Pizza profissional na boca do fogão: é possível?

*não é publieditorial

foto0

Eu tive o grande prazer de descobrir que SIM.

Há algumas semanas, eu assisti um vídeo do Eduardo Perrone, onde ele apresentava o forno da Stone in Box. De cara, eu fiquei doida. Doida, porque eu e meu marido somos loucos por pizza. E também como uma boa virginiana, sou perfeccionista, então se for para me aventurar em fazer uma pizza em casa, tinha que ficar igual a pizza de pizzaria, e não como aquelas pizzas caseiras de massa murcha e mole.

A minha, eu paguei cerca de R$800.

Aqui no meu bairro, uma pizza boa, custa em média R$80. Tem também as de R$40, mas essas não acho tão gostosas, então prefiro a de R$80. Em casa sou eu, meu marido e mais 2 crianças, então (por enquanto) 1 pizza tem bastado, mas qualquer pessoa já pode prever que muito em breve, terei que pedir 2 pizzas que custará nada mais, nada menos do que R$200.

Pensando nisso, e também no prazer genuíno que sinto em fazer as coisas por conta própria (quem já se esqueceu que eu mesma pinto as paredes da minha casa, monto e desmonto com facilidade um guarda-roupa, instalo armários, costuro roupas, faço pão caseiro, pão doce, granola, geléia, iogurte grego, etc). A pizza seria só mais um dos tantos desafios.

Pela foto inicial do post, vocês já devem ter percebido que a pizza foi um sucesso aqui em casa. Já prometi que vou convidar mais pessoas para fazer uma rodada de pizza em casa. E foi uma pena que eu tirei poucas fotos da preparação da pizza, porque a princípio, não pensei em postar aqui no blog.

foto1

Aqui estão os produtos da Stone in Box.

foto2

Olha que fantástico, a espátula de inox serve também como tampa do forno. Design é tudo.

foto3

As letras vazadas servem como chaminé.

foto4

Eu só tenho essa foto pra provar que fui eu mesma que fiz a massa.

foto5

Aqui a Stone in Box, já com o fogo ligado. Eu liguei 2 bocas do fogão. Em cerca de 15 minutos, o forno tinha alcançado inacreditáveis 500 graus, temperatura mais que suficiente para fazer uma pizza de pizzaria.

foto7

Enquanto o forno aquecia, abri a massa da pizza, coloquei o molho de tomate (caseiro, obviamente), palmito de boa qualidade e catupiry. Acho que exagerei no recheio… a empolgação e a euforia nesse momento era tanta que eu esqueci de colocar as azeitonas.

foto6

Pizza dentro do forno, o apartamento cheirando a pizzaria. Tudo acontece muito rapidamente. Em contato com a pedra refratária, a massa da pizza cresce imediatamente. Em menos de 5 minutos, a pizza já está pronta.

 

foto8

Primeira pizza saindo! Gritos de alegria e pulos de euforia pela casa toda rs. Recheio transbordando… bordas crocantes por fora e macias por dentro.

foto10

E depois mais outra, e mais outra, e mais outra! Olhem essa borda digna de pizzaria.

foto11

Agora por um outro ângulo. As pizzas parecem pequenas nas fotos, mas não eram. Acho que devia ter em torno de 25cm a 30cm. Da próxima vez vou tentar esticar mais a massa para ficar mais fininha.

No dia seguinte, eu e meu marido levamos a pizza na nossa marmita. E confirmamos: ainda era pizza de pizzaria.

Viver de Renda, esse post é pra você.

O forno foi aprovado, recomendadíssimo, propaganda gratuita mesmo, porque valeu muito a pena.

Para quem tiver curiosidade, aqui está o site da Stone in Box.

E também o vídeo do Eduardo Perrone, onde tudo começou:

Olha que molho de tomate lindo de fazer: tomates assados com azeite e sal.

~ Yuka ~

49 Comments on “Pizza profissional na boca do fogão: é possível?”

    • Oi Leo, que legal que você criou um blog, acho que quando criamos um blog e conseguimos interagir com pessoas que possuem a mesma ideia, a gente passa a não se sentir tão sozinho. Vou dar uma lida no seu blog com certeza. Beijos.

      Curtir

    • Hoje eu fiz pizza de novo. Só que desta vez não tirei foto, porque simplesmente esqueci rs. Sim, sou virginiana, agora você sabe porque adoro listas kkk. Nasci no dia 2. Beijos.

      Curtir

      • Esqueci de colocar meu nome, é Rosana, do YouTube, eu sou do dia 4/9.. Quem sabe um dia a gente comemora tomando um café juntas 🙂 Vi o comentário das havaianas, adorei e quero levar isso pra mim. Só se desfazer quando de fato eu sentir que deu, se arrebentar vou só trocar a tira tb 😉 Beijos

        Curtir

        • Oi Rosana, nossa, nascemos bem perto uma da outra. Quando você vier pra São Paulo, me manda uma mensagem, quem sabe a gente não consegue tomar um cafézinho? Sobre o havaianas, mais uma que vai aderir kkk. Olha, meu marido parece que tem uma tesourinha entre os dedos, já conseguiu arrebentar a tira umas 10 vezes, até que um dia eu cansei e comecei a comprar tiras na feira rsrsrs. Outro dia ele ia comprar finalmente um chinelo novo, e eu só emendei “compra um modelo que combine com tira preta” kkkk morremos de rir dentro da loja. Beijos.

          Curtir

  1. Muito legal!Vai entrar no meu quadro de inspiração para minha casa.rsrs.Estou planejando comprar uma casa daqui a 15 anos a vista.Fico assistindo programa de reformas e coisas que seriam legais para ela.Claro que a tecnologia avança e tudo muda mais eu adoro ir sonhando com meu lar.

    Curtir

    • Oi Marcela, sonhar é uma das coisas mais gostosas que temos, também adoro ficar assistindo programas de reformas. Particularmente, gosto das casas pequenas, naquele estilo “tiny house” americana, ou seja, casas bem pequenas com rodinhas. Fico imaginando como eu reformaria se eu morasse numa dessas. Pode colocar o forninho no seu quadro de inspiração, porque hoje eu fiz pizza de novo, e nossa, que delícia que fica. Beijos.

      Curtir

  2. Muito bom Yuka

    Passei esse final de semana lendo seu blog. Gostei muito, ainda estou engatinhando nesse movimento minimalista

    Você poderia um dia fazer um post sobre cartão de crédito? Quantos precisamos ter? Em tempo, tenho somente um e não pago anuidade. Tenho outro em casa de outra bandeira, que também não pago anuidade, mas não carrego ele na carteira, o que vc acha?

    Curtir

    • Oi Eder, que legal que você está lendo os posts antigos, tem bastante conteúdo, escrevo desde 2013. Vai dar pra perceber que apesar da minha essência ter continuado a mesma, muita coisa mudou, o minimalismo realmente me trouxe bastante auto-conhecimento. Sobre o cartão de crédito, acho que você já faz o certo, ter um único cartão, sem anuidade. Faço o mesmo que você. Como os meus gastos até que são razoáveis, eu acabei decidindo pelo Nubank, e aderir ao programa rewards que faz com que eu consiga ter retornos financeiros, acho que tem valido a pena. Estou só esperando terminar o ano para eu fazer um post sobre esse assunto específico, de programas de recompensas. Ah deixa eu te perguntar, você disse que tem outro cartão de outra bandeira que deixa na sua casa, qual seria o motivo de permanecer com ele? Pergunto isso porque provavelmente você tem Mastercard e Visa, e ambos são aceitos em todas as lojas. Beijos.

      Curtir

      • Isso acertou na mosca. O que deixo na carteira é mastercard junto com a função débito. O outro que está em casa é Visa.
        Os dois não pago anuidade.
        Estou pensando seriamente em cancelar o segundo, uma vez que não uso mais. Tinha o receio de algum lugar não passar uma bandeira, mas isso acho é coisa do passado.
        Mais uma vez parabéns pelo blog e desculpa desviar do assunto principal do post que era pizza que amo também

        Curtir

        • É, acho que nesse caso vale a pena cancelar o cartão. Eu pago tudo, desde a bala Juquinha até um eletrodoméstico no cartão, e não me lembro de algum estabelecimento ter me falado que não trabalha com determinado cartão. Beijos.

          Curtir

              • Yuka
                A pergunta foi no limite interno, não no limite do banco. Ex se ganho 1000 reais eu deveria gastar no máximo 50% desse valor.
                Nesse ponto eu sou bem controlado, não passo 20% 😉

                Curtir

        • No Brasil é coisa do passado, mas se for viajar pro exterior sim tem lugares com maquininhas que só aceitam Master ou só aceitam Visa, etc…

          Curtir

          • Nossa Vinicius, então eu tive sorte, porque nunca passei por uma situação de recusa de cartão por causa da bandeira… se bem que pensando bem, não compro tantas coisas quando faço viagem internacional, então a chance seria mínima de qualquer jeito ehehehe. Obrigada por complementar o comentário. Beijos.

            Curtir

  3. Excelente Yuka. Pensei em você hoje quando meu havaianas que trouxe do Brasil “arrebentou” e coloquei um preguinho hahahah. Fui comprar um por aqui nos EUA e os desaforados estão cobrando $25 (+100 reais) por um par (é o preço da uma ação da STAG que quero comprar). Ah não !!! Vou otimizar e consumir o máximo dele como você nos ensina ! Dá um gostinho bom ter muita grana na conta e msm assim otimizar as coisas neste nível por consciência de consumo- só um frugal nato mesmo.
    Um abraço

    Curtir

    • Oi AA40, poxa o seu havaianas arrebenta e você lembra de mim hauahauauha! Morri de rir, e olha que eu tava sozinha na sala kkkk. Isso mesmo, use seu chinelo até final, você pagou por ele. Você nem sabia dessa, mas quando meu chinelo novo arrebenta a tira, eu simplesmente vou na feira e compro a tira e troco. Não vou jogar meu chinelinho fora, sendo que a sola ainda nem está gasta. Ensinei meu marido a fazer a mesma coisa rsrs. Sabe que apesar dessas frugalidades, não me considero mão de vaca. Eu só aprendi a dar valor ao dinheiro que eu adquiri gastando tempo da minha vida, e a valorizar as coisas que eu já tenho. Você descreveu bem a sensação que eu tenho com muita frequência, de ter consciência de consumo, mesmo com dinheiro na conta. Um beijo.

      Curtir

      • hahaha…para vc vê como está influenciando a vida das pessoas. Preciso entrevistar você no AA40 qualquer hora dessas. Este episódio estará na apresentação do primeiro encontro FIRE no Brasil com certeza kkkkk.
        Então eu também não me considero mão de vaca por que quando é para gastar no que eu gosto de gastar – viagens basicamente – eu não economizo. Porém no restante economizo ao máximo !!! Acho que este é um dos segredos para se chegar a IF sem sofrer muito. Abcs

        Curtir

        • Sim, o segredo é ser econômico nas coisas gerais, para justamente poder gastar bem nas coisas que amamos fazer. E pra essa mágica acontecer, auto-conhecimento é essencial! Um grande beijo!

          Curtir

  4. Achei muito legal. Compraria, mas me prometi não comprar mais cacarecos de cozinha (ou terei que me mudar… 🤣). Também vivo inventando as coisas, especialmente na cozinha. Abraços.

    Curtir

    • Olha, apesar da sua promessa de não comprar mais cacarecos (não estou tentando você mudar de opinião… só um pouquinho), esse forno é bom viu. Hoje fiz pizza de novo. Que delícia que ficou. Minha filha mais velha comeu 2 pedaços pela primeira vez. A menorzinha de 2 anos só gosta da borda por enquanto rs. A parte boa desse forno é que a gente acaba chamando os amigos com mais frequência em casa, e isso acaba sendo muito bom. Beijos.

      Curtir

  5. Caramba q legal!!! Meu marido ama pizza e sofre tb com essas pizzas de 80 reais. Eu não gosto de queijo derretido e abomino qdo a pizza chega já com o queijo borrachudo em casa. Com um forno desses ia fazer minhas pizzas de atum em paz. Vou considerar esse forno como presente de Natal pro meu marido. A única coisa contra é ter mais um “utensílio” em casa. Vou ter q me livrar de alguma coisa grande na cozinha pra por ele pra dentro.

    Curtir

    • Oi Elsa, ahh compra sim, acho que vai valer muito a pena. Meu marido disse que a melhor pizza que ele comeu até hoje, é uma que comeu quando foi para a Itália. E que a segunda pizza mais gostosa é a minha. E olha que tem uma pizzaria maravilhosa perto de casa, e ele disse que a minha está mais gostosa que dessa pizzaria. Muito fofo, né? Acho que seu marido vai amar esse forno. Beijos.

      Curtir

  6. Oi Yuka, tudo bem? Conheci você ouvindo o podcast do Sr. IF365 e depois disso, devorei o seu blog, já me sinto até meio que sua amiga. Me identifiquei muito com tudo que você escreve e gosto muito do seu jeito de levar a vida. Parabéns e continue nos inspirando sempre com seus posts incríveis!

    P.S.: vou ter que ir na pizzaria hoje matar a vontade que deu depois de ver suas fotos, claro que tudo dentro do orçamento planejado pras saídas do fds 🙂

    Curtir

    • Oi Sonhadora, tudo bem? Que bom que você encontrou o blog pelo Sr.IF365. 😊 Sobre a pizza, ficou tão gostosa… tenho feito toda semana, amanhã vou preparar pizza para uns amigos que virão em casa, valeu muito a pena ter comprado o forno. Um grande beijo pra você.

      Curtir

  7. Oiii tudo bem Yuka?
    Estou sumida né?! Mas hoje não resisti e vim deixar meu parecer rs.
    Minha nossa que negócio legal e utilitário.
    Eu AMO pizza desde sempre, e é verdade como está caro comer uma pizza…
    Aqui as crianças já maiores tem que ser duas, eu costumo comprar uma massa pronta e montar em casa. Duas vezes no ano peço fora.
    Valeu cada centavo comprado desse forno hein?!
    Eu amei, vou economizar aqui para pode adquirir um !
    Muito bom você dividir conosco sua opinião e foi uma ótima ideia criarem algo que possa ficar com o gostinho de pizzaria e ainda usar de várias formas.
    Salivei só de ver essas fotos kkkk
    Tenho lido seus posts e adorado os assuntos.
    Gratidão por dividir sempre conosco…
    Super bjs

    Dri 😀

    Curtir

  8. Pingback: A riqueza da vida simples | Viver Sem Pressa

  9. Pingback: 49 coisas que não compro mais | Viver Sem Pressa

  10. Pingback: As 5 compras mais úteis do ano de 2019 | Viver Sem Pressa

  11. Pingback: 49 coisas que não compro mais: consumir não não consumir ? - Aldous

  12. Parabéns pelo blog!

    Você costumava fazer pizzas e assar no forno convencional ? Se sim, qual a diferença entre as pizzas ? Grato pela atenção !!!

    Curtir

    • Oi Sergio, quando eu fazia pizza no forno convencional, ficava com aquela pizza com massa murcha (ou muito dura), tipo pizza caseira mesmo. Esse forno, como alcança temperaturas dignas de um forno de pizzaria, entra em contato com a pedra e estufa imediatamente, ficando pouquíssimo tempo no forno (uns 3 – 5 minutos). Então a massa fica crocante por fora e macia por dentro, igual ao das pizzarias.

      Curtir

  13. Olá, Yuka! Tudo bem? Ouvi seu relato sobre a crise do vírus no blog do SRIF365. Sobre a pizza, você usou a receita do vídeo do YouTube mencionado neste post ou alguma outra? Fez alguma mudança na receita? Adoro pizza.

    Curtir

    • Oi Mente Investidora, tudo bem? Que legal que você me ouviu por lá. A pizza, eu fiz de uma receita do próprio Eduardo Perrone, mas não lembro se era desse vídeo. De qualquer forma coloco aqui pra você os ingredientes:
      – 1kg de farinha
      – 550 à 600 ml de água mineral
      – 20g de sal
      – 10g de fermento seco ou 2 tabletes do fresco
      Veja se é a mesma receita do vídeo, se não for, explico pra você no comentário a forma de preparo.
      Essa massa, eu gostei bastante. Mas já vi que a temperatura faz muita diferença. Quando uso a Stone in Box usando apenas 1 boca de chama, ela alcança em torno de 350 graus de temperatura. Quando uso 2 bocas, alcança 600 graus. E a massa da pizza que sai do forno de 600 graus é outra coisa! Borda crocante por fora e macia por dentro, digna de pizzaria mesmo. Não ganho 1 centavo da Stone in Box kkkk, mas eu realmente recomendo. Beijos.

      Curtir

  14. Pingback: Fazendo churrasco de carvão dentro de apartamento sem varanda | Viver Sem Pressa

  15. Muito obrigado pelo seu post. Estou bem interessado no forno (já vi o que tinha no youtube), mas você foi a 1ª a indicar tempo no fogão e temperatura. Este é o modelo stone in box 300? Te pergunto como é para limpar? Ele é desmontável ou tem que lavar inteiro? O acabamento parece ser muito bom, e é mesmo? Abraço, Otávio.

    Curtir

    • Olá Otavio, sim, o meu é a Stone in box 300. Pra limpar é bem tranquilo, ele inteiro é lavável embaixo da torneira. A parte de fora que é inox, eu esfrego com uma bucha, a pedra, só jogo uma agua e esfrego com a mão mesmo, não limpo com sabão, só jogo a água. Meu forno não está mais da cor da foto, ela está mais escura por conta da temperatura que alcança, mas nada que mude a qualidade do forno, nem da pizza. Quando quero que ela alcance uma temperatura mais baixa de 350 graus, coloco só em 1 boca do fogão. Quando coloco nas 2 bocas, a temperatura sobe bem, e a massa da pizza fica mais gostosa, do jeito que está na foto. Se você gosta de preparar uma massa, e gosta de pizza, acho que é uma compra que vale a pena sim. Eu uso sempre que posso (estou controlando pra não engordar tanto hehehe). Um abraço.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: