Para onde foi todo o dinheiro que passou na sua mão em 2021?

Dinheiro, Dólar, Crise, Projeto De Lei, Moeda, Finanças

Daqui a 3 dias, entraremos no mês de dezembro… o ano está para terminar em algumas semanas.

Final de ano é sempre um ótimo período para refletir tudo o que fizemos (e o que não fizemos) ao longo do ano.

Afinal, você sabe para onde foi todo o dinheiro que passou pelas suas mãos no ano de 2021?

Esses dias assisti o vídeo do Ben Zruel: “Deixe de viver no padrão de vida errado de uma vez por todas”.

Achei o vídeo muito bom, um vídeo que dói, porque ele enfia o dedo na ferida, mas essencial para muitas pessoas que ainda não entenderam como fechar o mês no positivo.

“Viver no padrão de vida errado, é quando não sobra dinheiro no final do mês. Ah, mas eu ganho pouco, não está sobrando, porque tenho 3 filhos pequenos, não interessa, padrão de vida errado, é padrão de vida que não sobra dinheiro. Ponto.” Ben Zruel

Independentemente de quanto recebemos, é sempre bom avaliar para quem saímos distribuindo nosso valioso dinheiro. Pagamos contas, pagamos impostos, pagamos para o dono do supermercado, dono de escola, empresas de streaming, para a pizzaria da esquina…

Distribuímos nosso dinheiro pra muita gente, mas afinal, quanto ficou na nossa mão? Quanto destinamos para o nosso futuro?

Trabalhamos o ano todo, 8 horas todos os dias (às vezes até mais que isso), deixamos de ficar com pessoas que amamos e fazemos tudo isso, porque queremos um presente e um futuro melhor.

Dezembro é quando faço o fechamento anual: analiso quanto dinheiro passou pela minha mão, e desse valor total que recebi, vejo quanto e de que forma gastei, quanto poupei, quantos sonhos consegui realizar, e quais sonhos novos quero ter para o ano seguinte.

É o momento em que permito sonhar, ao mesmo tempo em que mantenho os dois pés no chão.

~ Yuka ~

24 Comments on “Para onde foi todo o dinheiro que passou na sua mão em 2021?”

  1. Também gosto de saber qual % do meu dinheiro foi para cada grupo de despesa (alimentação, viagem, transporte, investimento e etc), assim consigo me planejar para balancear para o peso ideal. Muito bom e obrigado!

    Curtir

    • Oi Daniel, tudo bem? Sim, isso é importante mesmo, saber a % de gastos para cada grupo de despesa. Ter esse controle financeiro é muito bom, porque é o que nos permite compreender onde podemos economizar mais, para justamente gastar mais em coisas que nos traz felicidade. Um beijo!

      Curtir

  2. Olá
    Se tudo der certo vou investir 45,5% do que ganhei. Só não foi maior pois estou pagando o MBA e tive gastos com saúde não cobertos pelo convênio da empresa.
    Se colocar o FGTS acho que chego nos 50%.
    Para o ano que devo subir para +- 75%
    Vamos ver 😊

    Curtir

    • Oi Eder, uau, que taxa maravilhosa! No ano de 2020, acho que para mim também foi em torno de 45% que eu aportei, acabou diminuindo um pouco, porque iniciei um tratamento fonoaudiólogo para a minha filha. Já esse ano, ainda não fiz o fechamento, apesar de ter poupado bastante, tive um gasto bastante incomum, que foi a compra do carro e todos os seus custos associados. Um grande beijo!

      Curtir

        • Também tenho colocado todos os gastos que estou tendo com carro, na categoria carro, incluindo estacionamento. Esse ano o valor ainda estará distorcido, porque só terei o valor referente a 4 meses (já que comprei em agosto), mas a partir do ano que vem, terei uma boa noção do quanto ele custará para mim. Bjo.

          Curtir

          • oi Yuka, eu faço isso sempre. Sem nem levar em consideração o rendimento que o dinheiro gasto na compra do carro teria, dava para andar de táxi tranquilamente. Mas a mobilidade e o conforto, para mim ao menos, compensam. Em outra fase da vida, talvez eu abra mão do carro, mas hoje, que viajo de carro e vou para lá e para cá o tempo todo, acho que o custo x benefício é razoável. O custo mensal do meu, quando eu pagava garagem no trabalho, passou várias vezes de mil reais por mês, em média. Isso somando garagem, estacionamentos diversos, gasolina, ipva e seguro. Em 2020 e 2021 baixou muito, porque não pago mais a garagem e vou a poucos lugares, então os valores de estacionamentos e gasolina diminuíram. É o preço do conforto.
            beijo, Daniela

            Curtir

            • Oi Daniela, estou que nem você, durante os primeiros 10 anos com o meu marido, não ter carro valeu muito a pena, pois éramos só nós 2, morávamos perto de metrô, não sentíamos necessidade, e isso tinha um benefício financeiro enorme. Mesmo depois de ter 2 crianças, a gente acabou se acostumando a viver sem carro, e aproveitamos essa fase para poupar muito. Como eu considero que entrei em uma “nova fase” financeira, onde posso relaxar um pouco, me permiti a compra de um carro. Reconheço que carro dá gasto, mas também traz mobilidade, e já que é pra ter um carro, não vou deixar ele parado na garagem, estou andando pra caramba com ele rsrs. Inclusive, já ganhei a minha primeira multa ai ai ai. Beijos.

              Curtir

  3. Olá Yuka, boa tarde

    Uma ótima reflexão. Sim, eu sei aonde foi alocado meu dinheiro no ano. Adoto esse acompanhamento a muito tempo e a cada ano aprimoro minha planilha de controle. Já comecei com anotações no holerite do contracheque, cadernos, Banco de dados no Access e planilhas com gráficos e tabelas dinâmicas.

    Gostei muito do vídeo e hoje eu vivo com um padrão de vida de aproximadamente 48% do meu salário. Eu poderia viver num padrão ainda menor, mas optei por ter alguns mimos e prazeres com minha família. Viagens, almoço, passeio na praça, brinquedos, dentre outros.

    Por incrível que pareça, um ganho indireto que percebi com esse controle foi no ambiente profissional. Usei meu controle como referencia e adoto uma planilha de acompanhamento e controle dos processos de aquisições/contratações no meu ambiente de trabalho. Funciona muito bem e consigo controlar melhor que o fiscal e o financeiro da empresa que trabalho. 🙂

    Também desejo que esse momento de reflexão possa ocorrer com mais pessoas e que seja o começo de uma vida financeira saudável para uma vida FIRE.

    Abraços,
    VAR

    Curtir

    • Por aqui também faço desde 2016. Uso um App chamado Money care. Para mim é mais prático, pois o gasto já é computado na hora. O App é acessado via senha e consigo fazer download a hora que quiser

      Curtir

      • Eu uso o Minhas Economias, eu e marido instalamos cada um no seu celular, mas usamos o mesmo login. Assim, quando ele coloca algo no aplicativo dele, atualiza no meu também, conseguindo assim, ter uma boa noção do gasto familiar. Aí no final do ano, entro no site e puxo o relatório e gráficos, uma maravilha rs. Beijos.

        Curtir

    • Oi VAR, sua planilha deve ser grande, assim como a minha. A gente vai aprimorando a cada ano, então já viu rsrsrs. Eu também poderia viver num padrão menor, mas gosto do conforto que tenho hoje, afinal, não podemos viver olhando somente para o futuro, é importante viver o presente. Desde que iniciou a pandemia, e me vi trancada dentro de casa, e no retorno presencial ao trabalho, percebi o quão benéfico é sair todos os dias de casa, encontrar pessoas e fazer algo de útil, eu relaxei mais em relação ao aporte. Não que não esteja acontecendo, tenho poupado todos os meses, mas entendi que eu entrei em uma nova fase, que se poupar menos ou até mesmo não poupar nada, para mim está ok, porque o montante que eu tenho de patrimônio já é suficiente para me alçar para o patamar FIRE em alguns anos. Essa sensação é muito boa, porque metade das preocupações vão embora (aposentadoria minha e do marido, faculdade das crianças etc), e traz mais paz para viver o presente. É uma pena que educação financeira não é ensinada nas escolas, sei que nossos filhos terão um futuro diferente, mas é algo que realmente mudou a minha vida, e vejo como é importante entender pelo menos o básico do básico sobre investimentos. Um grande beijo!

      Curtir

  4. Como diria Simone: então é Natal, e o que você fez… rsrs
    Brincadeiras a parte, aqui ainda uso o Excel, gosto da previsibilidade que ele me traz, até tenho o Organizze mas mais para ajudar a controlar o que o marido gasta, ai ele lança lá e não precisa ficar me falando…

    Curtir

    • Oi Glaucia, por aqui também uso um aplicativo, mas uso o Minhas Economias. Aí meu marido lança os gastos e já aparece no meu, pois compartilhamos o mesmo login. Mas também tenho uma planilha gigantesca tipo Frankenstein, onde gosto de ter o controle do patrimônio, é ali que me delicio, vendo as curvas dos juros compostos. Meu marido diz que adora andar de bicicleta para relaxar, já eu, digo que adoro abrir essa planilha para relaxar kkkkkk. Beijos.

      Curtir

  5. Oiii Yuka!!! Saudades de vir aqui lhe visitar….a vida ta corrida!
    Mas, hoje eu vim! rs
    Todo domingo, fico no aguardo da chegada da postagem. Tento o máximo possível, fazer as economias necessárias, porém, tudo subiu, e meus filhos estão na idade do estirão. Mesmo assim estou comprando vestuário o necessário, e aqui eles compreendem bem !
    Ainda vou assistir o vídeo 😉
    Vou ver se consigo hoje ainda kkkk
    Como estava com muitas saudades de vir aqui falar contigo…passei mais para deixar meu abraçãoooooooo….
    Acho que nem preciso dizer quem sou né 🤣😁🥰😂
    Ou será que preciso assinar….rs
    bjssssssssssssss

    Curtir

    • Oi Dri, tudo bem? Olha, parece fácil, mas não foi heim. Eu só imaginei que era você, por conta dessa frase aqui “meus filhos estão na idade do estirão” rsrs. Depois assiste o vídeo, achei muito bom! Um beijão pra você.

      Curtir

      • Acertou!!! Dei dicas, kkkkkk
        Estava com muitas saudades, mas como a vida fora da internet nos ocupa em tempo integral. Dei uma escapadinha, mas venho acompanhando desde sempre, e como a colega Luciana que deixou comentário no seu blog na aba “sobre a autora”. Também tenho a mesma opinião que ela…desde que cheguei aqui.
        Te considero uma amiga, talvez uma amiga da infância que reencontrei na internet, e olha que teve um caso a parte que eu encontrei mesmo, na época do finado Orkut. Ela estudou comigo em 1981 no terceiro ano primário no Cacilda Becker do Jabaquara, onde minha Vó Patena que fará 99 anos, mora até hoje.
        A vida passa, o tempo voa….e as vezes dá volta.
        Encontrei ela por acaso, na época em 2008. É muito doido isso rs.
        Já me estendi muito kkk bjsssssssssssssssssss

        Dri 🤗🌻

        Curtir

        • Olha Dri, tem semanas que é puxado encontrar um tempo para escrever, mas virou tão rotineiro publicar toda semana, que eu sempre encontro um tempo do meu dia para escrever algo aqui no blog. E sempre penso como vale a pena continuar com essa rotina, pois encontrei pessoas maravilhosas aqui, e você é uma delas. Um beijo pra você.

          Curtir

  6. Oi, Yuka! Eu não faço mais esse tipo de avaliação desde que calculei e descobri que 69% do meu salário vai pras contas fixas de sobrevivência, hahaha (chorando). Sem falar que 2021 foi um ano péssimo em relação ao custo de vida: inflação, salário que não tem reajuste há anos (pelo contrário, ganhei menos porque os descontos aumentaram :S), tudo caro… E nem vamos falar da pandemia.
    Torcendo pra que 2022 dê uma aliviada.

    Curtir

    • Oi Andrea, essa inflação tá comendo meu salário também, esse meu salário que não tem reajuste há 7 anos… tudo aumenta, o aluguel, o condomínio, a gasolina, os impostos, a conta de luz, supermercado, plano de saúde…. Só não aumenta meu salário kkk. Que tristeza isso. Você consegue reduzir seus gastos fixos de alguma forma? Nesse vídeo do post, o Ben Zruel fala que os lugares que da pra reduzir mais, são 4: moradia, educação, transporte e alimentação. Se conseguir, dará um alívio no orçamento, e um gás para poupar um pouco. Um beijão.

      Curtir

  7. oi Yuka,

    Sobre as categorias de gastos, eu acompanho todo final de ano, comparando os percentuais com os anos anteriores. O salário não é nem o mesmo, na verdade diminuiu uns 15% por causa da mudança da cpss e do aumento do plano de saúde. Dá para notar que algumas categorias aumentaram muito, mas como outras como carro, vestuário, restaurantes e viagens (snif, snif) diminuíram por conta da pandemia, acaba que no total não deu tanta diferença. O carro diminuiu por conta da garagem e de até a metade do ano eu não usá-lo todos os dias. Aqui as fixas tipo condomínio, energia, internet se mantiveram. O condomínio se mantém o mesmo há mais de 3 anos porque temos uma síndica muito econômica, que renegocia os contratos sempre e consegue ainda fazer as manutenções não previstas com o que sobra.
    beijo,
    Daniela

    Curtir

    • Oi Daniela, eu acabei de fazer as contas anuais, se eu não tivesse comprado um carro, teria tido uma deflação de 4% no orçamento anual, nada mal, em um período de inflação descontrolada. Mas com a compra do carro, tive um aumento de 50% se comparado ao ano anterior. Também quero uma síndica econômica no meu prédio, minha mãe foi síndica durante muitos anos onde ela morava, e ela era esse tipo de pessoa que renegociava os contratos, fez diversas manutenções prediais, além de só subir e descer de escada, porque não queria aumentar a conta de luz do prédio kkkkk. Beijos.

      Curtir

  8. Yukaaaa, esse final de ano tá uma correria pra mim, tantas coisas pra resolver.

    Mas não me esqueço de você! Sempre que da venho aqui ler e refletir!

    Obrigada por mais um ano nos inspirando tanto!

    Beijo enorme!

    Curtir

    • Oi Tiemi, eu estava pensando em você ontem, sabia? Fiquei pensando se você estava bem, como estava sua rotina, deve estar na correria. A minha rotina também está bem corrido nesse fim de ano, daqui a pouco chega o recesso de Natal e Ano Novo e virá as minhas férias…. ahhhh, não vejo a hora de colocar as pernas para o ar rsrsrs. Um beijo para você e para as suas meninas.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: