Se você quer ter mais tempo, não faça mais rápido. Faça mais devagar.

Animais, Aves, Pardal, Natureza, Plumagem, Caneta

Sei que o título deste post soa estranho… as pessoas costumam falar exatamente o contrário: “assista vídeos no YouTube na velocidade acelerada”, “faça cursos de leitura dinâmica”, “faça tarefas com mais rapidez”, e se puder, “faça duas coisas ao mesmo tempo”.

Eu já devo ter contado pra vocês, que no meu auge da ansiedade, andava de bicicleta ergométrica, assistia televisão, conversava no celular (com o pescoço torto) e com as mãos livres, simplesmente tricotava para fazer um cachecol para mim… tudo-ao-mesmo-tempo!

Eu era produtiva? Sim. Eu era estressada? Sim.

E com isso, eu aprendi que de nada adianta sermos uma pessoa produtiva, mas estressada e mau-humorada.

Se queremos ter mais tempo de qualidade, devemos focar em 5 coisas:

1.) Desacelerar

Copa, Bebidas, Mãos Segurando, Bebida, Exploração

Se quer desacelerar, devemos pensar devagar, digitar devagar, ler um livro devagar, andar devagar, cozinhar devagar, conversar devagar. Acredite, o mundo desacelera quando nós desaceleramos primeiro. O tempo anda mais rápido ou mais devagar conforme o nosso ritmo.

2.) Fazer uma única coisa por vez

Discussão, Restaurante, Negócios, Loja De Café

Quer ouvir uma música? Ouça só a música. Mas feche os olhos e curta muito.

Vai almoçar? Então almoce prestando atenção no sabor e nas mordidas que está dando.

Vai conversar com o amigo? Preste atenção nele e esqueça o celular.

Fazer uma única coisa por vez é algo extremamente difícil nos dias de hoje. Nós temos o costume de tomar banho pensando na comida que iremos comer. Comemos pensando no filme que queremos assistir. Assistimos o filme pensando no horário que temos que dormir. E assim, vivemos dia após dia, sem estarmos presentes.

3.) Definir prioridades

Porta, Design De Interiores, Entrada, Escolha, Home

E aí surge a grande dúvida:

– Se fizer as coisas mais devagar, teremos menos tempo ainda.

Isso mesmo. Teremos que escolher quais atividades serão as mais importantes para a nossa vida.

A verdade é que não dá para fazer tudo o que a gente quer, não dá para assistir todos os filmes, ler todos os livros, conversar com todos os amigos, ter uma casa impecável todo os dias. É impossível.

Você vai ter que escolher qual filme vai assistir esta semana, qual livro quer ler este mês, decidir com quais amigos irá se encontrar desta vez, qual cômoda irá limpar hoje.

É assim que funciona o poder da escolha.

E escolhendo o que é mais importante na sua vida, você vai entender como desacelerar o tempo, como ser mais produtivo, como fazer tudo (entenda o “tudo” como “apenas” o que é importante) e dar a sensação de que hoje, valeu a pena viver.

Escrevi o post de hoje, porque no A riqueza da vida simples, muitas pessoas perguntaram como eu consigo fazer tantas coisas ao mesmo tempo, sendo que trabalho fora, faço comida todos os dias, sou mãe de 2 crianças pequenas, não tenho diarista, não tenho carro, etc.

Com a correria do dia-a-dia, nos falta tempo. Nos falta disposição, ânimo, energia… comigo também não é diferente.

Praticamente o nosso dia vai embora depois que voltamos do trabalho, também pudera, passamos de 10 a 12 horas fora de casa se contarmos o trajeto de ida e volta ao trabalho.

Prioridade.

Esta palavra é o que dita a regra em casa.

Para fazermos uma determinada atividade, precisamos deixar de executar as outras, porque simplesmente não temos tempo, nem condições físicas, nem mentais para fazer tudo com perfeição.

Se decido que levar as crianças para brincar na rua aos fins-de-semana é uma prioridade para mim, eu não vou poder gastar o dia inteiro fazendo faxina em casa. Isso significa que eu tenho que me virar para parcelar a faxina ao longo da semana. Na segunda-feira talvez eu limpe a sala, na terça-feira o banheiro, e assim por diante.

Se eu quero facilitar a minha faxina, para justamente não precisar contratar alguém para me auxiliar na limpeza, preciso escolher entre ter a sensação gostosa nos pés de ter um tapete em casa ou eliminar o tapete para facilitar a limpeza. Aqueles bibelôs que eu trazia de viagens que pegam mais poeira do que qualquer outra coisa, são itens que não existe mais em casa. Desisti de ter uma cama arrumada ao estilo MMartam por ser simplesmente impossível pra mim. A casa vai se tornando minimalista, e por ter menos coisas, a faxina e a organização se torna mais fácil.

Se eu decido que eu quero tomar o meu café da noite com o meu marido, porque pra mim é importante ter esse nosso tempo de conexão, significa que eu preciso deixar de fazer algo. No caso, eu quase não passo mais roupas. Não passo toalhas, lençol, calças, e a maioria das minhas blusas. E com isso, eu aprendi a escolher roupas que tenham tecidos que não amassam.

Todo dia é dia de escolher o que será prioridade e o que será renunciado.

4.) Mantenha sua rotina simples

Outono, Chá, Queda, Piquenique, Bebida, Orange, Cookies

Nós não precisamos ir a um super parque de diversões para divertir as crianças. Já percebeu que as crianças brincam em qualquer lugar? Leve as crianças para a praça mais perto da sua casa e uma bola. Só isso já será suficiente para elas se entreterem por algumas horas.

A mesma coisa vale para os adultos. Não precisamos ir até a cafeteria badalada, pegar o carro, dirigir até o local, procurar um estacionamento, enfrentar fila… Procure uma boa cafeteria perto da sua casa e aproveite para incentivar o comércio do seu bairro.

5.) Use o seu tempo de forma inteligente

Argila, Plano De Fundo, Bebida, Cozido, Pequeno Almoço

Outra coisa que costumo fazer é criar um “Banco do Tempo” pra mim. Quando faço massa dos cookies, duplico, ou até mesmo triplico a receita e congelo em porções pequenas. O tempo de preparação é o mesmo, só que aí eu passo meses sem precisar fazer a massa, lavar a louça e tudo mais. O único trabalho é o de colocar alguns cookies congelados na assadeira e depois de 15 minutos tenho cookies quentinhos saindo do forno. Talvez muitos de vocês achavam que eu realmente fazia os cookies do zero, mas não. Esse é o segredo para ter cookies sempre fresquinhos para a minha família e para oferecer às visitas. Faço a mesma coisa quando faço feijoada, lasanha, quibe recheado, molho de tomate caseiro. Essas porções de comida me ajudam a alimentar a família, quando por algum motivo algo sai do controle (no meu caso particular, é a preguiça).

Todos os dias, eu tenho o costume de antes de dormir, decidir fazer 1, ou 2 coisas que serão prioridades pra mim no dia seguinte. Pode ser uma comida gostosa, passear, levar o liquidificador para consertar, arrumar o guarda-roupa, enfim, eu decido o que será a prioridade do dia. Desta forma, não me sinto sobrecarregada e ainda fico com sensação de dever cumprido ao terminar a tarefa. Parece pouco, mas termino a semana tendo feito de 10 a 20 coisas importantes. Imagina isso ao longo de um ano? Tem funcionado muito bem. A lista é bem variada e não tem regra nenhuma:

  • agendar dentista + preparar bruschetta com brie e geléia de morango
  • pegar o resultado do exame laboratorial + levar as crianças pra brincar
  • assistir um filme com marido + limpar os azulejos da cozinha
  • chamar a vizinha pra tomar café em casa + separar roupas para doação
  • fazer backup do meu celular + pensar na viagem das férias

Também respeito muito a minha disposição física e mental do dia. O blog Viver Sem Pressa é um grande exemplo disso. Vocês sabiam que há muitos e muitos posts escritos que já estão agendados até maio de 2020? Ou seja, tenho posts que serão publicados semanalmente sem eu fazer nada até maio de 2020. Me permito fazer isso, porque simplesmente tem meses (sim! MESES) que eu não tenho inspiração, ou disposição ou simplesmente tempo para escrever. Então quando estou inspirada, escrevo 10, 20 posts de uma única vez. É isso que permite que o blog tenha posts novos toda semana, sem falta. Não importa se estou com indisposição, se estou sem tempo, se estou viajando, pois o post já está pronto.

Já nos momentos de ócio ou alguma atividade operacional, eu aproveito para fazer duas coisas ao mesmo tempo. Por exemplo, aproveito para ler um bom livro, ler notícias e blogs que gosto no caminho de ida e volta ao trabalho (no metrô). Também ouço (ao invés de assistir) vídeos do YouTube sobre temas de meu interesse enquanto estou cozinhando e lavando louça. E assim, eu consigo fazer com que o meu dia renda um pouco mais.

Dito tudo isso, há uma palavra de peso: consistência. Só faça! Faça o que for possível. Se só é possível arrumar a gaveta no meio do caos da casa inteira, tudo bem. Se na correria toda, você conseguiu preparar uma macarronada simples para a sua família, tudo bem. Se não conseguiu dizer eu te amo para o seu marido, porque simplesmente esqueceu, tudo bem, amanhã você tenta não esquecer. A consistência, a médio-longo prazo, torna-se um hábito, e aí que a magia começa.

Para desacelerar, mantenha sua rotina simples, defina prioridades e busque consistência. Não crie tantas expectativas e permita-se falhar.

~ Yuka ~

Anúncios

71 comentários em “Se você quer ter mais tempo, não faça mais rápido. Faça mais devagar.

  1. Excelente Yuka! Estamos ficando completamente malucos e superficiais com essa bobagem de que temos que ser multitarefas. Bora aproveitar o lindo domingo ! Bj.

    Curtir

    • Oi Lu, tem situações em que é interessante sermos multitarefas, mas temos que compreender que não serve para todas as tarefas. Ouvir música enquanto limpa a casa é uma coisa, já conversar com alguém por telefone enquanto navega na internet, pra mim não dá rs. Um excelente domingo pra você também. Beijos.

      Curtir

  2. Que aconchego na alma esse post,Yuka.
    Me vi em cada coisinha escrita.
    Desde que li o livro Mindfukness-Atenção Plena, comecei a fazer tudo devagar e percebi que minha ansiedade foi embora.
    Viver sem pressa se tornou um objetivo diário para mim.
    Obrigada pela partilha!💛

    Curtir

  3. Yuka, impressionante como eu me identifico com você! Essa organização do tempo é algo que as pessoas têm muita dificuldade de ter, mas pra mim é tão fácil. A minha impressão é que falta muito foco e disciplina na maioria das pessoas e por isso acabam se atropelando na execução de suas atividades. Algo que eu considero um grande atributo meu (essa disciplina e foco), já ouvi pessoas me criticando muito.

    Assino em baixo em tudo que vc sugere no post. Eu acho que sou uma cópia sua, hahaha. Exceto que vc está mais próxima do momento FIRE e eu não tenho família constituída.

    Aliás, estou conhecendo uma pessoa com quem me identifiquei muito, mas ele já sinalizou que não aprecia essa minha disciplina “exacerbada”. Logo, está cada vez mais difícil achar um par para poder compartilhar desses momentos.

    Beijos.

    Curtir

    • Oi EP, também percebo que a maioria das pessoas têm bastante dificuldade em organizar o tempo, talvez, de fazer escolhas. Uma das minhas maiores preocupações em relação às minhas filhas, é que elas aprendam a fazer escolhas, porque a vida inteira precisamos escolher entre o que fazer e o que iremos renunciar. Sobre você encontrar um parceiro legal, se concentre nas coisas grandes, do tipo posicionamento político, questões religiosas, etc e as coisas pequenas tendem a se encaixar. Eu e meu marido somos muito parecidos nas coisas grandes, mas totalmente diferentes nas coisas pequenas (como música, tipo de filme, livros, etc). É isso que tem nos deixado unido, meu marido não pensava sobre minimalismo, nem sobre FIRE, mas como nas coisas grandes somos parecidos, ele acabou comprando a ideia. Então mesmo essa pessoa que você está conhecendo não seja tão disciplinado como você, pode dar certo. Talvez valha a pena investir. Um beijo.

      Curtido por 1 pessoa

  4. Aprendo muito com você Yuka!
    Tenho pensado muito isso, não entrar nessa loucura de ser mega produtiva. Planejar, executar e viver melhor sem fazer mil coisas ao mesmo tempo.
    Um ótimo domingo pra você e sua família.
    Grande beijo

    Curtir

    • Oi Isis, tudo bem? Eu acabei apagando um parágrafo desse post, mas desde a semana passada, tenho limpado 10 azulejos da minha cozinha por dia rsrs. Só 10. Vou fazendo um pouco por dia, mas de forma consistente. Uma hora eu termino, talvez daqui a algumas semanas, e está tudo bem. Se eu decidisse limpar em um único dia, eu iria ficar muito cansada, talvez irritada com as minhas filhas. Então vou fazendo devagar e sempre. Não precisamos ser produtivos, só precisamos escolher o que será importante para nós no dia de hoje. Hoje por exemplo, depois que o sol abaixar um pouco, nós vamos dar uma volta a pé pelo bairro, talvez tomar um picolé na rua. E só. Sem cobrança, sem aquela euforia de “preciso fazer algo bacana porque é domingo”. Um beijo e um ótimo domingo pra você também.

      Curtir

  5. Essa palavrinha desacelerar fez parte de minha vida faz mais ou menos 2 anos… e confesso que esta sendo muito bom curtir a família, minha filhinha e resolvi me importar menos com o que os outros pensam sobre mim.
    Já escrevi em outros posts mas reforco, adoro seu jeito de pensar e viver, fico muito feliz em saber que não estou sozinha e nem errada em pensar dessa forma.
    Um grande abraço!

    Curtir

    • Oi Juliana, as pessoas sempre vão nos julgar (principalmente aquelas que não fazem nada para mudar). Vão julgar se não fizermos nada, vão julgar se fizermos muito. E julgam porque não nos conhecem, não se importam verdadeiramente com a gente. O melhor que podemos fazer é ignorar e ir em busca da nossa felicidade, curtir o nosso tempo, escolher as nossas prioridades. Você não está sozinha, da mesma forma que eu não estou também, só somos a minoria, infelizmente. Um grande beijo pra você.

      Curtir

  6. Muito bom o texto Yuka.
    Por uma imposição nos dias atuais devemos ser multifuncionais e isso cobra um preço, mas cedo ou mais tarde.Eu confesso que estou começando a desacelerar, mas estou longe ainda kkkkk
    Mais uma vez parabéns pelo site, já está na lista de favoritos e passou a ser a leitura de domingo 😉
    Um dúvida que não achei nos posts anteriores. Do meu salário é descontado o FGTS, que mesmo não sendo aplicado da melhor forma, é um dinheiro nosso. A dúvida é: ele deve entrar como investimento, mesmo não tendo a melhor rentabilidade?
    Vejo em alguns blogs as pessoas falando que devemos partir do salário líquido, mas o salário líquido já vem descontado desse valor.
    Esse valor deve fazer parte do investimento FIRE?
    Abs e bom domingo

    Curtir

    • Oi Eder, tudo bem? Olha, mais do que eu era você não deve ser acelerado kkk. Tricotando enquanto andava de bicicleta ergométrica. Hoje pensando, é muito doido. Sobre o FGTS, depende de cada investidor. Eu gosto de somar nos meus investimentos, porque é não deixa de ser dinheiro. E também porque é uma forma de eu controlar o saldo. Beijos.

      Curtir

  7. Simplesmente amei o de hoje e é realmente o que ando buscando desacelerar um pouco rs
    É preciso para não ficarmos doentes…eu tento busca o ponto de equilíbrio, seja na alimentação ou no dia a dia da vida.
    Obrigada por mais esse post …ótima semana bjs enorme!

    PS: também gosto da letra da música publicada acima!

    Curtir

    • E desacelerar significa andar na contramão do mundo. As pessoas estão ansiosas, hiperativas, com FOMO, depressão, tomando remédios para desacelerar, e mesmo assim continuam acelerando, continuam acompanhando redes sociais, continuam postando fotos, notícias, continuam se cobrando, se comparando. Não sei onde isso tudo vai parar… Desacelerar e fazer menos coisas, é o primeiro passo para ter amor-próprio e cuidar da nossa vida com mais zelo. Um grande beijo.

      Curtir

      • Yuka, é bem isso que você falou. Percebi que agora meu corpo está lutando contra mim. Desenvolvi uma doença autoimune, que está me obrigando a desacelerar. Essa semana me inscrevi no Pilates. Fui somente a duas aulas e está sendo fantástico (embora eu continue odiando atividades físicas com todas as minhas forças, 😂😂😂). Enfim, é uma hora que estou completamente focada, sem distrações como o celular. Apenas focando em fazer os exercícios.

        Curtir

        • Oi Carol, e há alguns anos tenho percebido que muitas das doenças que acabamos tendo, é justamente o corpo pedindo socorro. Em 2004, quando eu trabalhava 14 horas por dia, eu tive nevralgia, uma inflamação nos nervos que me fazia chorar de dor enquanto tomava banho. A água do chuveiro me machucava. Eu decidi parar de me fazer sofrer, e dei uma revisada nas prioridades (o trabalho já não parecia ser mais tão importante quanto a minha saúde física e mental). Muitas pessoas não param, e resolvem tomar remédio para camuflar os sintomas da consequência, ao invés de tratar a causa do problema. Pilates é um carinho que você está fazendo para você mesma, um cuidado, amor-próprio, um horário que você dedica para a sua saúde. As doenças chegam para nos avisar, eu sei que eu tenho dor de cabeça quando durmo pouco, que eu tenho fraqueza quando me alimento mal, que os sintomas prévios da nevralgia vem quando estou estressada…. o que temos que fazer é parar um pouco para ouvir o que o nosso corpo está querendo nos dizer. Um beijo.

          Curtir

  8. Reconsidere sim, EP. Está tão difícil encontrar pessoas que a gente tenha conexão… como você já encontrou, vale a pena conhece-lo melhor. Lembro que meu marido era o maior ranzinza. Hoje ele não é mais. Ele também era extremamente metódico. Hoje ele já não é mais rs. Mas ele continua carinhoso, esforçado, dedicado, ético e humilde. Beijos.

    Curtir

  9. Mais um excelente post. Estou aqui tentando escrever este comentário e meu filho me puxando para ir bincar com ele. Se tivesse 180 horas num dia utilizaria tudo e não sobraria. Preciso muito praticar o que vc escreveu ai. Quero ler todos os blogs e comentar em toda Firesfera mas é humanamente impossível. Preciso priorizar e esta parte é o que tenho mais dificuldade no momento. Abcs

    Curtir

    • Oi AA40, verdade, você é superativo em praticamente todos os blogs que conheço rsrs. Acho muito legal e principalmente, muito gentil e generoso da sua parte, porque você sabe que são os comentários de incentivo que acabam sendo o combustível para muitos blogueiros que estão no início, a continuarem postando. Mas é importante sim, pensar também nas suas prioridades. Um grande beijo.

      Curtir

  10. Li seu post hoje pela manhã. E agora estava lendo o livro ” a única coisa” e tive que vir aqui para compartilhar a parte que li do livro que tem tudo a ver com seu texto.
    “Por fim, comecei a fazer menos. Sim, menos. Intencionalmente, um menos proposital . Fiquei mais solto do que nunca, descontraído, respirando. Desafiei os axiomas do sucesso, e adivinhem só? Tornei-me mais bem-sucedido do que jamais sonhara ser possível, sentindo-me melhor do que jamais havia me sentido na vida.”
    Abraços.

    Curtir

    • Oi Flavia, esse parágrafo faz todo sentido e conecta com o post de hoje. Fazer menos parece que a vida se torna “mais”. A gente passa a prestar atenção nas coisas que antes passava despercebida. Por exemplo, de nada adianta ler 4 livros por semana, se no final, não conseguiu absorver nenhum conteúdo. Melhor ler 1 por mês, prestar atenção no parágrafo, ler com cuidado e ter absorvido os ensinamentos e a experiência do autor. O que você fez com esse comentário é um exemplo disso, você leu o meu post, absorveu. Depois leu o livro, conectou com o meu post, veio aqui digitar o parágrafo. Tenho certeza que você absorveu o conteúdo. O que para muitas pessoas passariam despercebido, para você fez total sentido. Beijos.

      Curtir

    • Oi Viagem Lenta, não conhecia o poema, joguei no Google, e adivinha, entrou no seu blog 😀
      Poema lindo, que remete inclusive a um pequeno remorso das coisas que faço de forma apressada. Outro dia uma colega me falou que o melhor amigo do filho dela (que tinha 13 anos) foi dormir à noite, e não acordou nunca mais. Vivo de uma forma intensa pra justamente não me arrepender, de não deixar de viver, de não esquecer que a vida é finita, e que um dia, todo o barulho e a bagunça que minhas filhas fazem em casa, um dia elas vão partir para formar uma nova família. Obrigada por me apresentar o poema. Beijos.

      Curtido por 1 pessoa

  11. Oi Yuka, esse texto me fez pensar o quanto preciso melhorar. Tem semanas que estou organizada, já outras que vou levando. Quero sugerir um post, se é do teu interesse, falar sobre eletroportateis, quais mais usa e se já comprou algo que virou trambolho. Beijos 😘

    Curtir

    • Oi Rosana, eu uso tão poucos eletroportáteis… os de uso diário são basicamente batedeira, mixer e máquina de arroz (como toda boa oriental kkkk). Tenho também a iogurteira e o desidratador de alimentos que uso algumas vezes por mês. E só. Sabe que às vezes sinto falta de um liquidificador, mas o mixer acaba fazendo o seu papel e aí fico enrolando pra comprar, pensando se não seria mais uma coisa que ficaria ocupando espaço em casa. Beijos.

      Curtir

  12. Yuka,
    Tem aproximadamente 2 anos que acompanho seu blog semanalmente, que delícia de leitura. Parabéns pelo seu trabalho, agradeço pelo seu conhecimento e pelo aconchego que é esse lugar, muito obrigado!

    Beijos

    Curtir

    • Oi Najara, muito obrigada por acompanhar o blog, e pelo comentário carinhoso. Espero continuar escrevendo por muitos e muitos anos ainda. Um beijo pra você.

      Curtir

  13. Yuka,

    Seu post ficou perfeito, tem tudo a ver com o que penso.

    ” Acredite, o mundo desacelera quando nós desaceleramos primeiro.”
    Exatamente, pois dessa forma aprendemos a priorizar o que realmente vale a pena para nós.

    Fiquei surpresa com o que disse no início: 4 atividades ao mesmo tempo! O estresse acaba alimentando esse círculo vicioso.

    Boa semana!

    Curtir

    • Oi Rosana, nem eu consigo acreditar que já cheguei um dia nesse nível de ansiedade. Meu ex-marido dava risada das minhas multi-tarefas rsrs. Foi um período difícil, de muito trabalho estressante que eu não soube impor limites, que culminou inclusive no fim do meu casamento. A parte boa é que depois disso tudo, eu aprendi a colocar as coisas importantes em primeiro lugar e espero nunca mais inverter as prioridades novamente. Um beijo pra você.

      Curtir

  14. Ótima reflexão!!! Tenho desacelerado também há um tempo, e lembro que achei e acompanho o seu blog desde 2016 com o post da horta minimalista rsrsrs. De lá pra cá mudei muita coisa e agora imagine só, até vou começar a investir o dinheiro que estou poupando!! Só que ainda tenho que aprender sobre investimentos, se puder, compartilhe mais sobre essa sua jornada, as inseguranças por exemplo “e se o dinheiro sumir do banco” , “banco digital é seguro, e se for rackeado” rsrsrsrs, desculpe a bobagem, mas isso passa pela minha cabeça kkkk. Beijos e ótima semana!!!!!

    Curtir

    • Oi Débora, nossa, horta minimalista? Faz tempo heim. Eu morava ainda num apartamento que tinha um quintal, já me mudei 2 vezes rsrs. Jura que vai começar a investir o dinheiro? Ohhh que orgulho! Não se preocupe que o dinheiro não vai sumir, abra conta em corretoras de valores sérias como a XP, Easynvest, Rico, Modal. O dinheiro some mesmo é quando a gente não investe, ou quando a gente deixa os nossos investimentos nos bancos tradicionais. Se no início estiver bem insegura, coloque aos poucos, e conforme a confiança for aumentando, vá transferindo o restante do seu dinheiro. Investir é tudo de bom, e o melhor, não é difícil, como muitas pessoas insistem em falar. Um beijo e uma ótima semana pra você também.

      Curtir

  15. Oi, Yuka! Adorei o posto. Porém fiquei curiosa com a história do azulejos. Poderia falar um pouco mais sobre como faz a faxina. Bjs

    Curtir

    • Então, já faz um tempo que eu não limpava os azulejos da minha cozinha, e foi aí que eu decidi que limparia 10 azulejos por dia, para não me cansar. Todo dia eu limpo um pouquinho, e quando chego no décimo azulejo, guardo os paninhos e as esponjas para poder ficar com as minhas filhas. Eu descobri um produto muito bom para limpar a cozinha, que eu não conhecia. É o removedor mineral. Vi neste vídeo aqui, e fui comprar. E não é que funciona mesmo? A limpeza ficou muito mais fácil e rápida. Beijos. https://www.youtube.com/watch?v=uH4ctolfoEw&t=85s

      Curtir

  16. É impressionante o quanto você me inspira. Juro!
    Não consigo nem descrever rsrs. Passei dias e dias lendo seus posts até zerar.
    Depois reli os que mais gostei e agora espero ansiosa por todos os domingos.
    Sou muito feliz de poder ler o conteúdo relevante que compartilha. Espero ser leve assim… Estou tentando rsrs e construir uma família com valores reais. Sem ostentação e rumo à independência financeira.

    Obrigada pelo post, trouxe muitas dicas que irei aplicar!

    Curtir

    • Oi Melissa, obá, fico feliz que gosta dos conteúdos que posto semanalmente. Vou ver se em breve faço mais posts dessa forma, de tentar explicar com exemplos, como faço para ter os meus dias mais leves (como o exemplo do cookie, que aliás, fiz ontem… uma delícia!). Adorei saber que maratonou e leu todos os posts que escrevi rsrs. Um grande beijo pra você.

      Curtir

    • Oi Sniper, eu acho que até hoje eu sou naturalmente acelerada. Gosto de fazer muitas coisas ao mesmo tempo. No meu caso específico, quando fico acelerada demais, me torno uma pessoa sem paciência (com os outros) e estressada. Daí a busca por viver sem pressa, fazer as coisas devagar para tentar encontrar um equilíbrio. Às vezes, o seu estado acelerado, não te deixa estressado (como me deixava), aí não vejo problema em você continuar sendo multi-tarefado. Um beijo.

      Curtir

  17. Oi, Yuka. Que post maravilhoso! É muito para mim. Também sou super acelerada, acho que sou um pouco escrava do tempo, sabe. Se eu perco uns minutinhos a mais do que o necessário com determinada tarefa, já acho que aquilo vai atrapalhar muito o meu dia. Estou em um esforço diário para tentar mudar. Acho que o segredo é priorizar mesmo. Não dá pra gente abraçar o mundo. Temos que escolher a todo momento o que é mais importante. Adorei a dica de escolher umas 2 coisas importantes para fazer por dia. Nesse caso, você tem uma lista de coisas que precisa fazer para olhar quando sobra um tempinho ou vai fazendo o que se lembra de cabeça mesmo? Eu acho que se eu não anotar, na hora que sobrar um tempinho posso acabar esquecendo o que tinha de mais importante para fazer. Bjos

    Curtir

    • Oi Marcella, sobre a lista de prioridades, eu uso as duas formas que você falou. Tenho uma lista com as coisas que preciso fazer/comprar e tem as coisas que surgem de emergência. Geralmente tento conciliar, e coloco na minha agenda no dia de amanhã. Assim, já sei o que devo fazer ao longo do dia. E quanto estou disposta, aí olho a minha lista das coisas a fazer e vejo se consigo adiantar alguma coisa. Um beijo.

      Curtir

  18. Yuka, seu post fez muito por mim essa semana, sabia? Comecei pelo domingo mesmo a desacelerar e fazer uma coisa por vez e acredite, estou com a sensação que fiz muitas coisas e ainda estamos na quinta! Por exemplo, na segunda-feira tive médico depois do trabalho e quando cheguei em casa cozinhei pra semana toda, na terça fiz supermercado e também as minhas unhas depois de ter organizado tudo. Parece pequeno, mas pra mim tem feito uma grande diferença. São pequenas coisas que somadas são muitas. Adorei a sua dica. Fico sempre muito grata por tudo que você compartilha aqui com a gente. Obrigada sempre!

    Curtir

    • Oi Cínthia, que maravilha saber que você já está aplicando o que eu escrevi no blog. Dá muito certo, não é? Parece que é pouca coisa, mas ao longo da semana, do mês e do ano, você vai se surpreender como sua vida andou pra frente, e o melhor, você estava presente! É assim que as minhas metas do ano são concluídas com louvor. A sensação de que o tempo passa mais devagar, é porque você estava prestando atenção nas coisas que você estava fazendo. É isso que faz o tempo desacelerar. Tem dias que depois do meu almoço no trabalho, eu fico na minha sala e simplesmente fico olhando pra janela, as folhas das árvores de mexendo. São 5 minutos, mas parece que se são 20 rsrs. Beijos.

      Curtir

  19. Bom dia. Post maravilhoso..muito inspirador.
    Gostaria de saber se tem a receita dos teus cookies no blog,. não encontrei e fiquei com vontade de fazer..tenho certeza que são deliciosos!

    Curtir

    • Oi Karen, tudo bem? Verdade, né? Sempre falo dos meus cookies e nunca divulguei a receita aqui… Aguarde, vou ver se nesse mês faço 3 receitas de cookies que adoro, um de chocolate, outro de castanha do pará e um cookie amanteigado, todos deliciosos. Beijos.

      Curtir

  20. Amei a parte em que você fala sobre ter posts agendados por bastante tempo. Há alguns dias estava pensando sobre assunto, desejei que você sempre tivesse disposição para escrever, pois eu sempre tenho para ler teus textos, tanto que leio o mesmo várias vezes. Sou fã de carteirinha.
    Inclusive Yuka, acho que você poderia nos presentear em Dezembro com dois textos extras. Que tal? Um para o Natal e outro pelo encerramento do ano?
    Estou adorando os últimos textos, estão cada vez mais exemplificativos.

    Curtir

    • Obrigada pelo “fã de carteirinha” rsrs. Amei. Sim, posso pensar em adiantar alguns posts para o Natal. Sobre os posts agendados por bastante tempo, sabe qual é a minha única preocupação? Vai que eu morro amanhã, e os posts vão sendo postados semanalmente… vai ser estranho kkkk. Bom, pra isso que meu marido tem a senha do meu WordPress rsrsrs. Beijos.

      Curtir

  21. Você tem uma agenda ou escreve em um lista simples?
    Gostaria muito de saber mais sobre como você planeja seu mês. Eu tento planejar o meu no início no mês e escrever tudo em uma agenda, mas acho que fica bagunça porque anoto as refeições (marmitas), a limpeza, os estudos, questões do trabalho… Acho que fica difícil de visualizar o mês como um todo e muitas vezes faltam linhas.

    Curtir

    • Olá. Eu coloco as tarefas numa lista que está no meu celular, acho mais fácil visualizar ou inserir mais tarefas, quando estou no transporte público, quando estou na fila do supermercado. Não costumo planejar o mês, mas costumo planejar a semana, acho que fica melhor para visualizar e colocar em prática as urgências da semana em dia. Eu olho a lista de tarefas e vou distribuindo as tarefas da semana e coloco na agenda do meu celular. Eu separo por cores, azul é trabalho, vermelho são as minhas coisas, laranja são as coisas familiares, verde são coisas que envolvem dinheiro. Não coloco muito tarefas, porque me dá sensação de sufoco, prefiro distribuir aos poucos, assim, dá a sensação de que estou sempre com as tarefas em dia. Beijos.

      Curtir

  22. Yuka, que vontade de ser sua vizinha, só pra sentir o cheiro desses cookies assando! Kkkk
    Tem receita deles aqui no blog? Toda vez que você cita, minhas lombrigas sambam!!

    Achei que seu post tem tudo a ver com mindfulness. Já ouviu falar? A primeira vez que ouvi, foi no canal da Fê Neute. Ultimamente, tenho conseguido praticar o mindfulness e estar 100% presente assistindo a um filme, tomando café com amigos, etc… mas quando termino tal atividade, vem uma avassaladora sensação de FOMO (Fear of missing out)! Fico hooooooras nas redes sociais vendo tudo o que perdi nesse tempo que estava assistindo o filme, tomando café com os amigos… e as vezes me sinto bem inútil por ter feito apenas 1 atividade no dia. Gosto de ser produtiva, render o máximo possível… e me desdobro pra executar tudo com perfeição. Fico exausta. Sei que preciso desacelerar. Mas ainda estou tentando lidar com a sensação de estar perdendo algo ao fazer uma escolha. Quero encontrar contentamento na escolha que eu fizer, independente de ser melhor ou pior que as outras opções que eu tinha… que difícil né?

    Posts programados até maio de 2020? Meldelssssss! E eu pensava que eu era organizada! Kkkkkkkkk

    Li sua resposta no post anterior, e sim, minha neném tá enorme! Completou 3 meses! 6.500kg de puro charme! Se tem coisa mais gostosa que cheiro de filho, eu desconheço! Kkkkkkkk Pego no colo e fico cheirando um monte! Há quem diga que ela ficará mal acostumada, mas eu quero dar colo enquanto ela ainda quer e precisa do meu colo… logo as perninhas não vão parar mais quietas e ela vai abrir mão do meu colo para desbravar este mundo… Falando em prioridades, as únicas vezes que não sinto FOMO, é quando estou com ela. As vezes fico um tempão olhando ela dormir, ou brincando com ela na hora do banho… e não sinto como se estivesse perdendo algo. Pelo contrário, curto cada segundo! Será que esse é o sinal da escolha certa? Rs…

    E como sempre: você me inspira!

    Curtir

    • Ah Tiemi, também queria ser sua vizinha, a gente iria ficar conversando pra caramba. Ainda não tem receita do cookie, mas vou providenciar. Tenho 3 receitas que faço com frequência que é uma delícia, então vou ver se posto ainda nesse mês. Já ouvi falar sobre o mindfulness, mas ainda não li muitas coisas a respeito, só textos curtos, sei que tem livros sobre o assunto, está na minha lista para ler um dia, mas ainda não consegui. Sua filha está com 6,5kg? kkk, ela deve estar linda. Eu também cheirava muito a cabeça das minhas filhas, conforme elas vão crescendo, o cheiro vai mudando, mas continua gostoso rsrsrs. Fico fungando as meninas até hoje. Sobre você não sentir FOMO quando está com ela, acho que você está fazendo a escolha certa, ela vai ser o seu descanso da alma. Curta muito, beije muito, vai ser quando você vai se sentir mais completa. Um beijão.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: