inspirador 😍
    Eu amo a simplicidade, levar meu filho pra praia, tomar café da manhã sem pressa, roupa de cama limpa, ler seu blog…
    Vc é minha inspiração número 1 nesse mundo virtual 💗
    Beijos 😘

    Curtir

    • Oi Rosana, obrigada pelo “inspiração número 1”, amei saber! Que você e sua família tenha um ano inspirador, com muita simplicidade e gratidão. Um grande beijo e ano que vem estamos juntas novamente.

      Curtir

  7. Olá Yuka,

    Primeiramente quero lhe desejar uma ótima entrada de ano, que 2020 possa ser ainda mais repleto desses acontecimentos em nossas vidas e que você continue tendo inspiração para escrever e nos inspirar a levar uma vida mais minimalista, vivendo hoje e pensando no amanhã. Você fez parte do meu 2019, todas as segundas-feiras costumo ler seu blog para inspirar a semana, e espero que seja assim em 2020 também.

    Tenho enxergado melhor uma vida frugal depois de aprender com o minimalismo e com você, especificamente lendo seu texto eu refleti sobre uma entrevista que vi esta semana do ator Pedro Cardoso para o Danilo Gentili, se não me engano a entrevista é de alguns anos atrás, ele relata que vive em Portugal e de lá (e na Europa) ele tem a percepção de que as pessoas não estão tão “desesperadas” por serem ricas como aqui no Brasil, e que pra ele esse “desespero” e essa “nossa busca” por ser rico, ter dinheiro e uma vida cada vez mais gananciosa se dá porque não sabemos o que é ter serviços públicos de verdade e de qualidade, todo mundo quer ganhar dinheiro pra ter plano de saúde, acesso a educação de maior qualidade, segurança, ter um carro de maior qualidade pra aguentar as ruas esburacadas; então esse seria um desejo mútuo dos Brasileiros, e que na Europa ele encontra as pessoas mais satisfeitas com o que têm, por inúmeros motivos, como o melhor direcionamento do bem público, enfim…

    Isso me fez pensar que muitas vezes a gente se confunde com esse desejo/necessidade e acaba desejando sempre mais, sempre mais…. E isso nos faz trabalhar demais, adoecer, nos estressar muito, pra tentar atingir um patamar ideal utópico, vejo tanta gente se enfiando em dívida porque se perde nisso, nessa ganância que nos é ensinada de tão cedo, e quando vemos alguém que está na contramão dessa ganância que nos é ensinada e até mesmo cobrada na sociedade, existe o julgamento, como você disse no texto.

    Serão esses comportamentos do consumo exagerado algo cultural também ? Será que o estilo de vida que você tem aqui no BR (e muito de nós tem tentado ter) é duramente criticado em outros países?

    Curtir

    • Oi Allan, tudo bem? Seu comentário gera uma bela reflexão e vai de acordo com o que eu penso. Você já assistiu um documentário chamado Sicko, do Michael Moore? Está disponível na íntegra no YouTube, se não assistiu ainda, vale a pena assistir. Depois que eu assisti o documentário, eu me senti muito mal, por finalmente entender porque nos outros países como Europa e na Ásia, as pessoas têm mais filhos. As pessoas têm mais filhos porque não precisam se preocupar com as coisas básicas, nas quais nós brasileiros nos preocupamos. Os brasileiros precisam se preocupar desde coisas básicas, como a educação de qualidade, segurança, saúde, oportunidades. São coisas básicas que pessoas que moram em países de primeiro mundo, podem até ter preocupação, mas não é tão forte como nós temos aqui, porque eles recebem suporte. Eu mesma já ouvi muitos casais dizendo que só teriam 1 filho, porque não teria dinheiro para ter 2. Juntando com isso, há a questão do medo. Nós somos manipulados pelo medo: medo de não ter um bom plano de saúde e morrer, medo dos filhos não terem oportunidades na vida se não estudarem em uma escola de qualidade, medo de morar em um bairro perigoso, medo de ser excluído de um grupo social se não consumir os mesmos produtos… Outra coisa que eu percebo, é que os brasileiros se importam demais com a aparência. Eu já viajei para diversos países e tenho a impressão que brasileiro tem um padrão de consumo anormal para o padrão de vida que leva, é o famoso “pobre com conforto” que a classe média está presa. Se forem demitidos, não conseguem manter o padrão de vida nem por 6 meses, mas tem carro na garagem, apartamento todo decorado, usa roupas de marca, dá presentes caros para amigos, come fora mais de 10 vezes por mês… são costumes que não vemos com tanta frequência assim nos outros lugares…. As pessoas querem se tornar ricas para ostentar, para mostrar para o colega do lado que tem mais poder. Nem pensam se quer na possibilidade da liberdade, de que dinheiro traz liberdade. Muita gente quer ter a vida do Neymar, mas criticam pessoas trabalhadoras que juntam dinheiro todos os meses economizando e investindo para ter um futuro mais tranquilo. O Brasil tem 209 milhões de pessoas, e apenas 1 milhão investem na bolsa de valores, mas o que mais vejo são pessoas festejando a subida da bolsa, sem nem ao menos compreender o reflexo disso. Então respondendo à sua pergunta, acho que sim, o consumo exagerado dos brasileiros é algo cultural na minha opinião. Beijos!

      Curtir

  8. Yukaaaaaa!!! Se eu te falar que a tua simplicidade me encanta, você acredita?
    Talvez seja porque estou no meu caminho de volta, percebendo coisas que eu não via antes… Mas sim, pra maioria da sociedade, a sua vida pode parecer sem graça… Mas não é problema seu e sim deles! Hahaha

    Eu admiro demais quem consegue ser satisfeito no simples e não liga pra opinião alheia. Vejo uma beleza natural, despretensiosa!

    Lembro quando Meghan Markle estava noiva do príncipe Harry. Todos criticavam seu estilo minimalista e monocromático. Li vários artigos dizendo que achavam ela sem sal. Aí juntava com o fato de ser mais velha que Harry e descendente de negros… vish! Desciam a lenha em cima da coitada! Ela também sempre está de maquiagens leves que mostrem suas sardas…
    Quando ela entrou na igreja: (fabulosa) em seu vestido minimalista Givenchy, tudo mudou! A moda virou casar com vestidos simples… sardas agora era considerado algo bonito…

    Fico pensando, se o marido dela não fosse o príncipe, se o vestido não fosse Givenchy… será que toda a simplicidade que ela escolheu seria símbolo de elegância? Com certeza não! Os convidados iam falar que o vestido foi feito por uma costureira do bairro e que faltou base no rosto! Kkkkkkkkkk

    Brincadeiras a parte, que em 2020 a gente tenha o suficiente, porque tudo que é excesso sempre sobra e gera peso. E que nenhuma opinião seja tão relevante a nós, quanto as nossas próprias opiniões! Feliz ano novo, Yuka!

    Que em 2020, você continue nos inspirando a ser pessoas melhores como foi em 2019. Gratidão!

    Curtir

    • Oi Tiemi, tudo bem? Feliz 2020 pra você! Espero que possa contar com a sua ilustre presença nesse blog por muito tempo rsrsrs. Agora sobre a Meghan Markle e seu vestido, tenha certeza que se ela não fosse casada com um príncipe, ninguém daria bola para o seu vestido simples rs. O que temos que ter em mente é a satisfação pessoal, saber que estamos fazendo tal coisa por nós, e não pelos outros. Aí passamos a não importar tanto com a opinião de pessoas, que sinceramente? Nem conhecem a gente de verdade, né? Desejo pra você também um ano próspero, com muitas novidades boas que a sua filhinha irá trazer pra você, cada sorriso, cada conquista dela será conquista sua. Aproveite! Bejio.

      Curtir

  9. Ah, a simplicidade… fomos passar a semana de Natal com parentes mais no interior (moro no interior mais a 200km da capital, já os parentes moram a 600 km)…. que delícia ver meus meninos se divertindo no jardim da igreja, na varanda da casa junto com os adultos sentados naquelas cadeiras de corda que todas as casas tem (pois todos os dias as pessoas aos invés de assistir TV, sentam em frente de casa para passar o tempo e bater papo)… todo mundo se conhece (e sabem que vc é de fora e até de que família pertence), no calor que fez encheram o tanque de lavar roupas para os meninos brincarem como piscina… ah, que delícia! As refeições são eternas… tira-se a mesa do café para a de almoço, a do almoço para o café da tarde, e depois da janta… e cheirinho de café sendo passado o dia todo… quem não dá valor a uma vida dessas não sabe realmente o que é felicidade… bjus e um excelente 2020 para todos nós!

    Curtir

    • Oi Michele, sabe que enquanto você descrevia sua semana de Natal, eu lembrei muito de quando vou para a casa da minha sogra, é igualzinho, desde a cadeira de corda, assistir televisão na sala com a porta da casa aberta, as piscininhas improvisadas com bacia, as refeições eternas rsrsrs. Que delícia, né? Por mais momentos simples assim na nossa vida. Um feliz 2020 pra você também!!!

      Curtir

  10. Pingback: Não economize! – Vida Rica

Deixe uma resposta para Allan Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: