49 coisas que não compro mais

Shopping, Loja, Compras, Kielce, Coroa, Polônia

Depois do post anterior, onde falei sobre as 5 compras mais úteis que fiz no ano de 2019, chegou a hora de listar as coisas que não compro mais.

No início, foi meio difícil de lembrar as coisas que não usava mais. Como lembrar de algo que nem sinto mais falta? Com a ajuda do marido, fomos elaborando a lista, e não é que a lista ficou grande?

Casa

1.) Cabeceira de cama: antes, eu tinha uma cabeceira de cama, mas depois que me mudei para o apartamento atual, não senti necessidade e me desfiz.

2.) Produtos de limpeza muito específicos: limpa vidro, limpa pedra, limpa limo, limpeza pesada, limpeza para cozinha, limpeza para o banheiro, limpa rejunte etc. Eu uso somente as coisas básicas como água sanitária, sabão em pedra, desinfetante, desengordurante, bicarbonato de sódio…

3.) Lâmpada fluorescente: deixamos de comprar lâmpadas incandescentes e passamos a utilizar a fluorescente. Se notamos que a conta de luz ficou mais barata? Não…

4.) Sabão em pedra: de 2 em 2 anos, eu costumo fazer o meu próprio sabão em pedra. Basicamente é uma mistura de óleo e soda cáustica na proporção correta. Limpa muito melhor do que qualquer sabão em pedra vendido no supermercado.

5.) Amaciante: Não sentimos tanta diferença na roupa, e quando queremos deixar algo macio, usamos vinagre branco.

6.) Aromatizador de ambiente: eu pagava caro por esses aromatizadores de ambiente, hoje, o melhor cheiro é o da limpeza.

7.) Cama com vários travesseiros: eu já tentei ter uma cama arrumadinha, com vários travesseiros…. mas que trabalho que dava. Era um tira da cama pra dormir, põe de volta de manhã pra deixar arrumado, tira todas as fronhas pra lavar, passa ferro nas fronhas que foram recolhidas do varal, nossa, dava muito trabalho. E com isso, hoje eu só tenho 2 travesseiros na cama: 1 para o meu marido e outro para mim.

Higiene pessoal/maquiagem

8.) Desodorante: meu marido que anda muito de bike, sempre teve problema com o cheiro de suor que insistia em permanecer nas roupas esportivas. Ele testou desodorantes de diversos tipos e preços, passei a deixar as roupas esportivas de molho no desinfetante, mas nada foi tão eficaz do que o desodorante caseiro que eu aprendi a fazer (uma mistura de amido de milho, óleo de coco e bicarbonato de sódio). Como num passe de mágica, o mau cheiro se foi. Hoje, é o único desodorante que usamos.

9.) Demaquilante: retiro a maquiagem no banho, e quando quero fazer uma limpeza profunda na pele, uso o Clarisonic Mia.

10.) Perfume: há 6 anos, deixei de usar completamente.

11.) Adesivo para tirar cravo do nariz: depois que descobri que a gelatina em pó incolor tem o mesmo efeito, nunca mais comprei.

12.) Condicionador: todo mundo em casa tem cabelo liso. Deixamos de usar por não sentir necessidade.

13.) Absorvente: o coletor menstrual é um copo feito de silicone, uma das melhores invenções que traz liberdade para a mulher. Absorvente nunca mais.

14.) Escova de dente comum: a Curaprox possui cerca de 5.000 cerdas, enquanto as comuns, possuem de 500 a 800 cerdas. Já dá para perceber porque a limpeza dos dentes se torna mais eficiente.

15.) Tintura para cabelo: eu até que gostava de pintar o meu cabelo, mas um dia simplesmente parei de pintar. Prefiro na cor natural.

16.) Maquiagens em excesso: eu tinha inúmeras maquiagens, desde primer, base, máscara, iluminador, bronzer, creme anti-rugas, creme anti-celulite e por aí vai. Comprava também 20 batons, 5 bases, diversos hidratantes… e nunca usava até o fim, porque a validade dos produtos chegava antes. Hoje, compro somente o necessário e consigo usar todos os produtos antes do vencimento.

Moda

17.) Sapatos de diversos modelos: outro item que eu tinha bastante. Em breve, faço um post sobre os sapatos que tenho. São bem poucos.

18.) Relógio de pulso: depois da criação do celular, não vejo mais necessidade.

19.) Bota de cano longo: ocupa muito espaço para guardar, substituí pelo modelo ankle boots, que é uma bota de cano curto.

20.) Roupas da moda: parei de acompanhar a moda de perto e por não frequentar tanto o shopping, deixei de me interessar pelas roupas da moda.

21.) Sapato de salto alto: taí uma coisa que eu nunca mais usei, depois que minhas filhas nasceram. Salto alto e criança no colo é uma combinação que pra mim não deu certo.

22.) Vestido de festa: prefiro alugar o vestido.

23.) Jóias: já gostei, já quis, mas hoje não quero mais.

24.) Produto falsificado: quando compro algo (pode ser bolsa, carteira, roupas…) compro sempre produto original, nada de produto falsificado.

Alimentação

25.) Bebida alcoólica: quando eu era mais nova, até bebia socialmente, mas sempre achei o gosto ruim. Hoje, posso estar num barzinho, vou de refri. Posso estar numa choperia, vou de refri. Todos podem estar bebendo, mas eu vou de refri.

26.) Granola, iogurte grego, pizza, geléia de morango, extrato de tomate: eu não compro mais esses itens da lista, porque o meu é muito mais gostoso. Depois que aprendi a fazer a minha própria granola, acho os industrializados muito duros e sem gosto. O meu iogurte grego é muito mais consistente e sei exatamente os ingredientes. A pizza é muito mais saborosa, com ingredientes de primeira qualidade. A geléia de morango quem faz é a minha mãe, se experimentasse, nunca mais iria querer outra. E o macarrão, nhoque, lasanha ficam divinos com molho de tomate caseiro.

27.) Coador de café de papel: uso um coador sintético.

28.) Óleo de qualquer tipo (soja, girassol, canola), margarina, requeijão, leite desnatado: desde que fiz reeducação alimentar, passei a evitar principalmente estes produtos e substituí por azeite, manteiga, cream cheese e leite integral.

29.) Milho, feijão e soja: dou preferência para comprar produtos orgânicos para evitar os transgênicos.

30.) Nuggets: há muitos anos, assisti um vídeo do Jamie Oliver explicando o que era exatamente nuggets. Basicamente são restos de frango que não podem ser vendidos, colocados num grande liquidificador, com conservantes, estabilizantes, realçadores de sabor e outras coisas. Fiquei com tanto nojo que nunca mais comprei.

31.) Garrafa de água: eu tenho o costume de andar na rua com uma garrafa de água.

Objetos

32.) Livros físicos: não é que eu não compre mais, mas dou total preferência para livros eletrônicos.

33.) Objetos de uso esporádico: todo final de ano, eu alugo um extrator (um aspirador potente que espirra e suga água ao mesmo tempo) para fazer uma limpeza pesada no sofá, colchão e estofados de casa. Ao invés de comprar e deixar armazenado o aparelho por 1 ano sem usar, prefiro alugar. Desta forma, não ocupa espaço da casa. Tenho o mesmo princípio em relação ao carro. Meu marido trabalha de bicicleta, e eu de metrô. Quando precisarmos de um carro, alugaremos.

34.) Presente para terceiros: já foi o período em que eu comprava presente para todo mundo. Viajava e trazia lembrancinhas. Só que percebi que quando as pessoas viajavam, elas não traziam lembrancinhas para mim. Parei (de ser trouxa).

35.) Lembrancinhas de viagem: souvenir é algo que não tenho interesse. Tanto que quando faço as minhas viagens, costumo voltar de mãos vazias. Nenhuma roupa. Nenhum souvenir.

36.) Itens de papelaria como caneta, agenda, calendário: não sei vocês, mas eu ganho muitos itens de papelaria de fornecedores: bloco de papel, canetas, lápis, agenda. Não vejo necessidade de comprar.

37.) Eletroportáteis muito específicos: omeleteira, sanduicheira, tostadeira, máquina de fazer pão… nem tenho onde guardar. Os eletroportáteis que são úteis para mim são: iogurteira, máquina de arroz, batedeira e mixer.

38.) Brindes: já teve um período que eu adorava brindes. Se era de graça, eu queria. Hoje, sei que não vale a pena levar para casa coisas que não uso. Se recebo, recuso ou já ofereço para alguém.

39.) Sacola do supermercado: quando o supermercado cobra pelas sacolas, eu uso as minhas 2 ecobags dobráveis que carrego dentro da bolsa.

Serviços

40.) Pacotes de banco: tive a sorte de conseguir uma conta digital do Itaú (este produto não existe mais). Não pago tarifa, nem TED.

41.) Garantia estendida: nunca contratei.

42.) Planos de academia: eu já paguei um plano de academia por 6 meses e só fui umas 5 vezes, foi um dinheiro jogado no lixo. Hoje, prefiro pagar mais caro, mas pagar mês a mês.

43.) Pacote de celular: o meu é pré-pago.

44.) Mão de obra terceirizada: dificilmente contrato mão de obra terceirizada. Sei pintar, montar móveis pequenos e grandes, fazer pequenos reparos, costurar, limpar casa… o que eu faço é administrar bem o meu tempo para conseguir cuidar da casa sem precisar contratar alguém.

Passivos

45.) Carro: não ter carro significa não ter diversos gastos vinculados ao carro: gasolina, IPVA, seguro obrigatório, troca de óleo, troca de pneus, limpeza do carro, troca da pastilha, estacionamento, etc.

46.) Imóvel próprio: moro de aluguel e gosto dessa liberdade/mobilidade. Só compraria um imóvel próprio se estivesse por um preço de banana.

Comportamento

47.) Não compro algo maior do que a minha necessidade: se não sei correr, não vou comprar um tênis de corrida só porque está na moda. Se eu moro com meu marido e 2 filhas, não vou morar em um apartamento de 3 dormitórios. Não compro mais sapatos, roupas, bolsas, acessórios do que consigo usar.

48.) Não compro algo para deixar guardado: se compro um conjunto de talheres, um jogo de jantar, um lençol novo, uso no dia-a-dia, eu não guardo nem para visitas, nem para ocasiões especiais, porque eu entendi que ocasiões especiais são todos os dias com a minha própria família.

49.) Não compro muitas coisas iguais ou similares: isso significa que eu tento comprar roupas de cores diferentes, calças de modelos diferentes, bolsas de tamanhos diferentes, sapatos que têm funções diferentes. Tenho apenas 1 escova de cabelo, 1 cortador de unha, 1 lixa de unha, 2 cintos (de cores diferentes), e por aí vai. Veja que é diferente de fazer estoque. Se compro dois xampus iguais, porque é o meu preferido e está com um preço bom, é uma coisa (e isso eu faço com frequência). Sair comprando vários tipos de xampus e ter vários abertos no banheiro é outra coisa pra mim, é desperdício.

Acho que é isso. Espero que tenham gostado, foram as coisas que consegui lembrar.

~ Yuka ~

63 Comments on “49 coisas que não compro mais”

  1. Yuka, tudo bem? Adoro seu blog, um dos poucos que leio todo domingo!
    Por favor, poderia ensinar a receita do desodorante que você faz? Eu já usei leite de magnésia, mas depois de um tempo, pareceu não fazer mais efeito! Obrigada!

    Curtir

    • Yuka, adorei seu post! Quero a receita do desodorante natural. Eu ainda cometo pecados, mas tenho tentado melhorar. Quando viajo, sempre compro roupas e lembrancinhas. Meus pais, especialmente minha mãe, quer trazer presentinhos pro meu irmão/cunhada/sobrinha… não gosto muito de perfume, pois me dá dor de cabeça, mas andei comprando alguns…
      As redes sociais estimulam demais o consumismo. Quantas e quantas vezes eu não preciso de nada, mas vejo uma blogueira usando, ou propaganda das marcas no Instagram e me sinto super tentada! É uma coisa de doido. Você não tem rede social, né? Não sente falta de “ver” ou “saber” de pessoas que você estudou há muito tempo, ou conheceu em determinadas épocas da vida? Eu quero me desfazer delas, mas acho que sentirei falta! Estou meio viciada, toda hora quero entrar e ver o que tá acontecendo…
      Estou tentando cortar gastos e não comprar coisas desnecessárias…um dia eu chego lá!

      Curtir

      • Oi Carol, tá aqui a receita do desodorante: Desodorante caseiro: 3 colheres de sopa de óleo de coco + 3 colheres de sopa de amido + 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio. Misture tudo e está pronto. Vou copiar o link da Cristal Muniz, peguei a receita dela: https://www.youtube.com/watch?v=TIjJYUZFMiI&list=FLNtK8td-d8cuKlzC7DwCNOg&index=18&t=0s
        Eu parei de usar perfume porque me dava dor de cabeça também rsrs.
        Sobre rede social, não tenho. O único que mantenho é esse blog. No início, eu sentia falta sim, parecia que as pessoas “esqueciam” de você, você se torna invisível. Mas daí comecei a perceber que eu acompanhava pessoas que não eram meus amigos de fato. Outra coisa que eu comecei a perceber era que as coisas que eram postadas, não condiziam com a realidade. Algumas amigas estavam em crises no relacionamento, mas nas redes sociais tinham as fotos abraçando, textos dizendo o quanto se amavam, que estavam apaixonados, mas eu sabia que não era verdade. Isso se repetiu algumas vezes, só que com várias pessoas. E aí eu parei de ter redes sociais, porque entendi que não tinha mais tempo para ficar acompanhando a mentira dos outros rsrsrs. Beijos.

        Curtir

          • Na hora em que eu termino de fazer, ela fica com consistência de um hidratante. Depois que eu coloco nos potinhos, ele costuma endurecer um pouco. Depende muito do clima, nos dias frios, ele fica duro. Nos dias quentes, fica um pouco mais mole. Eu comprei 4 potinhos pequenos e costumo dobrar a receita e distribuo nestes 4 potes (como eu coloco o dedo dentro do pote, fico com medo contaminar todo o conteúdo). Mesmo nos dias frios, quando o desodorante duro entra em contato com o meu dedo, ele já começa a amolecer (por conta do óleo de coco que é sensível a temperatura) e passo nas axilas, dá a sensação de que é um hidratante.

            Curtir

  2. Oi, Yuka! Gostei do seu raciocínio para cada item. Muitos eu faço já, mas alguns foram novidade para mim, como esse aparelho para limpar estofados. Eu tenho um sofá muito bom que está precisando de uma limpeza… como é esse aparelho?
    Outra coisa que ainda faço são os presentes para terceiros e lembrancinhas de viagem. É verdade! Poucos trazem lembrancinhas para mim… e presente então: só aqueles de 20 reais no máximo! Nada contra, mas eu sempre me preocupava mais…

    Curtir

    • Oi Sílvia, ele é parecido com um aspirador, só que com água (e mistura um produto também). Daí vai passando devagar pelo tecido do sofá e o “aspirador” espirra a água e suga ao mesmo tempo. Dá uma bela diferença. Eu aluguei pela Loc Lav (loclav.com.br), e o bom é que eles entregam em casa. Não consegui achar no site deles o nome do aparelho que eu aluguei, na nota fiscal está como LAVADORA EXTRATORA IPC BRASIL. Beijos.

      Curtir

  3. É muito bom refletir sobre tudo que não usamos mais e perceber o quão nos deixa mais leve! As vezes criamos necessidades que nem precisamos de verdade, só pelo desejo de ter algo. Fiquei interessada na receita do desodorante natural, já tentei vários e até agora nenhum efeito. Muito obrigada por compartilhar! Bj

    Curtir

  4. Oi Yuka! Eu parei de comprar pão depois que peguei emprestada a máquina de pão que uns amigos que tinham mais nunca usaram. Deixo fazendo a noite e de manhã tem pão quentinho. Vc pode compartilhar as receitas da Geleia, molho de tomate e do desodorante? Abs!

    Curtir

    • M,eu tenho uma máquina de pão. Estava encostada, mas descobri que é ótima para fazer geleia. Tem um blog do Maurício Rodrigues (chamado Máquina de Pão) e as possibilidades são infinitas. Ele diz que dá para fazer até frango assado nela. Então, estou voltando a curtir a minha (engraçado que fazer pão mesmo eu não curti tanto, mas a geleia de maçã… 😋

      Curtir

    • Oi Muquirana, vou passar a do desodorante: Desodorante caseiro: 3 colheres de sopa de óleo de coco + 3 colheres de sopa de amido + 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio. Misture tudo e está pronto. Vou copiar o link da Cristal Muniz, peguei a receita dela: https://www.youtube.com/watch?v=TIjJYUZFMiI&list=FLNtK8td-d8cuKlzC7DwCNOg&index=18&t=0s
      A geléia de morango, tenho que perguntar pra minha mãe, mas é açúcar e morango, só que preciso perguntar a proporção. Aliás, ela acabou de fazer 8kg de geléia de morango pra mim, está no freezer. Que delícia.
      O molho de tomate caseiro é bem simples, eu douro bastante manteiga com cebola no fogo baixíssimo, e quando ele estiver beeeem douradinho eu acrescento tomate pelado, e vou esmagando com o garfo mesmo. Tampo a panela e deixo apurando por umas 2~3 horas, ele fica bem grossinho. Só depois é que eu tempero. Já temperei antes, e me ferrei, porque reduziu a água e o molho ficou muito salgado. Agora tempero só na hora em que o molho está pronto. Costumo fazer em quantidades enormes, e congelo em potes no freezer. Quando faço pizza, deixo engrossar ainda mais esse molho.
      O dia que eu estiver mais tranquila, vou ver se tiro foto do passo-a-passo das receitas.
      Beijos.

      Curtido por 1 pessoa

  5. Muito bom post para refletir. Eu particularmente vejo como NECESSIDADE diversos itens que vc não compra mais. Algo que eu desconhecia era sobre a escova de dentes, vou dar uma pesquisada. Se eu fosse comentar todos os itens que não concordo ia ser quase uma publicação nova hahah

    Curtir

    • Oi Engenheiro, escreve aqui os itens que você não concorda, só pra eu saber rsrsrs!!! O legal é isso, que o que é essencial para mim pode não ser para você, e vice-versa. Beijos.

      Curtir

    • Oi Marcelo, pois é né? Andei tirando umas fotos do passo-a-passo do desodorante, dos cookies pra publicar aqui no blog, mas cadê o tempo para juntar as fotos e editar? rsrsrs Beijo grande.

      Curtir

  6. Muito interessant, Yuka.
    Vou procurar pelas receitas desodorante, amaciante e sabão de pedra. Falei com minha esposa sobre o coletor menstrual, pois ela também não conhecia.
    Abraço

    Curtir

    • Oi Iuri, a receita de desodorante que deu muito certo no meu marido é esta aqui: Desodorante caseiro: 3 colheres de sopa de óleo de coco + 3 colheres de sopa de amido + 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio. Misture tudo e está pronto. Vou copiar o link da Cristal Muniz, peguei a receita dela: https://www.youtube.com/watch?v=TIjJYUZFMiI&list=FLNtK8td-d8cuKlzC7DwCNOg&index=18&t=0s
      Para o amaciante, tente usar vinagre branco, talvez goste.
      O sabão em pedra eu uso essa fórmula aqui: Quantidade óleo em gramas X 0,136 = quantidade soda necessária.
      Mas vou ver se consigo fazer um post detalhando mais.
      O coletor, no início ela pode achar desconfortável, eu demorei 3 meses para me adaptar, mas vale a pena insistir, porque é libertador.
      Beijos.

      Curtir

  7. Pois é, e eu me desfiz da minha máquina de fazer arroz (hoje me arrependo). Agora antes de me desfazer de algo, pesquiso bem as possibilidades. Estava arrependida de ter comprado a máquina de pão (é um trambolho e nunca acertei fazer direito o pão, a casca fica dura). Mas achei este blog que falei e quero ver as outras possibilidades dela. Principalmente fazer geleia (não gosto tanto da industrializada, que também é mais cara), para comer com iogurte grego (que também dá para fazer na máquina, vou testar).

    Curtir

    • Eu faço exatamente isso, como o iogurte grego que eu faço, com geléia de morango da minha mãe, e ainda coloco a granola por cima. Fica bom demais. Como a geléia da minha mãe não vai conservantes, eu sempre deixo o potão que ela me dá no freezer (ela me dá 1 vez por ano de 4 a 8kg de geléia – no período em que o morango fica mais barato), e deixo um potinho na geladeira e vou reabastecendo conforme vou consumindo. Quem sabe você também não possa fazer isso? Beijos.

      Curtir

  8. Muito bom Yuka! Estou doido pra chegar nesse nível.
    A curaprox realmente é muito melhor. Nunca mais uso outra escova de dentes.
    Como vc faz o desodorante? Fiquei curioso.

    Como usa o vinagre branco como amaciante?
    E a gelatina pro nariz? Como faz?
    Como vc faz sua granola? Sua geleia de morango e seu extrato de tomate?

    Desculpa tantas perguntas, mas eh pq eu tb queria aprender a fazer essas coisas.

    Um abraço e boa semana!
    Frugal

    Curtir

    • Oi Frugal, o desodorante é só misturar esses ingredientes aqui: Desodorante caseiro: 3 colheres de sopa de óleo de coco + 3 colheres de sopa de amido + 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio. Misture tudo e está pronto. Vou copiar o link da Cristal Muniz, peguei a receita dela: https://www.youtube.com/watch?v=TIjJYUZFMiI&list=FLNtK8td-d8cuKlzC7DwCNOg&index=18&t=0s
      Sobre o amaciante, é só substituir mesmo pelo vinagre branco. Sai com um pouquinho de cheiro de salada (kkkk), mas depois ele evapora e não fica com cheiro nenhum.
      A gelatina, é só pegar a gelatina incolor e colocar só um pouquinho de água e esquentar de 5 a 8 seg no microondas para derreter os granulados da gelatina. Aí é só passar com cuidado nas partes do rosto e deixar secar. É diversão na certa.
      Vai testando as receitas aos poucos, ver o que funciona e o que não funciona pra você.
      Tem umas receitas aqui no blog, tenta fazer esse pão caseiro, publiquei em 2013, e faço ele até hoje. Toda vez que eu faço, meu marido come de joelhos. https://viversempressa.com/2013/08/10/melhor-pao-caseiro-do-universo/

      Curtir

  9. Yuka, quando eu viajo eu gosto de comprar as camisas básicas mesmo, aquelas bem de turista que vendem bem fácil em toda esquina. Pq? Pq assim não levo as minhas básicas do Brasil e vou com a mala mais leve e estou sempre de roupa nova na viagem. E trago as novas. No exterior a qualidade das camisas básicas é um pouco melhor que aqui e o preço é baixo.

    Outra coisa interessante é que acho que as pessoas simpatizam com quem tá com camisa da cidade, por exemplo, fui em Berlin e comprei logo uma camisa de “Berlim” assim que saí do hotel. No outro dia eu ficava andando em Berlin com a camisa de Berlin e achei que o pessoal me tratou super bem por causa da camisa, enfim, minha tática de ser um turista legal e que está abraçando a cidade.

    Frugal

    Curtir

    • Hahahah, fiquei imaginando você todo sorridente com camisa de turista. Frugal, acho que as pessoas te tratam bem, porque você deve ser simpático, e não por causa da camisa de turista kkkk. Mas gostei da sua tática de comprar roupas no exterior para ir com a mala mais leve. Eu até queria usar essa tática, mas pra mim não dá, porque minhas roupas duram horrores… sei lá se é por causa do tecido, mas tem blusinhas que eu tenho há 10 anos e não aparenta ser velha. Beijos.

      Curtir

  10. Oi Yuka!! Adorei o post!! Eu e meu marido compartilhamos muitos itens dessa lista!! Gostaria de fazer uma pergunta meio fora de contexto, mas talvez você possa me ajudar. Já invisto em renda fixa faz uns 3 anos e estou estudando e me preparando para investir em renda variável. Tenho interesse em dividendos. Se tiver algum curso ou ebooks para indicar (pagos ou gratuitos, tanto faz) para eu complementar meu aprendizado, seria excelente! Pelas minhas contas e sendo bem realista, será muito difícil eu atingir a if, mas pelo menos uma boa tranquilidade financeira vou atingir!! Um grande abraço!!

    Curtir

    • Oi Camila, tudo bem? Acho legal o seu pensamento de saber que mesmo sendo difícil alcançar a IF, continuar com o projeto de poupar para ter uma tranquilidade financeira. É assim que deve pensar mesmo. Vejo muitas pessoas que resistem em começar, por achar que já é tarde demais. Sobre renda variável, tem uns canais do YouTube que são muito bons: Bastter, Canal do Holder e Eduardo Cavalcanti. Os últimos dois eram moderadores do site da Bastter e hoje possuem canal independente. Bons estudos!!!

      Curtir

  11. Vc tem toda razão! Aqui em casa, por ter uma menina q está sempre em fase de crescimento, vivo revisando o que ela não usa mais, para dar espaço às q virão. Estou em processo de ficar apenas com o que nos é necessário. A cada doação ou venda que faço, me sinto mais leve. Hj, mais consciente, me pergunto 2x se realmente preciso de tal coisa, antes de comprá-la. Consigo passar em frente à um aloja em promoção e não entrar… São certezas que me fazem bem atualmente! Bjs

    Curtir

    • Oi Aline, desfazer das coisas e ter menos coisas realmente traz uma sensação boa… a sensação é tão boa que antes de comprar algo, começamos a perguntar se realmente precisamos de tal coisa. Tem dias que eu tenho vontade de experimentar algumas roupas nas lojas, mas como não estou precisando de nada, consigo entrar nas lojas, experimentar, e sair sem comprar nada. É uma vitória rsrs. Beijos.

      Curtir

  12. Amei o post, realmente se a gente for pensar não vai precisar de muita coisa, eu também não uso perfume, está na mia lista de desejos mas nem lembro de comprar. Sobre a receita do desodorante eu já gostei, eu uso leite de rosas nesta função e para mim dar super certo. Queria muito a receita do sabão, pois nos mercados são bem caros. Também não possuo redes sociais, cansei também. Sobre itens de viagem só levo para meus pais, pois ocorria a mesma coisa que você falou, eu viajava trazia para todo mundo e ninguém trazia para mim, ou seja, deixei de ser trouxa.

    Curtir

  13. Nossa…quanta coisa boa eu descobri nos seus posts!!! Emagreci 18 quilos com o Rodrigo Polesso, descobri ele com um post seu. Descobri a stone in box, que maravilha. e agora a curepox!!! e tantas outras coisas. como eu amo esse blog!!! não pare, por favor! 🙂

    Curtir

    • Oi Josi, o Rodrigo Polesso é maravilhoso, né? Na verdade, há várias coisas que viram a nossa cabeça de ponta cabeça…. nas finanças, na educação, na alimentação… que maravilhoso saber que você emagreceu 18 quilos com ele. E o melhor, emagreceu sem fome. Tenho feito isso também. Esse mês me matriculei na natação, vou começar a praticar exercício físico para melhorar meu condicionamento físico. 🙂 Beijos!!!!

      Curtir

  14. Bem interessante sua lista Yuka! Muitos itens eu ja cortei também! Nao consigo, por questao de gosto mesmo, abrir mao dos livros de papel e ler mais em formato digital. Alguns livros ate consigo, mas a maior parte tenho dificuldade. Fico toda perdida em nao poder manusear o livro… acho enorme as vantagens do formato digital, mas não rola para mim. A outra questão eh imovel proprio. A maior parte da minha vida adulta eu morei de aluguel. Por uma serie de razoes, nao fazia sentido comprar um imovel. Por questao pessoal, pelos meus projetos e o tipo de estabilidade que eu necessito eu nao me sinto nada bem morando de aluguel.

    Curtir

    • Oi ABM, acho legal você saber que livros impressos são importantes para você, da mesma forma o imóvel próprio. Eu também tenho algumas prioridades e coisas que gosto, e para algumas pessoas, pode não ser prioridade. Isso se chama auto-conhecimento. Por isso não tem como comparar uma pessoa com outra, porque as necessidades são diferentes. Um beijão.

      Curtir

  15. Olá Yuka,

    Muito legal sua lista de itens “não compráveis”. Achei interessante esse desodorante e a escova. Vou salva-los para um futuro teste rs.

    Quanto a óleos na parte da alimentação, ultimamente estou usando o óleo do bacon para fritar algo. Fica bom hein!

    Já sobre lâmpadas, por que não as de Led? Duram mais que as fluorescente e gastam menos!

    Abraço!

    Curtir

    • Oi investidor inglês, se puder, faça o desodorante sim. Qualidade garantida pela esposa que não aguentava mais o cc dele rsrsrs. A banha de porco é boa mesmo, eu também compro e tenho usado. Agora pra fazer bolinho de chuva, eu descobri o óleo orgânico que é prensado a frio, ou seja, não tem uso de produtos químicos para extração do óleo. Vou dar uma olhada nas lâmpadas LED, na verdade agora fiquei até confusa se as que eu uso já são LED ou não….

      Curtir

  16. Yuka, ler teu post é o nosso ritual dos domingos de manhã lá em casa. Nos identificamos com tudo. Também já aderimos ao pão, iogurte, granola e diversas outras coisas feitos em casa. Sabonete minha esposa fez com óleo de oliva, só falta ficar mais firme (ficou um pouco mole). É um vício isso de fazer tudo em casa. Quanto aos outros itens do teu post, a maioria ficaria dentro do “guarda-chuva” do minimalismo, né, de ter/comprar apenas o necessário. Este é outro processo que vira um vício bom. Abraço pra vocês
    Guilherme

    Curtir

    • Oi Guilherme, outro dia eu vi um vídeo de uma pessoa fazendo sabonete com óleo de oliva. Fiquei muito tentada a fazer, deve ter uma textura deliciosa. Quando sua esposa conseguir encontrar a receita boa, compartilha comigo. Vou ver se recupero o vídeo da pessoa que estava ensinando a fazer sabonetes de oliva, não lembro se havia receita lá. Realmente, fazer por conta própria se torna um vício mesmo. Eu adoro fazer as coisas, sinto um bem-estar, uma auto-suficiência, a sensação de não depender de outras pessoas é maravilhosa. Um grande abraço pra vocês também!!!

      Curtir

  17. Oi Yuka, achei interessante sobre o Desodorante, só me incomoda não ser antitranspirante, aí fico molhada e isso é ruim 😬 mas talvez eu tente.
    Sobre os eletros, amo de paixão meu robô aspirador e o purificador de água. Depois vem chaleira elétrica e Mixer. Minha máquina de arroz tá na minha sogra, mas tô pensando em pedir de volta, ela não usa e disse para buscarmos quando quisermos. A máquina de pão usei muito, mas depois vendi, tb estava parada. A iogurteira às vezes tenho vontade de comprar. Máquina de lavar louças vc tem? Eu adoro secadora de roupas (minha é lava e seca), lava louças e robô aspirador. Beijos 😘

    Curtir

    • Oi Rosana, testa o desodorante, talvez você acabe gostando. Confesso que quando eu fiz, não imaginei que ia gostar tanto. Fiz porque não sabia mais o que fazer com as roupas do meu marido. Depois de tantos meses, não penso em comprar mais desodorantes. Máquina de lavar louça eu não tenho. Na verdade, eu já tive, mas acabei doando para minha tia. Eu faço muita comida, e com isso acabo tendo muita louça para lavar. A lava-louça não iria dar conta. A parte boa é que eu lavo louça rapidinho. Eu também adorava a minha lava e seca, agora virou só lava, porque a parte da seca quebrou rsrsrs. Mas tô pensando em arrumar logo para poder secar as toalhas na secadora, é tão bom, né? Beijão pra você.

      Curtir

  18. Yukaaaaa!! To de volta! Não te abandonei!!
    Perdoe a ausência! Cheguei do Brasil no dia 28 de janeiro e até hoje (11 de fevereiro) continuo na correria de fuso horário e readaptação a rotina de Japão. A Tetê estranhou muito o horário, até hoje estamos com dificuldades em voltar a rotina. Mas tudo passa né? Logo entramos no eixo!

    Amei o seu post! Quanto gasto desnecessário que a gente faz sem a menos questionar né? Nunca parei pra pensar se isso é bom/útil pra mim, simplesmente vamos no piloto automático de consumo e também tem o quesito familiar (tem coisas/hábitos que fomos ensinados desde crianças e nunca paramos pra analisar pq fazemos o que fazemos).

    Gostaria de saber: o desodorante caseiro mancha as roupas? Fica sensação de sequinho embaixo do braço?
    Fui ao Brasil e comprei estoque pra mim e pro meu marido. Pois aqui vendem um Rexona a ¥1.200 que da uns 47 reais. Eu paguei 7 reais no Brasil. Olha que roubo! Kkkkkkkkk
    Os desodorantes daqui são péssimos!

    Como sempre você me inspira ser alguém melhor! Beijão

    Curtir

    • Oi Tiemi, tudo bem? Estava pensando em você esses dias, sabia? Que bom que veio passear aqui para ver sua família. A Tetê deve ter sido o centro das atenções rsrs. Mas você é corajosa heim, viajar com bebezinha num vôo tão longo rsrs. Eu, pra fazer uma viagem de 1 hora pra casa da minha mãe, já suava frio kkkk. Agora sobre o desodorante, perguntei pro meu marido, ele falou que fica com sensação de sequinho, e que até o momento (7 meses de uso diário) não manchou nenhuma roupa. Segundo palavras dele “muito melhor que os comprados” kkkkk.

      Curtir

  19. Oii, Yuka! Adorei o post, como sempre hehe.
    Deixo aqui uma sugestão de produtos que você usa com relação à maquiagem e skin care. Estou numa fase de tomar remédio para acne e estou tentando cuidar melhor de minha pele. Atualmente uso sabonete facial, adstringente, esfoliante, hidratante facial e para olheiras, e protetor solar diariamente por indicação do meu dermatologista. Acredito que o adstringente e o esfoliante irei abolir assim que os tubos terminarem. O que você mantém de essencial na sua rotina?

    Curtir

    • Oi Júlia, a minha sorte é que eu tenho uma pele que requer poucos cuidados, não tenho espinhas, olheiras…. então basicamente eu lavo meu rosto com sabonete comum, e passo uma base que já contém hidratante e protetor solar. Quando sinto que minha pele está suja, eu uso o Clarisonic Mia durante o banho, e depois passo Nivea no rosto para hidratar melhor. O esfoliante apesar de não usar, se fosse usar, faria um teste com açúcar e mel, até mesmo com clara de ovo, dizem que é muito bom. Eu só passo protetor solar forte quando levo as crianças para a praia, mas no dia-a-dia, não passo protetor nem no rosto (só aquela base), nem no corpo. Hidratante só passo nas partes mais ressecadas como joelho e cotovelo, há alguns anos, eu passava religiosamente e percebi que eu ficava cheio de espinhas. Aí entendi que o meu corpo já produzia a própria hidratação, e quando passava hidratante, ficava muito engordurado provocando espinhas. Desde então, deixei de usar hidratantes diariamente, só de vez em quando. Beijos.

      Curtir

  20. Excelente lista! A leitura veio em ótimo momento, pois estamos mudando rpa um imóvel beeeem menor e já mobiliado. Estamos com o coração apertado de vendermos muito barato ou doarmos 95% dos nossos pertences, móveis, etc (alguns desnecessariamente caros).
    Apresentei seu blog pra minha mãe e irmã e viraram leitoras assíduas! Rs
    Abraço,
    Aposente Cedo

    Curtir

    • Oi AC, realmente, desfazer das coisas é algo que aperta o coração. Mas sabe que depois que aprende-se a viver com pouco, é até libertador? Que bom que sua mãe e sua irmã gostaram do blog 😀 Beijos.

      Curtir

  21. Interessante sua lista, compartilho de vários itens aí, alguns que nunca dei muita importância e outros que fui deixando de lado.
    Uma coisa que eu ainda tenho e ando me perguntando o pq são os vários travesseiros na cama. Fica lindo na cama arrumada mas… Necessidade não tem. Talvez quando enjoar de vez deles eu passe pra frente e não reponha todos.
    E estava pensando em também aos poucos conforme precisar trocar as toalhas passar a comprar todas de tons neutros e parecidos, ou até mesmo todas brancas, pq aí facilita na hora de lavar. Hoje em dia eu tenho que lavar as verdes só com as verdes, aí na outra semana por exemplo só lavo as rosas, e assim vai… Acaba que não posso lavar todas juntas, já se fossem todas brancas ou bege e tal eu colocava na máquina e lavava tudo de uma vez. Vou tentar me lembrar disso quando for me desfazer de alguma e/ou repor um jogo de toalhas.

    Curtir

    • No meu celular, eu tenho uma lista de Compras, que não é de supermercado. São todas as coisas que eu preciso comprar, desde soro fisiológico, enchimento para almofada e por aí vai. No topo dessa lista, eu coloco uma observação para comprar de preferência, coisas de cores claras. Fiz isso porque sempre esquecia e saia comprando as cores de qualquer jeito. Vai servir para você lembrar de comprar as suas tolhas claras rsrs. Beijos.

      Curtir

    • Eu tenho da marca Izumi, acho bem legal, porque é um potão de 1 litro. Acho mais fácil de preparar, do que as iogurteiras que tem 4 ou 5 potinhos de 200ml ou 250ml, já que depois terei que lavar diversos potes ao invés de só 1.
      Sobre a academia, eu sou sedentária nata. Odeio praticar qualquer tipo de exercício físico, e descobri a duras penas que mesmo pagando 6 meses ou 1 ano de academia, quando não tenho vontade, não vou de jeito nenhum. Pagar mês a mês sai mais caro, mas no final de 1 ano, acaba saindo mais barato, porque não desperdiço mais o meu dinheiro nos meses que não estou a fim de ir.

      Curtir

    • Oi Ge, eu só consegui desapegar dos livros físicos quando “salvei” no meu computador a versão online. Os livros que não consegui ainda a versão online, ainda estão comigo. Dá um trabalho manter mesmo. Tirar a poeira, ocupa espaço no meu guarda-roupa, fora que as páginas começam a amarelar. Beijos.

      Curtir

  22. Pingback: 49 coisas que não compro mais: consumir não não consumir ? -

Deixe uma resposta para Josi Vasconcelos Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: