Preparando-se para ser FIRE: criação de renda passiva

Van Miniatura Fundida Amarela Em Areia Marrom

Eu ainda tenho alguns anos pela frente para alcançar a tão sonhada Liberdade Financeira.

Mas conforme os anos vão passando e o patrimônio aumentando, sinto a necessidade de olhar para a minha carteira de investimentos com mais carinho, pensar qual estratégia funcionaria melhor para mim.

Há diversas estratégias espalhadas por aí, além da mais conhecida regra da Taxa Segura de Retirada de 4%.

Vou colocar aqui alguns posts muito bons sobre o assunto:

TSR no Brasil: 25 anos completos de histórico e projeção futura” – Blog AA40

TSR para o Brasil: um estudo sobre os primeiros anos de IF” – Blog Quero Virar Vagabundo

Renda Fire: alternativas para a regra dos 4%” – Kraucer’s Blog

Blindando a regra dos 4%” – Blog IFologia Pop

Depois de ler e pensar bastante, tenho pensado em me apoiar na criação de renda passiva com Fundo de Investimentos Imobiliários, os famosos FIIs.

Eu não concentraria num único tipo de ativo, ou seja, teria outras fontes de renda, como os dividendos das ações e também o aluguel do meu imóvel físico, mas gostaria de pagar as minhas despesas mensais com os FIIs.

Vale lembrar que Gleison do Sapien Livre usa esta estratégia (carteira previdenciária com FIIs) desde que declarou sua independência financeira, e acompanhei sua tranquilidade, mesmo nos períodos em que o mercado financeiro teve quedas pavorosas por conta da pandemia. Essa tranquilidade vem justamente por não precisar se desfazer de nenhum ativo que está descontado para pagar as contas do mês.

Mesmo quando os ativos perderem 30% ~ 50% de valor e parte da renda passiva mensal reduzir, graças à previsibilidade dos FIIs, temos mais chance de suportar com menos abalo psicológico, períodos longos e de grandes oscilações no mercado financeiro, pois não precisamos vender nenhum ativo.

O Diego do Aposente Cedo também utilizou esta estratégia quando iniciou sua vida FIRE (Financial Independence Retire Early) há poucos meses. A sua carteira está alocada em diversos ativos, mas as suas despesas básicas são pagas com folga pelos aluguéis dos FIIs.

Atualmente, minha carteira está 90% alocada em renda variável e 10% em renda fixa.

Isso aconteceu, porque eu basicamente zerei posição na renda fixa para comprar ações, no momento em que a bolsa estava batendo os seus 70 mil pontos, no início da pandemia em 2020.

E com a subida da bolsa, minha exposição em renda variável aumentou ainda mais.

A ideia agora é reduzir parte da minha carteira de ações e aumentar gradativamente a exposição em FIIs, até 30%. Eu já estava fazendo isso apenas com os meus aportes mensais, mas caiu a ficha recentemente que fazer esse rebalanceamento da carteira apenas com os meus aportes, demoraria muitos anos.

Quando chegar em 30% em FIIs, vou avaliar se aumento a exposição um pouco mais ou não, dependendo da renda passiva que o portfólio de FII irá gerar.

Eu não pretendo alocar 100% da minha carteira em FIIs, mas para quem tiver interesse, vale a pena a leitura do e-book gratuito do Rodrigo Medeiros, do Desmistificando FIIs e não esquecer que mercado imobiliário tem períodos de recessão e de expansão.

Ponto 1: FIIs para geração de renda passiva

Sabemos que as ações dão mais retorno do que Fundos de Investimento Imobiliário e renda fixa no longo prazo.

A renda fixa gera ótimas oportunidades se bem aproveitadas, e também dá uma sensação de segurança quando a carteira de ações desaba 30, 40, 50%.

Por esse motivo, tento manter pelo menos de 20% a 25% da minha carteira em Renda Fixa, apesar de atualmente estar em 10% pelos motivos citados acima.

De qualquer forma, meu foco hoje é na geração de renda passiva com FIIs, pela previsibilidade.

Ponto 2: Manter o imóvel físico para renda passiva futura

Já pensei por diversas vezes em desfazer do imóvel que atualmente está alugado, e transformar em FIIs, mas por enquanto, como o valor do financiamento é menor que o valor que o inquilino paga, vou mantê-lo, afinal, quem está pagando o meu financiamento é o inquilino.

Depois de alguns anos, a diferença do fluxo de caixa será um plus na renda passiva.

Ponto 3: Tentar uma TSR menor que 4%

Na regra dos 4%, eu teria que anualmente vender parte da minha carteira para compor a minha renda mensal.

Mas com a estratégia de geração de renda passiva com FIIs, pretendo não sacar nada do principal, e usar apenas os aluguéis dos FIIs.

Então resumindo, a minha estratégia será:

  • Aluguéis dos FIIs: servirá para pagar minhas despesas com folga
  • Aluguel do imóvel físico: inquilino paga o financiamento imobiliário
  • Dividendos das ações: reinvestir
  • Renda extra: reinvestir

Como pretendo pagar as despesas mensais com os aluguéis dos FIIs, vou deixar uma folga financeira de uns 20~30%.

Este valor que irá sobrar mensalmente, penso em colocar em algum fundo DI para ser gasto em viagens, lazer, ou qualquer outra coisa que eu ache importante.

O reinvestimento seria feito apenas com os dividendos das ações e de eventuais rendas extras.

Com essa estratégia, eu acredito que conseguiria ter mais chances de sobreviver a uma crise econômica (que a gente nunca sabe quando vai acontecer), já que a carteira de ações, stocks, renda fixa e reserva de emergência (eu ainda tenho uma previdência complementar da empresa que trabalho), estariam intactos, permitindo o crescimento saudável do patrimônio ao longo dos anos.

Em caso de uma crise extrema, inflação completamente descontrolada, tenho a opção de ir morar no imóvel que hoje está alugado.

Sei que não há um único caminho para alcançar a Independência Financeira, da mesma forma que não há um único caminho para definir o que é certo e errado em relação a renda FIRE.

É apenas uma das estratégias dentre as diversas estratégias, para o mesmo objetivo.

E você, já sabe qual estratégia irá utilizar para gerar sua renda FIRE?

~ Yuka ~

46 Comments on “Preparando-se para ser FIRE: criação de renda passiva”

  1. Legal Yuka,

    que bom que está se preparando para uma nova fase!

    Penso que mesclar Fiis com cupons do tesouro IPCA pode ser interessante também. Os juros devem subir ao longo deste ano e se chegarem a +4,8 ou 5% cobrem a regra dos 4% tranquilamente (por conta do IR, os atuais +4 podem não ser suficientes para a regra dos 4%, mas ainda assim já está bem próximo, e deve subir muito em breve).

    Os Fiis no Brasil são relativamente recentes, podem sofrer com eventual taxação dos dividendos.. e no caso dos juros subirem, podemos ter melhores oportunidades de entrada neles futuramente, nos próximos anos, pois estarão descontados (acredito). Especialmente no período de eleições ano que vem, acaba gerando alta volatilidade…

    Bjs!

    Curtir

    • Oi Cinthia, concordo com você, por este motivo não gostaria de estar muito exposta aos FIIs, apenas o suficiente. Os dividendos já têm me dado boas alegrias kkk, mas estou querendo mais previsibilidade no recebimento. O principal motivo é pagar as contas sem precisar vender nenhum ativo todos os anos. O Tesouro é sim uma das alternativas, tenho inclusive TD2035 com 8% + IPCA (lembra dessas taxas? Acho que era de 2015, 2016). Mas no meu caso, eu prefiro manter até 2035, sem transformar em cupons semestrais, se conseguir pagar as contas com os FIIs. Beijos.

      Curtir

  2. Que feliz coincidência Yuca! Eu e meu irmão conversamos ontem justamente sobre isso. Iniciarei meus investimentos no mercado financeiro nos fundos imobiliários. Vou ler todas as fontes que você recomendou acima. Era pra eu ter começado no início deste ano, mas fiquei bem receosa por conta da pandemia. De qualquer forma, estou muito satisfeita por poder dar agora esse importante passo no rumo da minha liberdade. Mais ainda por saber que é uma decisão e escolha minha. Beijão, um excelente maio pra você!

    Curtir

    • Oi Dane, desde que passei a estudar sobre investimentos, foi como se um caminho novo tivesse surgido na minha frente. E é um caminho que ninguém fala, que ninguém quer caminhar junto, mas eu e meu marido só temos a agradecer de termos tomado essa decisão juntos. Eu estudando noite adentro com duas bebês em casa, e meu marido segurando as pontas daqui de casa para que eu pudesse estudar. É uma decisão que você irá tomar, que só vejo vantagens. Daqui a 5 anos, você irá olhar pra trás e sorrir por ter tomado a decisão certa. Pode apostar. Beijos.

      Curtir

  3. Escrevi no meu blog recentemente sobre FIIs. Me identifiquei muito com FIIs e comecei a migrar meus investimentos em 2019 para Fundos Imobiliarios.

    Na crise eu tirei muito da minha reserva de emergência/oportunidade e investi em PIBB11+SMALL11 (não tenho pretensão de acertar a empresa que vai subir mais).

    Neste ano, batendo alta histórica, estou me desafazendo dos ETFs de ações e aportando nas várias subscrições de FIIs que vão aparecendo (se for vantajoso).

    Por que gosto de FIIs? Por que eu entendo. Leio relatórios gerenciais e vejo a foto dos imóveis. É algo real e próximo da nossa compreensão. Além disso, vários gestores aparecem em canais do youtube (Arthur Vieira, Baroni, Ticker11) para darem explicação sobre movimentações no portifólio. Nunca via um CFO de empresa na B3 dando entrevistas sobre compras/vendas de ativos para esclarecer aos acionistas.

    Quando entrei em FIIs eu peguei uma carteira recomendada. Desde então aprendi a escolher algo mais de acordo com meu perfil. Mas mantive a minha carteira original (apesar de ter coisa fora do meu perfil, são bons ativos).

    Uma dica: não fique acompanhando os comentários do site Clube FII. Aquilo lá é só baixo astral. Um bando de alarmistas pintando o fim do mundo.

    Aprendi o seguinte:
    * FIIs monoativos ou mono-inquilinos são mais arriscados. O inquilino pode sair (XPMC11) ou então forçar o FII a fazer o que ele quiser (GWTR11 baixou o reajuste de 20% para 3%, pois BB é seu único inquilino e não tem conversa). Por outro lado, fundos mono-ativos bem localizados geram boas oportunidades de entrada ou de aumento de posições justamente quando ocorrem estes eventos indesejados.

    * Gestora boa faz a diferença: o gestor dá entrevista ou se esconde atrás de Relatorios Gerencias trimestrais e Lives raras formais para “o mercado”? Tem que dar a cara a tapa no youtube. O formado do relatório gerencial é de facil entendimento?

    * O Gestor é ágil e eficiente na aplicação dos recursos? GGRC11 captou em 2020 e está até hoje sentado no dinheiro sem comprar imóveis. (e recebendo tx. de administração sobre este dinheiro!)

    * Pensei em investir em FII de IFIX passivo, mas KISU11 está nas alturas (ninguém entende por quê). Sou do grupo que acha que quase ninguém consegue bater um índice passivo no longo prazo.

    Mas FIIs tem suas preocupações. Veja abaixo o que escrevi:

    https://zecotinha.blogspot.com/2021/04/fiis-tirando-meu-sono.html
    https://zecotinha.blogspot.com/2021/04/como-comportar-nas-crises-fiis.html

    Abraços

    Curtir

    • Oi Zé Cotinha, obrigada pelos links, vou lá ler, será ótimo. Eu pretendo não migrar tudo, pois me sinto segura de ter vários tipos de ativos na carteira. Já eu, sou ao contrário de você, entendo mais de ações, preciso sentar e estudar muito sobre FII ainda. O que me fez mudar de ideia (antes eu tinha FIIs, depois mudei de estratégia e vendi tudo… agora estou recomprando aos poucos… o famoso “girar patrimônio”) foi justamente a previsibilidade. Ver dois amigos FIREs tendo tranquilidade financeira, pagando as contas com os aluguéis de forma bem tranquila, em plena crise da pandemia me fez enxergar as vantagens de alocar parte do patrimônio em FIIs. Eu tenho FIIs multi-inquilinos e multi-ativos de boas gestoras, mas agora estou tentando entender mais os FIIs de papéis. Aos poucos vai. Beijos.

      Curtir

  4. Oi Yuka!
    Você está com uma estratégia com muitas margens de segurança e bem detalhadinha para quando se declarar IF! Muito bom!
    É muito importante ter tudo formalizado assim, principalmente para “dormir bem” e saber o que fazer em momentos de pânico sistêmico!

    Eu ainda não faço ideia do que vou fazer quando atingir IF… Mas eu ainda tenho bastante tempo pra pensar. Hahaha…

    Obrigado pelo link!

    Um abraço e sucesso pra vc!

    Curtir

    • Oi IFP, durante muitos anos, eu também não tinha ideia de como seria minha renda FIRE, porque minha maior preocupação sempre foi a acumulação do patrimônio: aumentar a renda e aumentar o aporte. Eu usava a regra dos 4% como um norte. Mas conforme a gente vai enxergando a linha de chegada, isso começou a apitar na minha cabeça…. Eu conseguiria vender parte do patrimônio para pagar minhas contas? E se o patrimônio caísse muito nos primeiros anos FIRE, eu não entraria em pânico? Se eu não tivesse pressa, ou, se tivesse pensado nisso desde o início, poderia ter feito esses ajustes com os aportes mensais. Mas como eu não pensei nisso no início, fazer essa mudança só com os aportes mensais demoraria muitos anos… espero que eu já consiga sentir efeito nesse pequeno ajuste que irei fazer na carteira. Beijos.

      Curtir

  5. eu esperaria anos de aportes para equilibrar a carteira, pois não tenho pressa
    rebalancear muito rápido aumenta a chance perder dinheiro com corretagem e tributos

    abs!

    Curtir

    • Oi Scant, a minha ideia inicial era esperar também, justamente pra evitar girar patrimônio… mas nos últimos anos tenho sentido uma pressa (que eu não tinha antes)… como eu percebi que não gosto de vender patrimônio pra pagar contas, aquela regra dos 4% não serviria pra mim, apesar de saber que dividendos desconta da cotação. Mas é a questão psicológica que pega mesmo. Como pretendo vender só 10% das ações neste momento para comprar os FIIs, acho que não vai interferir muito na carteira, vamos ver como ela irá se comportar com o tempo. Beijos.

      Curtir

  6. Infelizmente matematicamente não faço parte do grupo que pode se tornar fire.Porém me inspiro em vocês para poder ter uma vida financeira tranquila até minha morte.
    Estou aprendendo sobre renda variável para fazer a migração.Desejo comprar minha casa em 5 anos financiado o mínimo possível.Sei que casa é passivo mas meu sonho é ter um casa modelada a meu gosto pra passar o resto da vida.
    Obrigada mas uma vez por compartilhar seus aprendizados!

    Curtir

    • Oi Marcela, sonhos são importantíssimos para a nossa realização pessoal. E super entendo você querer comprar uma casa. A alternativa seria essa mesmo que você já está fazendo, pagar o mínimo possível de juros. Afinal, essa é a vida que temos, e precisamos aproveitá-la sem arrependimentos, e não empurrar sonhos importantes para depois, já que o depois pode ser tarde demais. Um grande beijo!

      Curtir

  7. É difícil decidir onde investir nosso suado dinheirinho, pelo menos para mim é, meu marido tem medo de investimentos on-line/onde não vimos de fato o que temos, pensa que pode ser perigoso e tal, acabei pegando uma grana que tinha e comprando um imóvel, ainda não sei se fiz um negócio bom ou ruim, sinceramente, o local é muito bom, em termos de localização, aluguei já, mas tem me dado dor de cabeça e bastante trabalho (contas do ex proprietário e inquilino dele), sem falar nas taxas/custos que já gastei. Também tenho outro imóvel alugado, esse é interessante, porque também consigo morar em parte do terreno, então ou alugo ou ficaria lá parado, mas sinceramente não sei se é bom pensar em aposentadoria só com aluguéis. Queria algo seguro e de pouco trabalho, daqui 10 anos no máximo queremos nos libertar da corrida dos ratos. Temos uma vida bem frugal e consigo controlar os gastos, marido também se adequou a esse estilo de vida, mas preciso melhorar na parte dos investimentos, pensei em tesouro direto pré-fixado, não sei se é interessante. Não confio na economia e nesse governo. Seu blog ótimo como sempre!

    Curtir

    • Oi Cléo, pois é, é difícil mesmo saber onde investir… e com a experiência, tenho percebido que é algo que não dá pra perguntar para outras pessoas, pois é um projeto individual, ou seja, cada um tem uma opinião diferente. O que eu tenho aprendido é que não temos como prever o futuro, e o investimento que é bom hoje, pode se tornar morno amanhã, e vice-versa. Por isso o ideal é ter uma carteira equilibrada com diversos ativos como reserva de emergência, renda fixa, ações, ações no exterior, imóveis físicos, FIIs, REITs, bitcoin, ouro, etc. As pessoas dão a resposta com a melhor intenção, mas muitas vezes, aquele conselho não serve para a nossa realidade. Dizem que o melhor investimento é aquele que você conhece. Muitas pessoas enriqueceram com imóveis físicos. Outras pessoas, enriqueceram com ações. O jeito é estudar e tentar entender em qual perfil você se sente mais confortável para atuar. Um beijo.

      Curtir

  8. Te desejo sucesso com a estratégia. Minha meta FIRE é no horizonte de tempo, daqui 8 anos. Já pensei na estratégia de renda que vou utilizar e publiquei no meu blog (falando nisso, obrigado pela citação aqui). De toda forma nada está escrito na pedra, posso aplicar outra estratégia. O meu mindset se voltou todo para investimentos no exterior. Antes, eu pensava em 30% Tesouro +IPCA c/ cupons + FIIs + ações do setor bancário e elétrico… +ou- 1/3 em cada.

    Curtir

    • Oi Kraucer, obrigada. Pois é, nossa opinião vai mudando conforme o tempo passa, nós acabamos tendo mais conhecimento, estudando mais, e conhecendo nossas próprias inseguranças. Ter a certeza de qual estratégia será a escolhida, só quando chegar o momento mesmo. Até lá, muita coisa pode mudar. Não sei ao certo quanto % de FII terei na carteira depois dos ajustes, porque já tenho bons pagamentos de dividendos que podem ser somados na renda anual. Gosto bastante de stocks também, mas não penso em alocar 100% em investimentos no exterior (pelo menos por enquanto). Mas tendo os aluguéis dos FIIs pagando as minhas contas, todo o restante da renda pode ser investido para turbinar outros investimentos. Assim espero rs. Beijos.

      Curtir

  9. Eu também penso na geração de renda passiva mais previsível através de FIIs. Até mesmo por isso passei a me expor um pouco mais e o processo vai acontecer devagar até o momento de poder (talvez) parar.

    A ideia também é poder pagar as contas e ainda sobrar alguma gordura para reinvestimento. Não quero contar com dividendos pq a gente nunca sabe exatamente qto vai ter de retorno nem quando (considerando a carteira de modo geral), apesar de ter algumas empresas e setores que são mais consistentes.

    É muito bom poder ver a evolução dos nossos investimentos e as possibilidades que temos para poder organizar a fase RE.

    Beijão.

    Curtir

    • Oi Thiago, pois é, há várias estratégias para gerar renda, então a gente tem que avaliar o que mais serve no nosso caso. Eu mesma já mudei de opinião tantas vezes rsrs, pode ser que eu mude de novo, mas eu gosto de deixar documentado aqui, porque vira tipo um diário da minha jornada FIRE rs. Beijos.

      Curtido por 1 pessoa

  10. Como assim o inquilino paga o financiamento? Que ser humano pagaria aluguel se, com menos do valor, pode comprar um imóvel? Tem algo errado aí….

    Curtir

    • Isso depende André. Eu já tenho esse imóvel há alguns anos, então o valor que eu pago mensalmente no financiamento está menor do que o valor que o inquilino paga mensalmente para mim. Se ele resolvesse comprar hoje um imóvel nos mesmos moldes, teria que dar uma entrada muito grande para conseguir chegar nesse valor que ele paga mensalmente.

      Curtir

  11. Oi, Yuka!

    Muito legal seu racional pra montar os cenários possíveis. Eu preciso parar para ler com calma sobre a TSR (ainda não fiz isso), mas eu também vejo nos FII’s um excelente instrumento pra se ter fluxo de caixa em uma possível IF.

    O que ocorre é que eu estou muito desacreditado do futuro do Brasil, então tenho investido pouco aqui recentemente. Apesar de que os REITs nos EUA acredito que forneçam algo parecido. De qualquer forma eu também tenho no meu planejamento par IF atingir um montante com o qual eu conseguiria viver com uma certa folga apenas dos proventos, sem ter que tocar no principal. Esse com certeza é o cenário mais confortável, mas tenho começado a questionar sobre isso por conta do tempo pra chegar até lá..

    Abraço!
    https://engenheirotardio.blogspot.com/

    Curtir

    • Oi Engenheiro, tudo bem? A TSR é bem difundida e também bem controversa na comunidade FIRE rs. No meu caso em particular, segui como uma bússola durante muitos anos, e foi muito bom ter feito isso, porque isso me permitiu focar em aumentar renda, diminuir os gastos de forma eficiente e aumentar os aportes. Pode ser que na hora do vamos ver, eu acabe mudando a minha estratégia FIRE, mas no momento, esta parece ser a que melhor vai funcionar para mim. Meu ritmo de estudo (na área de finanças) diminuiu de forma considerável (estou dando foco em outras áreas agora), e quero uma carteira que não demande muito do meu tempo. Beijos.

      Curtir

    • Oi Diana, estudar investimentos é libertador. E olha que eu nunca gostei de estudar rsrs. Não era uma aluna exemplar na escola, como dizia a minha mãe, eu estudava pra passar de ano. Mas estudar investimentos foi algo que realmente mudou a minha vida, consegui enxergar a aplicação na vida real, de como nossa vida pode mudar para melhor. Um beijo!

      Curtir

  12. Aqui estamos aprendendo sobre renda fixa; temos um longo caminho ainda mas todo domingo é dia de aprendizado. Provavelmente não atingirei a tão desejada vida FIRE mas acredito que terei uma aposentadoria tranquila enquanto aproveitamos o tempo antes de que isso aconteça. Comprei dez anos atrás um imóvel na minha cidade (350 km da capital mais importante do meu país) mas a minha irmã está morando lá por conta da pandemia e a impossibilidade de pagar aluguel assim que não conto com ele para nada (e não acho que dê muito dinheiro no futuro pois nosso papel moeda não vale nada…). Mas talvez porque sou de um país dolarizado e de eternas oscilações econômicas, ter esse imóvel me da a tranquilidade de que sempre terei onde apoiar o corpo caso precisar. Se me desfazer dele, será para adquirir outro. Por enquanto, estamos criando o hábito de colocar um dinheironho no Tesouro Direto todo mês para depois irmos por coisas mais complicadas. Abraços!

    Curtir

    • Oi Bhuvana, num país onde a maioria não consegue poupar nada, saber que você terá uma aposentadoria tranquila já será um grande feito. Eu sempre digo que o importante é olhar de onde viemos, e para onde estamos indo. E querida, só pela sua história de vida, você já é uma guerreira. Continue poupando todos os meses, estude quando puder (porque eu sei que com 2 crianças pequenas a vida não é nada fácil) e siga o horizonte no longo prazo. Lá na frente, vai olhar para trás e verá que todo o esforço valeu a pena. Beijos.

      Curtir

    • Oi Elsa, eu também nunca tive muito interesse por FIIs. Meu foco sempre foi nas ações. Mas agora estou tentando abrir minha cabeça, porque quero ter renda passiva, decidi que não quero vender meus ativos de jeito nenhum. É uma estratégia, muitos não gostam de FIIs, e até entendo, eu também não gostava, mas mudei de opinião rs. Beijos.

      Curtir

  13. Olá, Yuka!

    Começando a diversificar, que joia! Acredito que o equilíbrio entre o sucesso na IF é a criação de uma carteira equilibrada, e os FIIs são parte importante nisso. Fazem parte de um dos meus 4 pilares, junto com ações, RF e câmbio. Muitos dos ganhos virão dos rebalanceamentos, ou dos aportes para os ativos que menos valorizaram!

    Quanto à regra dos 4%, não gosto dela. Respondi há pouco seu comentário lá no blog. Ainda acho que a planilha patrimonial dá uma referência mais correta de quanto gastar anualmente. 🙂

    Beijo!

    Curtir

    • Oi André, pois é, já meio que diversificava, mas nunca pensei em algo para gerar renda passiva. Sempre foquei em aumentar patrimônio, mas agora que já descobri que não quero vender meus ativos, comprar ativos geradores de renda passiva será interessante. Beijos.

      Curtir

  14. Yuka,

    Com certeza estará bem protegida com suas diferentes fontes de renda e folga nas retiradas.
    Os fiis vai aprendendo aos poucos a fazer a melhor escolha e gestão dos ativos.

    o que diria tb é que procure se manter em em seu circulo de conhecimento, se ainda tem dúvidas em alguma coisa e comportamento de ativo, faça sua migração a conta gotas.
    Qualquer dúvida, se u puder ajudar, pode contar comigo!!
    Bjos

    Curtir

    • Oi Sapien, vamos dizer que a sua opinião a respeito da sua carteira previdenciária me influenciou bastante rs. Antes, eu até que não tinha tanta pressa assim para ser FIRE, mas como já conversamos, às vezes a vontade de chutar o pau da barraca aumenta de forma assustadora, então melhor deixar a carteira pronta para esses meus momentos de chilique rsrs. Sim, sei que você é uma pessoa que posso contar sempre com sua ajuda. Beijos e obrigada!

      Curtir

  15. oi Yuka,

    Legal Yuka ver todo o seu preparo para essa nova etapa da jornada. Concordo com você em diversificar o portfólio para manter a tranquilidade financeira e manter a mente-e-corpo no que realmente vai a pena.

    Gostei do blog do Kraucer’s Blog. Não conhecia e já inseri no meu blog-roll. A descrição detalhada dos tipos de retirada é incrível e já estou reavaliando (de novo) meu planejamento de portfólio.

    Abraços,

    Curtir

  16. Boa noite, Yuka.

    Meu nome é Robson. Comecei a acompanhar seu blog recentemente. Já faz parte da minha leitura diária.
    Tá sendo excelente para entender o que é FIRE.
    Comecei a investir em tesouro direto em 2013, na época que não havia muito conteúdo na internet sobre o Renda Fixa, especialmente o tesouro. Li todos livros do Mauro Halfeld e acompanhava ele na rádio CBN. Lembro de comprar uma apostila por R$ 10,00 reais sobre como investir em teouro…
    Sou café com leite ainda, mas evolui muito quanto à questão financeira..logo vi a importância de fazer o dinheiro trabalhar pra nós…comecei a poupar e em 2008, eu e minha esposa ganhando pouco, conseguimos juntarmos 37mil.
    Nesse período, muito blogueiros falavam de não comprar imóvel. Mas nossa realidade era outra, morávamos em lugar que tinha muito mofo e não batia sol. Começamos a pesquisar imóvel pra comprar, mesmo sabendo que não era o indicado. Achamos um ap aqui no bairro da Liberdade, Centro SP. Compramos, moro aqui até hoje, fazem 08 anos…ficamos desdesperados porque ao comprar o Ap, vimos nossas contas zardas..rsrs Mas eu tinha um carro que valia na época 15mil reais…Como o Ap é muito bem localziado e bate um sol de manhã e a tarde, deu um conforto. Ao em vez de reformá-lo, já que é um ap antigo, voltei a guardar grana e viver com o mínimo conforto.
    Para ter a grana que disse acima, além de poupar o salário, como gosto sempre vejo oportunidade de investir dinheiro, comecei a compra carro em leilão, arrumar e vender, dede de 2009 faço isso.
    Além do meu trabalho que estou há 14 anos, tenho investimento em tesouro 2035 (aposentadoria), CDBs, Ações e Fiis….somos bem organizados financeiramente…não tenho dívidas destrutivas, se faço dívida é pra lucrar ex: Como disse que compro carro em leilão pra vender, uso cartão de crédito para comprar as peças e quando vendo o carro, recupero o que gastei e tiro meu lucro.
    Nesse período de pandemia, tem me ajudado muito, ano passado, fiz em torno de 20mil vendendo carro, tanto meu quanto para um Sr colecionador. Aí eu tiro parte desse lucro para investir nos fundos , aposentadorias e ações…E sempre deixo 30 mil para comprar carro e vender (uso isso como se fosse minha empresa), tenho planilha de controle. Hoje tenho dinheiro para quitar nosso Ap, mas como pretendo me mudar esse ano, tô pensando em vender e aplicar o restate e ir para o aluguel.
    Mas tudo será feito com cálculo aprofundado..
    Ah, referente à tudo que relatei, esqueci de mencionar que tudo isso conquistei após ter nossa reserva financeira. Eu e minha esposa temos investimento para aposentadoria também. Conseguimos essa benção ganhando menos que 3 sálarios mínimos.
    Eu e minha eposa, juntos há 16 anos, decidimos ter filhos, como não conseguimos por meios naturais, estamos em processo de tratamento. O valor é alto, mas graças à deus, com essa diciplina que temos, conseguimos arcar com os custos da fiv.
    Descupe-me pelo textão. É que achei importante relatar aqui o quão é importante a diciplina finaceira e enchegar as oportunidades de uma renda extra que nem sempre estão nos fundos, ações, fiis etc..

    Obrigado por compartilhar esse blog enriquecedor que nos faz tão bem!

    Abc,

    Robson
    Liberdade – Centro SP

    Curtir

    • Olá Robson, tudo bem? Você é o exemplo de que com dedicação, estudo e muito esforço, se vai longe. Ler seu relato nos faz ter a certeza que investimento é algo a longo prazo, apesar de muitos procurarem um pote de outro. Dizem que o melhor investimento é aquele que a gente entende bem, vide a sua experiência com compra e venda de carro. Isso vira uma bela de uma renda extra anual, que turbina seus aportes. Meus parabéns, e desejo sucesso na sua jornada. Toda essa capacidade que você e sua esposa tem, de planejar, poupar e investir, fez com que tivessem condições de realizar um grande sonho da família. Tenho uma amiga que fez fertilização in vitro, então sei que os custos são bem altos, hoje ela tem um filho lindo de 6 meses, e posso dizer que tudo valeu a pena. Um beijo.

      Curtir

  17. Olá Yuka!
    Admiro muito sua disciplina e foco nos investimentos.
    Poderia fazer um post dos ativos que atualmente tem?

    Sucesso!!!
    Bjs

    Curtir

    • Olá, a carteira com os ativos, eu prefiro não divulgar para não influenciar outras pessoas, mas atualmente tenho na carteira 25 ações brasileiras, 16 FIIs e 105 ações americanas. Beijos.

      Curtir

  18. Hey Yuka obrigado por mencionar meu artigo, fico feliz que tenha ajudado em algo. Também curto FIIs apesar do trabalho que dá gerir. Vc com um inquilino legal tem muito menos trabalho que gerenciar uma carteira de FIIs, ficar lendo relatorios… E pra achar o tal inquilino ? Aí complica. Todos meus FIIs já deram problema em algum momento. Vou migrar aos poucos para FoFs passivos como o KISU11 e alguns ativos, ficando com no máximo 5 papéis diferentes (atualmente tenho 13). Mais diversificação e menos trabalho, mesmo que pague mais taxas. Tenho outras prioridades além de gerenciar FIIs ! Vc que está começando, te recomendo fortemente começar assim – vai nos índices, ETFs, FoFs, etc. Agora estou tendo um baita trampo pra simplificar ! Bj

    Curtir

    • Oi Vagaba, eu estou que nem você, querendo deixar a carteira mais passiva possível, não quero perder tempo estudando mais e mais sobre investimentos, acho que o que já sei é o suficiente para mim, quero aproveitar para estar mais presente com as minhas filhas que estão crescendo num piscar de olhos. O André Bona soltou um podcast sobre esse assunto recentemente: “Quanto tempo você vai perder com investimentos?” https://www.youtube.com/watch?v=rxQPFZD7X1A Beijos!!!

      Curtir

  19. Esse é um dos casos que a gente discutiu que tem que vender ação, rebalanceamento forçado, nem sempre o aporte é suficiente, vender ações não é pecado, é apenas parte de uma estratégia.

    Abçs

    Curtir

    • Oi Thiago, sim, estou entendendo também que faz parte da estratégia. Mas faço com dor no coração kkkk. Por enquanto, estou me desfazendo apenas de 10% das ações, ou seja, vendendo 10% de todas as empresas que tenho, assim, não sinto tanto a venda de uma única empresa. Beijos.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: