8 tipos de desperdícios: menos desperdício e mais dinheiro no bolso

Muito se fala em desperdício de luz, água e alimentação, mas pouco se fala sobre desperdício de tempo, dinheiro e espaço.

Entre tantas coisas que são difíceis de mudar (mudar o mundo, mudar as pessoas, mudar de opinião…), reduzir o desperdício é relativamente fácil. A vantagem ainda em reduzir o desperdício, é a “recompensa” que vem depois: o dinheiro que conseguimos poupar. A seguir, listei alguns dos principais desperdícios:

Desperdício 1: Tempo

Resultado de imagem para organizar tempo

Eu levo muito a sério quando digo que tento aproveitar o máximo do tempo que eu tenho. Antes das minhas filhas nascerem, eu tinha bastante tempo, mas hoje, com o tempo escasso, aproveito cada minuto disponível para fazer coisas que eu gosto.

  • Aproveitando os momentos de espera:

Quando estou no metrô indo para qualquer lugar, eu leio livros pelo Kindle (como ele é fininho e leve, sempre está dentro da minha bolsa). Também aproveito para ler nos pequenos momentos de espera, como na fila do supermercado e enquanto estou esperando para ser atendida no consultório médico. Às vezes, o tempo de espera é tão pequeno que mal dá para ler 1 página, mas mesmo assim, é melhor ler 1 página do que não ler nenhuma.

  • Aproveitar as saídas e passeios para comprar o que preciso:

Tenho uma lista denominada “Compras” no celular. Essa lista, é diferente da lista “Supermercado”. Na lista Compras, eu anoto tudo o que estou precisando comprar, geralmente são coisas que não consigo comprar no supermercado. Para exemplificar, na minha lista atualmente há os seguintes itens: garrafa térmica para café, chinelo para as filhas, lenço umedecido, cardigã vermelho e escorredor de louça. Toda vez que eu vou sair de casa (pode ser shopping, pode ser um passeio, pode ser visitar alguém) eu tenho o costume de olhar essa lista. Se no caminho do passeio, vou passar na frente de alguma loja onde vende garrafa térmica, aproveito para comprar. Se no caminho vou passar perto de uma farmácia, aproveito para comprar o lenço umedecido. Desta forma, não preciso sair de casa só para comprar a garrafa térmica ou o lenço umedecido. Isso me faz ganhar tempo.

  • Aproveitar os momentos em que faço tarefa doméstica para estudar:

Tenho o costume de salvar vídeos do YouTube no meu perfil para assistir depois. Ouço os vídeos enquanto estendo roupa no varal, enquanto estou cozinhando, lavando a louça, guardando os brinquedos das crianças, etc.

  • Saber utilizar bem a lista de Supermercado vs Despensa:

Basicamente eu tenho 3 tipos de controle em casa:

  1. geladeira e “estoque em uso” (farinha, açúcar, arroz etc guardados em potes herméticos)
  2. despensa (lugar onde armazeno os produtos novos, lacrados)
  3. lista de supermercado

Costumo estocar alguns produtos que sempre uso (como farinha, açúcar, óleo) na despensa. Se inicio o mês com 3 pacotes de farinha, conforme eu vou abrindo os pacotes, transfiro para os potes herméticos. Quando eu pegar o último pacote da farinha na despensa para encher o pote hermético, já anoto na lista de Supermercado. Faço isso porque até eu terminar de usar a farinha que está no pote hermético, vai levar alguns dias/semanas, então não preciso sair correndo para o mercado porque descobri que não tem farinha justamente na hora em que estou fazendo um bolo. Tem coisa pior que isso?

Desperdício 2: Dinheiro

Imagem relacionada

Muitas pessoas acabam não associando que o desperdício no geral significa desperdiçar dinheiro? Se jogo fora os alimentos estragados, estou jogando dinheiro no lixo. Se deixo a água da torneira aberta sem necessidade, é dinheiro no lixo. Se compro uma roupa que fica sem uso no guarda-roupa, é dinheiro parado que foi para o lixo. Se tenho remédios em casa e compro mais remédios similares, é dinheiro no lixo, já que provavelmente os remédios terão a sua validade vencida. O mesmo acontece com as maquiagens. Maquiagens e esmaltes possuem data de validade, portanto se compro vários e não consigo usar até a data de validade, também foi dinheiro para lixo. Pare de gastar dinheiro com besteiras.

Desperdício 3: Espaço

Eu moro em um apartamento que é adequado para o tamanho da minha família. O apartamento possui 2 dormitórios, sala, cozinha, lavanderia, 2 banheiros e um quartinho de despensa. Isso significa que eu pago um condomínio de acordo com o que estou usando. Se você é uma pessoa solteira ou até mesmo recém-casado e sem filhos, morar em um apartamento de 2 ou 3 dormitórios significa que está desperdiçando espaço, e também dinheiro, já que se estivesse morando em um apartamento menor, pagaria menos condomínio, menos IPTU, menos luz (a potência da lâmpada que ilumina uma sala de 5m2 é bem diferente de uma que precisa iluminar 10m2) etc.

Desperdício 4: Energia (humana)

Muitas pessoas perguntam como consigo fazer tantas coisas, apesar de ter tantas obrigações no trabalho e em casa. Posso dizer que eu aprendi a gastar a minha energia de uma forma eficiente. Isso não significa que eu faço mais esforço que as outras pessoas. Na verdade, às vezes desconfio até que eu faço menos esforço que a maioria. Sabe como? Graças ao planejamento que faço do meu dia, semana, ano et. Por exemplo, vejo muitas pessoas cavando buraco nos lugares errados. Elas cavam, cavam, cavam, não param para pensar se está fazendo a coisa certa, se está usando a ferramenta certa, se está cavando o buraco certo. Quando não fazemos um planejamento, a chance de cavar o buraco errado é grande, a chance de usar a ferramenta errada é grande. E isso significa retrabalho e desperdício de tempo e de energia.

Temos o costume de negligenciar o planejamento através do “fazejamento”, planejando enquanto fazemos. E isso é uma das piores coisas que podemos fazer, já que muitas vezes, o buraco que foi feito é tão grande, que custamos a compreender e admitir que aquele buraco não vai nos levar a lugar nenhum.

Então, minha gente, não negligenciem o desperdício de energia.

Desperdício 5: Alimentação

Imagem relacionada

Esse item eu ainda não consegui incorporar na minha rotina. Já reduzi bastante o desperdício, mas ainda jogo comida fora.

Uma das coisas que diminuiu bastante o desperdício aqui em casa foi cozinhar menos comida. Parece óbvio, mas quando eu tinha 700g de carne moída, eu costumava cozinhar os 700g de carne. Se eu tinha 1 batata-doce gigante, eu usava toda a batata-doce. E aí o que acontecia? Eu ficava comendo sobras de comida a semana toda, e no fim, não queria mais comer, também achava que estava velho demais para congelar e ia direto para a lixeira.

Hoje eu faço assim, ao fazer o almoço do fim-de-semana, uso para cozinhar somente o que iremos consumir naquela refeição. Isso significa que muitas vezes uso 1/2 pimentão, 1/4 da cebola, 1/2 do pepino, e guardo o que sobrou na geladeira. E para preparar a próxima refeição, uso essas sobras de verduras e legumes para fazer uma outra receita. Assim ninguém enjoa da comida e diminui o desperdício.

Desperdício 6: Roupas

Imagem relacionada

Um dos desperdícios que eu costumava ter há muitos anos era em relação ao vestuário. Eram 20 blusas pretas, 10 brancas, 50 coloridas, 10 calças jeans, diversos cintos, vários sapatos, bolsas, maquiagens… todo mês comprava alguma coisa pra mim. Até que conheci o minimalismo e passei a me conhecer melhor. Encontrei o meu equilíbrio, um guarda-roupa pequeno, mas suficiente para mim. Ao invés de comprar roupas fast-fashion, passei a escolher roupas melhores, de tecidos mais duráveis, de modelagem mais adequada ao meu corpo. E com isso, a vontade de trocar de roupa a todo momento passou. Um bom exemplo é a minha carteira, que comprei em uma loja que adoro há 8 anos. Não foi barato, mas ainda está em perfeito estado.

Desperdício 7: Luz

No início deste ano, percebi que a minha conta de luz do ano de 2018 aumentou consideravelmente, já que costumo fazer uma análise dos gastos do ano que passou. E com isso, conversamos com os integrantes da família (eu, marido, filha de 3 anos e filha de 1 ano) de que precisaríamos economizar a luz da casa. Foi uma conversa simples, de que devemos desligar as luzes do quarto que estiver vazio. E adivinhem quem deixa sempre a luz ligada? Eu e meu marido. E adivinhem quem avisa que a luz está acesa, pega o banquinho e apaga as luzes dos quartos? Minha filha de 3 anos. Ela virou a general daqui de casa, sempre nos avisa quando deixamos a luz acesa. E assim, vamos nos acostumando de desligar a luz quando saímos de um cômodo.

Desperdício 8: Água

Imagem relacionada

Diferentemente da luz, que chega um boleto com o valor a ser pago mensalmente, a água já está inclusa no condomínio, então não sabemos exatamente qual é nosso consumo mensal de água. Apesar disso, sempre tentamos não desperdiçar a água. As crianças já sabem disso e ao ensaboar as mãos, peço sempre para fechar a torneira. Outra coisa que costumamos fazer é encher uma bacia e dar banho nas duas. Elas até pedem para deixar o chuveiro ligado, mas quando explico que a água é finita, e que deixar o chuveiro ligado pode acabar a água do mundo, elas compreendem e se contentam com a água da bacia.

Esses são os 8 maiores vilões do desperdício que eu encontrei.

Cabe a nós fazer o que está ao nosso alcance.

~ Yuka ~

 

 

 

 

Anúncios

38 comentários em “8 tipos de desperdícios: menos desperdício e mais dinheiro no bolso

  1. Aproveitar os momentos em que faço tarefa doméstica para estudar:
    Tenho o costume de salvar vídeos do YouTube no meu perfil para assistir depois. Ouço os vídeos enquanto estendo roupa no varal, enquanto estou cozinhando, lavando a louça, guardando os brinquedos das crianças, etc.

    também faço isso, só que com podcasts.

    sobre roupas, depois que assisti alguns episódios daquela Marie Kondo, estou tentando desapegar e convencer a minha esposa a fazer o mesmo. Melhor ter uma camisa boa que custe 100 reais do que comprar 5 por 20. também facilita as atividades do lar, já que é menos roupa pra lavar e passar.

    Curtir

    • Oi Marcelo, realmente, tem o Podcasts, e esqueci de comentar, mas também ouço audiobooks, são sempre muito bons principalmente quando não dá para ficar parado e lendo livros. Assisti alguns episódios da Marie Kondo, é muito bom viver com o suficiente. Nem pouco, nem muito. Agora mesmo na hora do café aqui do meu trabalho, estávamos falando sobre isso. Falei que eu só tinha 1 sandália. Se a sandália arrebentar, fico sem sandália, preciso ir na loja comprar. Aí uma pessoa falou “vish, que pobre”. E eu falei que não, que não via sentido de ter várias sandálias para ficar pegando poeira na sapateira. É libertador saber que precisamos de pouco. Beijos.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Muito legal! Tenho refletido bastante sobre isso! Eu me recuso hj a sair especialmente para comprar algo. A não ser que seja essencial! Ontem, por exemplo, tive que sair pra comprar aquele ralinho (valvula) da pia do banheiro, pois começou um vazamento! Meu primeiro pensamento foi: terei que chamar um encanador! Mas uma pesquisa rápida no YouTube me fez ver que era tão fácil trocar eu mesma, que eu economizaria duas vezes: primeiro, não gastando com a mão de obra, e segundo não gastando tempo procurando alguém confiável, com preço bom. Gastei 15 minutos indo comprar, e economize ao menos 70 reais. É ainda aprendi algo!

    Também salvo playlists no youtube e vou ouvindo enquanto cozinho e limpo a casa! Uma vez, falei com uma amiga que não estava conseguindo focar em algumas tarefas que precisava fazer, ainda mais tendo um filho de 4 anos, ai ela me disse que estudar sobre autoconhecimento era importante, mas que eu gastava muito tempo com isso! Ai expliquei isso de aproveitar o tempo enquanto executo tarefas do cotidiano, e ainda aproveitei para dizer que não assisto TV, novela, não bato perna no shopping, rsrsrs, porque nao fazem sentido mais pra mim, mas são coisas que ela ama fazer, e tudo bem! Mas ela simplesmente não estava vendo o quanto de tempo ela desperdicava com lazeres improdutivos todos os dias!!!

    Mas a alimentação sem dúvida, talvez seja a grande fonte de desperdício! Reduzi a quase zero fazendo duas coisas: em um dia faço salada de pote para os proximos 5 dias. Somente compro folhas e vegetais para essa quantidade. da um trabalho, mas garanto assim que vou comer salada todo dia e sem desculpa! Porque ja sai ate temperada! Compro legumes que vão complementar a refeição,mas geralmente já faço um preparo, congelo o que dá, etc.

    É tb sempre cozinho carne e congelo porções para outros preparos. Sou a louca do congelamento, rsrsrs.
    mas em poucos minutos na cozinha tenho uma refeição completa e saudável. Economizo comendo pouco na rua e ainda em remédios kkkkkk. Ahhh e tb comecei há uns meses a fazer jejum intermitente, pois apesar de ser magra, acho que é fundamental pra saúde!! Pensa em quanto tempo eu estou economizando, porque eu estava acostumada a comer umas 5 vezes por dia!! Agora almoço, e janto,e fruta no intervalo!! Sério, economizo tempo, menos louça pra lavar, estou mais disposta, com mais energia e mais saúde, menos tpm rsrsrs!

    Enfim, falei bastante hj, bjsssss e uma ótima semana!

    Curtir

    • Oi Debora, ohhhh que orgulho de você de ter consertado a válvula do banheiro. É muito gostoso quando conseguimos perceber que não precisamos depender tanto dos outros para fazer determinadas coisas. É esse sentimento que eu tenho quando pinto as paredes da minha casa, monto os armários da cozinha, etc.
      Eu comecei a fazer, vamos dizer, uma dieta semana passada. Sei que não é o ideal, que o melhor era fazer a reeducação alimentar. Mas como quero perder um bom peso (apesar de ser magra também, dei uma engordadinha depois do nascimento das minhas 2 filhas), resolvi fazer uma dieta no início e depois começar a reeducação alimentar e depois incluir a natação. E pensei em fazer o jejum intermitente também, mas só durante a semana (porque de fim de semana quero comer meu amado pão francês) e só depois que eu chegar na fase da reeducação alimentar. Ontem mesmo assisti alguns vídeos do YouTube que falava sobre esse jejum. Tudo de bom, né? Um beijo, boa semana pra você.

      Curtir

      • Ahhh tb acho que a dieta é válida para o inicio, pois aí vemos o resultado e nos animamos rsrsrs. Sobre o jejum, acho válido sim só durante a semana, tem um canal que acho muitooooooo bom, de um médico, vc já deve ter visto até, rs do dr Uronal https://www.youtube.com/watch?v=6Ffc7dRJRZs vale à pena!!! Estou aprendendo muito com ele! Bjssss e vamo que vamo!!!

        Curtir

        • Esse médico eu não conhecia. Estou seguindo o canal chamado Emagrecer de Vez, do Rodrigo Polesso. Estou gostando bastante dele, ele quebra todos os paradigmas baseado em evidências científicas. Da mesma forma que na área de finanças eu precisei desconstruir o que aprendi, a alimentação está seguindo pelo mesmo caminho. Já emagreci 5 kg hohohoho!

          Curtir

  3. Excelentes conselhos para economizar tempo, dinheiro, espaço, etc. Colocar tudo em prática é realmente difícil, mas com um pouco de organização e boa vontade é possível viver bem evitando o desperdício.
    Ótimo texto.
    Abraço.

    Curtir

    • Oi Gabriel. Mudar hábitos é sempre muito, muito difícil. Mas depois da mudança, sempre vem uma recompensa. Agora mesmo estou tentando perder uns quilinhos que ganhei nas 2 gravidezes. Não é fácil deixar de comer doces, pão, fritura, mas sei que depois virá a recompensa. Beijos!!

      Curtir

  4. Sabe quando parece que aquilo é pra gente? Seu post veio em um momento que estou repensando muito meus desperdícios diários. Coisas que parecem bobas, mas que fazem a diferença. Ainda mais depois de mais uma tragédia em Minas está cada dia mais claro na minha cabeça que temos que evitar todo tipo de desperdício. Nos meus dias estou ficando atenta. Evitando copos plásticos, usar menos guardanapos, não comprar o que já tenho ou que posso mandar consertar, usar tudo até o final… Adorei o post porque alguns ainda não tinha pensado! Como sempre você tráz ótimas reflexões Yuka! Gratidão!

    Curtir

    • Oi Josi, você viu o desastre em MG, que horror, né? Fiquei muito triste em parecer que tudo fica impune, parece que não aprendemos com a história, com os próprios erros… e aí pagamos com a vida.. devastando famílias que muitas vezes nem corpos terão para velar…. Sim, concordo com você, o que fazemos é pequeno, mas se todos mudarem um pouquinho que seja, já vai melhorar muito. Um beijo pra você.

      Curtido por 1 pessoa

  5. Olá, Yuka!
    Quando li o texto recordei da minha época de faculdade. Fiz duas ao mesmo tempo. Uma presencial e outra a distância e trabalhava ao mesmo tempo. As pessoas questionavam como conciliava e a resposta era sempre a mesma: gestão de tempo. Quando comecei a faculdade EAD decidi que não iria nas aulas, nem assistiria as aulas em video, nem ao menos faria os trabalhos(que ao meu ver demandavam muito tempo e eram pouco avaliados). Eu optei por focar nos livros. Lia o livro, marcava o mais importante e depois relia o que considerava interessante. Muitos podem achar que fiz a faculdade apenas pelo diploma, mas eu sei de fato o quanto aprendi e quanto tempo sobrou para que fizesse outras coisas essenciais para mim. Outro caso de sobre utilizar o tempo da melhor forma possivel, foi quando decidi que não iria mais fazer meu intervalo do trabalho com os demais colegas. Ficava na minha sala. Silêncio absoluto, longe de fofocas e problemas. Aproveitava o tempo para descansar a mente. As vezes até escutava música, lia ou adiantava parte de trabalhos da faculdade ou estudos. Realmente, precisamos nos conhecer muito bem e sabermos sobre as coisas importantes para nós para podermos priorizar o que deve ou não demandar do nosso tempo.
    Obrigada pelo textão super exemplificativo de hoje. Bjs e ótima semana.

    Curtir

    • Oi Kátia, super me identifiquei com seu texto. Te achei muito madura e sábia quando falou que decidiu não fazer seu intervalo do trabalho com seus colegas. Hora essa que muitas pessoas usam justamente para fofocar sobre os colegas. Afastar desse ambiente e focar em você é sinal de maturidade, de conhecimento, de amor próprio. Meus parabéns. Eu também gosto de fazer isso, geralmente almoço em meia hora, e tenho a outra meia hora para caminhar, para conversar com os meus amigos do trabalho, às vezes leio um livro… enfim, é um horário muito proveitoso. Um beijão pra você.

      Curtir

    • A Kátia tem sorte que os colegas respeitam o espaço dela. Eu tentei fazer isso, levava meu livro para a cozinha ou me refugiava na sala de QVT. Não tinha jeito, sempre tinha um que me achava. A pessoa vê que você está lendo, senta do seu lado e começa a matraquear como se não houvesse amanhã. Já desisti e procuro fazer o máximo em casa mesmo.

      Curtir

  6. Oi Yuka, eu te acompanho há um tempo e adoro suas dicas, acho que você é super prática. Bem direta e objetiva. Não comento muito, mas estou aqui pra dar uma sugestão de pauta. Falar sobre como escolher um trabalho legal, que se encaixe com os nossos valores. Sei que é bastante clichê, mas queria ouvir a sua opinião.

    Curtir

  7. Adoro seus posts , é o único blog q eu acompanho 😀

    Nem sei como o conheci ,mas enfim, vc não sabe mas somos amigas hahaha

    Beijos tudo de bom !!

    Curtir

  8. Oi Yukaa!! bom dia

    Concordo plenamente com você, depois que eu passei a morar com o meu noivo eu consigo enxergar melhor esses gastos e o quanto eles fazem diferença no final do mês.

    Também desperdiço comida lá em casa, e isso me frustra viu.
    Ainda estou aprendendo a lidar com esta parte, em saber comprar de forma correta, cozinhar o suficiente etc.

    Mas o importante é a conscientização e, claro, o esforço para isso diminuir.

    Seguimos na luta!! beijos, boa semana.

    Curtir

    • Oi Karol, sim, o importante é a conscientização mesmo, como você citou. Se esforçar para diminuir o desperdício. Não é uma tarefa fácil, mas ao persistir, tenho certeza que vamos diminuir e muito os desperdícios. Beijos.

      Curtir

  9. Olá Yuka!
    Adorei o post, bem reflexivo, ás vezes o dinheiro está saindo pelo ralo e pequenas atitudes podem mudar isso!
    Me diga uma coisa: ás vezes eu baixo os livros do lelivros para ler no meu Kindle e alguns deles vêm meio desconfigurados, com problemas na tradução e até na formatação, isso acontece com você também? Baixo sempre no formato Mobli e não em PDF, mas acho que não tem diferença…
    Obrigado e uma ótima semana.

    Curtir

    • Oi Allan, realmente, é raro acontecer, mas alguns livros no Le Livros estão desconfigurados. Geralmente não me incomoda, mas quando está bagunçado demais e dificulta a leitura, eu costumo baixar de novo, só que no formato PDF e costuma resolver o problema. Beijo.

      Curtir

  10. A Kátia tem sorte que os colegas respeitam o espaço dela. Eu tentei fazer isso, levava meu livro para a cozinha ou me refugiava na sala de QVT. Não tinha jeito, sempre tinha um que me achava. A pessoa vê que você está lendo, senta do seu lado e começa a matraquear como se não houvesse amanhã. Já desisti e procuro fazer o máximo em casa mesmo.

    Curtir

    • Puxa Carol, sério? Bom, gente sem noção tem de monte, né? Hoje eu tenho uma sala só pra mim, então consigo me refugiar lá quando quero ler alguma coisa. Mas quando eu não tinha sala, tinha dias que eu me trancava no banheiro pra meditar, já que perto da minha sala, tem um banheiro individual kkkk.

      Curtir

  11. Olá Yuka, já acompanho seu blog há algum tempo e nunca fiz um comentário, porém hoje estou passando apenas para parabenizá-la por suas postagens. Creio que já li todas rsrsrsrs e me identifico com grande parte dos assuntos sobre os quais você escreve, pois eles também me ajudaram bastante durante essa nova descoberta da vida minimalista. Desejo tudo de bom na sua vida, que você alcance sua liberdade financeira e que nunca deixe de postar suas reflexões, porque vou estar no aguardo toda semana hahaha… Um grande abraço!

    Curtir

    • Oi Priscila, muitíssimo obrigada pelo comentário. Sabe que outro dia estava conversando com uma amiga, de que milagrosamente no meu blog não há haters, aquelas pessoas que perdem tempo de vida criticando outras pessoas nos blogs, notícias, instagram ou em qualquer outro lugar. E até comentei que se tivesse, talvez eu não continuaria escrevendo no blog, para não me aborrecer com comentários. Da mesma forma, os comentários carinhosos que recebo de leitores, é a mola propulsora para continuar escrevendo aqui toda semana. Então, Priscila, só tenho a agradecer por você ler o que escrevo e acompanhar essa jornada de auto-conhecimento que não é mais só minha. É nossa. Um beijo.

      Curtir

  12. Yuka, descobri o seu blog hoje e já estou apaixonada! Eu consigo sentir todo o amor que você coloca em cada uma de suas palavras!
    Estou em busca de uma vida mais minimalista e sei que é aos poucos. Obrigada 🙂

    Curtir

    • Oi Kalina, bem-vinda ao blog. Sim, escrevo os posts com muito carinho, e adoro interagir com o pessoal. Espero que você goste do espaço e permaneça conosco. Um beijo pra você.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: