Aplique o Orçamento Base Zero neste período de confinamento

Lâmpada, Luz, Bulbo, Energia, Electricidade

Vocês conhecem o termo Orçamento Base Zero?

Orçamento Base Zero é uma abordagem contábil que inverte a lógica tradicional do orçamento de uma empresa, também utilizada nas finanças pessoais. Normalmente, pensamos assim: “tenho 300 reais mensais para pegar ônibus para ir ao trabalho”. No OBZ pensamos assim: “qual é o valor mínimo necessário para ir até o trabalho?”. Como não há um orçamento pré-estipulado, nem conceitos pré-moldados, o valor tende a ser reduzido, porque outras formas para ir ao trabalho serão pensadas. Talvez uma carona com um colega que mora perto de casa? Ir de bicicleta? E por aí vai.

Eu explico o OBZ numa única frase: “Como posso ter aquele produto/serviço sem pagar nada ou quase nada?”

Eu gosto de pensar no OBZ, porque é uma forma de estimular a criatividade, e ver como conseguimos fazer tantas e tantas coisas sem envolver dinheiro. Fui ensinada pela minha mãe a criar coisas, já que não tínhamos dinheiro na infância. Ao invés de ficar chorando pelas coisas que não tinha, agradecia pelas roupas que ganhava da vizinhança e fazia pequenos (e grandes) ajustes, tingia para mudar a cor da roupa, transformava a calça jeans em uma saia, uma bermuda em um shorts, uma camiseta que virava regata… Também aprendi a fazer minhas próprias bijuterias, por descobrir desde cedo que acessórios faziam muita diferença para quem tinha um guarda-roupa enxuto.

Pois bem, em tempos de confinamento, quem tem criatividade, se adapta mais rápido à nova realidade.

Pensando nisso, compartilho aqui algumas coisas que tenho feito:

1. Confecção de máscaras

Fiz vários modelos e de diversos materiais, desde guardanapo, tecido de linho, e até um lençol egípcio que havia ganhado de presente de casamento. Este último ficou top!

2. Improvisando vaso de plantas e multiplicando as mudas

Tenho feito mudas através das próprias plantas que já tenho em casa. Estou cortando a parte de cima de uma embalagem plástica de suco e aproveitando a parte de baixo para usar como vaso temporário. Quando as mudas crescerem, transfiro para um vaso.

3. Apoio para sapatos

Depois da chegada do Covid-19 no Brasil, parei de guardar os sapatos que uso na sapateira, e criei uma zona suja em casa, para não “contaminar” a sapateira. Deixava em cima de uma folha de jornal no chão para delimitar um espaço, perto da porta de entrada, e usava apenas 1 único sapato para ir ao supermercado e farmácia. Só que visualmente era bem feio. Como eu tinha uma bandeja grande que estava sem uso, resolvi adaptar. 

Não que agora esteja a coisa mais linda do mundo, mas tem funcionado bem. 

4. Lavar edredom de casal

24960782.jpg

As lavanderias estão fechadas e eu queria lavar meu edredom de casal, antes da chegada do inverno. A minha máquina de lavar roupa não consegue lavar esse edredom, por ser muito grande. 

Peguei a bacia enorme onde minhas filhas tomam banho, coloquei o edredom, sabão e enchi de água. Chamei as crianças e ficamos pisando e cantando, como se estivéssemos pisando em uvas para produzir vinho.

5. Corte de cabelo

Quem cortava o cabelo das minhas filhas era a minha mãe. Como não estou me encontrando com ela, eu mesma comecei a cortar o cabelo delas. Às vezes sai um pouco torto, mas fazer o que. Como eu sempre digo, é o que temos para o momento.

6. Brinquedos / artesanato

brinquedo sustentável7

Aqui em casa, na fase da pandemia, paramos de jogar caixas de papelão no lixo. Temos criado diversos brinquedos com ele. Já fizemos tablet e notebook de papelão, casinha de bonecas, kit de maquiagem, bonecos, jogos de tabuleiro… Nada como incentivar trabalhos manuais, minha filha de 3 anos já sabe manusear bem uma tesoura.

7. Produzindo a própria cola

como fazer cola

Aliás, sumiram com a minha cola de artesanato. Não sei onde elas esconderam. Mas não tem problema. Quando eu era criança, minha mãe produzia cola com água e farinha. Ela simplesmente colocava água e farinha na frigideira, cozinhava um pouco e pronto. Funciona muito bem.

8. Cozinhando pra valer

foto0

Como não estamos pedindo delivery, estou melhorando meus dotes culinários para comer coisas gostosas e diferentes, para não ficarmos comendo mesmices. Pizza vocês já sabem que faço um bem gostoso, também comecei a fazer churrasco de carvão dentro de apartamento, além do pão caseiro, e outras cositas mais.

Churrasco1

9. Adaptando ingredientes na hora de preparar comida

Isso é uma coisa que antes da pandemia, eu tinha dificuldades em fazer, talvez por morar perto de um supermercado. Como agora evito sair de casa a qualquer custo, o jeito foi sair adaptando os ingredientes.

10. DIY (do it yourself) como presente

Minha filha mais velha fez aniversário no início do mês de maio. Eu resolvi fazer um estojinho para ela guardar o espelho e um pente, já que ela é bem vaidosa. Fiz um bolo simples, coloquei 5 velas em cima, além de brigadeiros. Decorei as paredes com algumas bexigas, e a mesa com algumas plantas que já tinha em casa. E eis que ela vem, me agarra, e fala que foi o melhor aniversário que ela já teve.

Aqui em casa, o Orçamento Base Zero funciona muito bem, inclusive, as crianças já estão com este pensamento. Se elas querem brincar de “chá da tarde”, mas não têm as xícaras de plástico, pegam uma folha em branco, desenham, pintam, recortam e ficam brincando de faz de conta por horas.

Enquanto isso, guardo o dinheiro para ter paz, para usar em situações de real necessidade.

~ Yuka ~ 

 

 

 

 

 

 

 

 

33 Comments on “Aplique o Orçamento Base Zero neste período de confinamento”

  1. Aqui em casa tentamos ao máximo aplicar o orçamento zero, claro que temos muito a avançar, mas na maioria das vezes conseguimos e ficamos muito felizes. Eu acho incrível, e você é um exemplo perfeito disso, do quanto economizando podemos, muitas vezes, aproveitar bem mais. Levar o edredom à lavanderia te pouparia um certo trabalho, mas não te traria um momento tão legal com as suas filhas. Eu nunca vou me esqueçer que quando eu era criança lançaram a casa da Barbie, se hoje é caro imagine para uma professora e um músico independente, a minha mãe disse que não poderíamos comprar, mas poderíamos fazer; compramos as tintas, cortamos uma caixa de papelão e até hoje me lembro de como era a casinha. Eu nunca vou esquecer e com certeza farei essas coisas com meus filhos. Orçamento zero na verdade é possibilidade de ter um relacionamento mais profundo com as coisas e pessoas, é viver devagar e sem pressa.

    Curtir

    • Oi Elena, orçamento base zero, se olharmos pelo lado certo (que é justamente da forma que você enxerga), pode ser enriquecedor. Eu sempre penso que temos 2 caminhos: reclamar ou agradecer. Você poderia reclamar que suas amigas tinham a casa da Barbie, sua mãe mostrou que você poderia ter mais. Imagina quantas horas de brincadeira com sua mãe você teve só para criar a nova casa da Barbie. Eu e meu marido falamos que papelão, para nós, é matéria-prima de luxo rsrsrs, inventamos muitas brincadeiras, e de quebra, as crianças estão aprendendo a ter coordenação motora, noção de tamanho e noção de física. Por isso que eu sempre digo, que para quem não conhece esse estilo de vida, deve achar que vivo uma vida de miséria. E é justamente o contrário, é uma vida de muita riqueza. Só não enxerga quem não quer. Um grande beijo pra você!!!!

      Curtir

  2. Adorei!
    Eu tento usar o orçamento base zero mas confesso que ainda não consegui aplicar tantas vezes. Mas uma vez que consegui e fiquei muito feliz foi quando consegui trocar 15 livros usados e parados em casa por um livro novinho em folha que eu queria muito ler mas estava custando 40 reais e eu não tinha esse espaço pra manobras no orçamento no mês. Eu fiquei super contente.
    Quero ver se aplico essa ideia mais vezes!
    E olha, papelão realmente é uma maravilha. Hoje minha mãe ia jogar fora um pedaço de papelão eu já pedi pra mim. Quero fazer uma bandeja com espelho em cima pra colocar aqueles frascos com cheirinhos e varetas sabe? O espelho comprei no mercado por 3,99 e vou decorar mas bordas só espelho com meia pérola que tenho em casa. Vai ficar lindo e funcional do jeitinho que eu quero e não vai custar a fortuna que custa uma bandeja dessas prontas.
    É só usar a criatividade e curtir o momento que conseguimos fazer muitas coisas a baixo custo, quase zero mesmo.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Adorei!
    Eu tento usar o orçamento base zero mas confesso que ainda não consegui aplicar tantas vezes. Mas uma vez que consegui e fiquei muito feliz foi quando consegui trocar 15 livros usados e parados em casa por um livro novinho em folha que eu queria muito ler mas estava custando 40 reais e eu não tinha esse espaço pra manobras no orçamento no mês. Eu fiquei super contente.
    Quero ver se aplico essa ideia mais vezes!
    E olha, papelão realmente é uma maravilha. Hoje minha mãe ia jogar fora um pedaço de papelão eu já pedi pra mim. Quero fazer uma bandeja com espelho em cima pra colocar aqueles frascos com cheirinhos e varetas sabe? O espelho comprei no mercado por 3,99 e vou decorar mas bordas só espelho com meia pérola que tenho em casa. Vai ficar lindo e funcional do jeitinho que eu quero e não vai custar a fortuna que custa uma bandeja dessas prontas.
    É só usar a criatividade e curtir o momento que conseguimos fazer muitas coisas a baixo custo, quase zero mesmo.

    Curtir

    • Oi Ariane, isso que você fez é muito bom, vender as coisas que já tem em casa para trocar por algo que você quer. É uma forma de não acumular coisas em casa, fazer um dinheiro extra, não gastar o próprio dinheiro e além de tudo isso, conseguir o que você estava querendo. Estava precisando de um tapetinho e fiz usando malhas que não usava. Um similar na Tok&Stok custa R$50, mas com o OBZ, custou zero reais. Como você escreveu, com criatividade, dá pra resolver muitas coisas. Beijos.

      Curtido por 1 pessoa

  4. Olá Yuka!

    Ótimo post! Já havia visto este conceito através de um outro nome e em outro âmbito… o do desenvolvimento de software. Chamam-o de “Princípio Taco Bell” que é você usar o que você já tem pra resolver algum problema (o Taco Bell usa apenas 6 ingredientes diferentes pra montar mais de 16 pratos distintos). Mas acho que OBZ é um nome melhor haha.

    É incrível ver como a escassez da gente pode ser uma estimulação enorme para a nossa criatividade mesmo. Lembro que uma vez fiz um desafio de viver um dia de sair de casa, ver o entretenimento da cidade e só voltar de noite sem gastar um centavo. Acabei envolvendo marmita, bicicleta, um diário, bancos do shopping, muitas fotos, e atingi o objetivo. Essa experiência me ajudou a repensar o que significa o entretenimento de verdade. Hoje valorizo mais a companhia do que o evento.

    Escrevi sobre o “Princípio Taco Bell” aqui: http://pinguiminvestidor.com/2020/02/23/paradigma-taco-bell-independencia-financeira/

    Abraços e seguimos em frente!

    Pinguim Investidor

    Curtir

    • Oi Pinguim, não conhecia o Princípio Taco Bell. Achei fantástico o fato de usar 6 ingredientes diferentes para montar mais de 16 pratos diferentes. Que sacada.
      Um pouco de escassez controlada faz muito bem para a criatividade. A gente se acostuma com a comodidade de pedir, de comprar, e paramos de pensar um pouco, de que podemos ter a mesma coisa, ou até mesmo uma coisa melhor, usando criatividade.
      Eu adoro esses desafios que você fez, e acho muito válido. Costumava passear na 25 de março, e passava a tarde inteira olhando as lojas, os produtos e voltava pra casa de mãos vazias. Só o fato de olhar as novidades, me fazia bem, não era o ato de comprar que eu buscava.
      Um grande beijo pra você.

      Curtido por 1 pessoa

  5. Sim! Nossa fiquei muito feliz quando do isso, e li o livro rapidinho pois queria muito aquele livro (era o novo do Gustavo Cerbasi, A fique da vida simples). Gostei tanto dele também que o livro nunca voltou pra estante, fica sempre perto da cama, vira e mexe leio alguma coisa novamente ou pra mim mesma oi pra poder recomendar pra alguém.
    E pois é, olha só, cinquenta reais num tapete que você mesma conseguiu fazer, sentiu aquela sensação de dar vida nova as malhas, isso é sensacional! Esse tapete é aquele que tem que dar uns nós e deixar a ponta solta? Eu já pensei em fazer um assim mas não tentei ainda, quem sabe até o final da quarentena não tento.
    E obrigada, beijos.

    Curtir

  6. Yuka, como eu já disse em outro comentário uma vez: é sempre inspirador ler nos domingos teu blog. É muita sintonia com o que vivemos aqui em casa! Muitas coisas parecidas! (e agora será mais ainda com a chegada de nossas filhas – teremos gêmeas). Um abraço pra vocês!

    Curtir

    • Uauuuu parabéns pela gravidez!!!! De gêmeas ainda! Que presentão. Eu tinha um desejo secreto de ter gêmeas na minha segunda gravidez, porque assim, eu teria 2 partos e 3 filhas hehehe. Aproveite bastante a gravidez, curta bastante a barriguinha, ou a barrigona (com dois bebês!!!). Um beijo carinhoso pra você.

      Curtir

  7. Olá Yuka, bem legal esse OBZ! Não o conhecia. Sobre cozinhar, também estou botando literalmente a mão na massa.

    Como sou cozinheiro de primeira viagem, as vezes não sai como gostaríamos hehe, mas estou melhorando. Sábado consegui após 2 tentativas fazer uma carbonara decente.

    E essa pizza hein? A foto está muito saborosa. Quase mordendo a tela aqui rsrs

    Curtir

    • Pois é Investidor, acredite, eu era um zero à esquerda na cozinha. Foi aos poucos, com muita paciência de anos, que hoje posso dizer que cozinho muito bem. Quem sabe aprender a cozinhar não será a sua grande conquista dessa pandemia? Meu marido está empenhado em alfabetizar minha filha de 5 anos rsrs. Um beijo.

      Curtir

  8. Yuka,

    Gostei das suas dicas, seu post ficou bem leve e agradável.

    Boa lembrança a cola de farinha de trigo. 🙂

    No final, com criatividade e boa vontade, dá para fazer muita coisa. Estamos vivendo um momento único, no qual a reflexão sobre os excessos de consumo é muito bem-vinda.

    “Enquanto isso, guardo o dinheiro para ter paz, para usar em situações de real necessidade.”
    Penso como você: é um momento de cautela.
    Gastar somente o necessário.
    Sair somente o necessário.

    Boa semana!

    Curtir

    • Oi Rosana, sair somente o necessário é muito importante. Eu ainda estou podendo trabalhar de casa, hoje faz 75 dias em quarentena. Sei que é um privilégio, muitos não podem. Por isso mesmo eu faço o impossível, não deixo minhas filhas colocarem os pés pra fora, não desço nem para a portaria com as meninas. É a minha colaboração. Outro dia vi uma foto sendo publicada em um jornal, com pessoas passeando de máscara na Avenida Paulista, pai e filha andando de bicicleta de máscara, pessoas dando corridinhas…. fiquei indignada, porque é isso que faz com que a nossa quarentena se prolongue cada vez mais. Mas enfim, vamos fazendo a nossa parte. Beijinhos.

      Curtido por 1 pessoa

    • Oi Gislaine, você chegou a colocar os sapatos do lado de fora da sua casa? Essa foi a minha primeira e melhor opção, mas como moro em um condomínio, pediram para eu colocar os sapatos para dentro da porta. Beijos.

      Curtir

  9. Vim deixar um beijo …a correria ta bem louca kkkkkkk
    Amo seus post, principalmente fotos de comida!
    Ah, essa pizza inesquecível!!
    Quem sabe um dia adquiro aquele forninho que comprou de pizza. Acho que vai valer cada centavo…
    Seus posts, inspiram a gente a tentar sempre a fazer o melhor pra gente, e amo o jeito que você coloca em palavras.
    Até domingo Yuka 😉

    bjs

    Dri 😀

    PS: Só consigo postar como anônima kkkk.

    https://adrianaavilaatelie11.blogspot.com/

    Curtir

      • Minha nossa, esse com certeza vou escrever um livro kkkkkkk. Já estou ansiosa aguardando por esse domingo em especial. Seria legal você trazer receitinhas da quarentena. Eu amo estar na cozinha. Empata com artesanato e quase supera a obsessão por gostar de ouvir música. rs
        Já acordo ligando pra ocupar meus ouvidos rs

        Super bjs e ótima sexta e finde!

        Dri 😉

        https://adrianaavilaatelie11.blogspot.com/

        Curtir

        • Haha, vou ver se consigo compartilhar alguma receita fácil e gostosa pra cozinhar. Essa semana fiz ricota caseira. Menina, que delícia. Nunca mais vou comprar a do supermercado rsrs. Beijos. Bom fim de semana!!!

          Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: