Alcançando grandes mudanças com mini-hábitos

Amanhã já iniciamos o mês de abril. Inacreditável como o tempo passa rápido, não?

E quando penso nisso, a frase que vem na minha cabeça é: “Como estão indo as metas do ano?”

Dar entrada no mês de abril significa que 25% do ano de 2019 já se foi.

Será que já conseguimos alcançar 25% das nossas promessas que fizemos no início de ano?

As minhas metas estão indo bem, alguns mais, outros menos. Em outro post vou falar sobre esse assunto especificamente, mas uma das minhas metas deste ano era emagrecer, e até o momento, já emagreci 9 quilos. Falta 1 quilo para finalizar a meta.

Estou a passos curtos executando as tarefas, vendo e revendo os meus hábitos, ajustando os meus objetivos para que as metas  (sim, são mais de uma) se tornem alcançáveis.

E pensando nisso, gostaria de indicar um livro que eu li há alguns anos e que gostei bastante:

Mini-Hábitos: hábitos menores, maiores resultados, do Stephen Guise.

mini habitos

A ideia central do livro é bem interessante. Ele ilustra com o exemplo da prática de um exercício físico. Como o autor não conseguia praticar exercícios com regularidade, decidiu que iria fazer 1 flexão por dia. Fazer 1 flexão por dia era tão simples, e tão ridículo se não o fizesse, que ficava diariamente na posição para fazer a tal da flexão. Uma vez na posição, não tinha motivos para fazer apenas 1 flexão, e acabava fazendo mais uma vez, e mais uma, e mais uma. E assim, as coisas foram evoluindo dia após dia para ele.

Outro exemplo que ele dá é para as pessoas que não conseguem ler um livro. Seguindo o método do livro, pode-se criar o hábito de ler 1 página por dia. Se achar muito, poderia ser 1 parágrafo. Pode ser que você acabe lendo muito mais que 1 parágrafo por dia, mas a sensação de tarefa cumprida é indescritível.

Um dos motivos de eu ter facilidade para cumprir as metas, é justamente porque parcelo as minhas metas em tarefas minúsculas, tão pequenas que acabam tornando fáceis para serem executadas. E esse livro vai de encontro com o que eu tenho feito diariamente. Espero que gostem da leitura.

Até semana que vem.

~ Yuka ~

Anúncios

34 comentários em “Alcançando grandes mudanças com mini-hábitos

  1. Verdade, o ano voa!!! E também acho que é uma boa hora pra dar uma revisada nas metas.

    Nunca fui boa nisso kkkk, sempre chegava no meio do ano frustrada, mas esse ano me comprometi!

    Como o meu foco é profissional esse ano, precisei criar metas relacionadas à gestão de tempo e de dinheiro pra conseguir evoluir. Então tenho lido bastante sobre mudanças de hábito, mas esse livro eu não conhecia 🙂 Vou colocar na minha lista rsrsr! Bjs!!

    Tenho conseguido cumprir muitas coisas, vamo que vamo!!!! Bsssss

    Curtir

    • Oi Débora, tinha um período que eu bolava várias metas para o ano, e só no fim-de-ano eu lembrava das minhas promessas rsrs. Não sei desde quando esta situação mudou, talvez aos poucos, melhorando a cada ano, mas atualmente, eu tenho um lugar no meu celular que eu armazeno as informações sobre as minhas metas. E toda vez que eu tenho um tempinho, gosto de ficar lendo, admirando as minhas metas e as tarefas cumpridas kkk. Tem funcionado bem. Sobre o livro, faz tempo que li, mas na época gostei bastante. Espero que goste também. Beijo pra você.

      Curtir

      • Poís é, isso de “esquecer” as promessas acontecia comigo tb kkkk. No fundo, volta naquela mesma questão: falta de um motivo forte. Atualmente, percebi que pra mim funciona escrever, a quando bate a vibe de “será que eu tô no caminho” volto e vou lendo o que eu queria, o porque e qual está sendo a evolução! Isso aumentou muito o meu foco, porque como anoto todos os pequenos resultados, porque à vezes temos a sensação de que não estamos andando, e na verdade, já fizemos um montão de coisas! Bjssss!

        Curtido por 1 pessoa

  2. Muito interessante, Yuka. Estou tentando ler mais (divido os livros em blocos de 25 páginas por dia), desapegar das redes sociais (isso ainda é difícil, pois não tenho amigos e muitas vezes o tédio bate com força) e desenvolver outros hobbies (amo cozinhar e sei bordar). Gosto do seu blog porque mostra uma vida mais simples e objetiva. Aliás, sei que não era sua intenção, mas me influenciou digitalmente: Comprei aquela iogurteira, estou aguardando chegar pelo correio. Sugiro que faça mais esse tipo de postagem, de DIY, de coisas que realmente ajudam no dia a dia. Já cultivei Kefir, mas eu não gostei da experiência (tinha que trocar o leite todo santo dia, mesmo que eu não quisesse tomar iogurte). Acho que a máquina será mais fácil, só farei quando quiser mesmo (aliás, você poderia fazer uma postagem sobre seus gadgets de cozinha, seria interessante!).

    Curtir

    • Oi Carol, 25 páginas é bastante coisa. É legal fazer desta forma, quando perceber, terá lido de 2 a 3 livros por mês. Sério que você comprou a iogurteira? Humm, que delícia! Tenta fazer o iogurte grego, vai amar. Ah, vou te passar uma receita ótima, quando o iogurte grego ficar pronto, separa em um pote, e acrescente um pouquinho de sal, azeite de boa qualidade e temperinhos (eu gosto de chimi-churri, mas meu marido coloca orégano, manjericão etc). Vira um patê delicioso, eu nem estou comprando mais requeijão, agora só passo esse patê nos pães. Nham-nham-nham. Sobre os gadgets de cozinha, eu não tenho muitos, mas vou pensar em algo rs. Beijo pra você.

      Curtir

  3. Por exemplo, sei que não é novidade. Mas tenho uma Airfryer e amo, me divirto buscando novos jeitos de utiliza-la (existe um blog ótimo, o Fritadeira Sem Óleo, do Maurício Rodrigues). Às vezes invento uma receita diferente para a família. Acho engraçado que muitas vezes meu pai come sem saber o que é exatamente, mas gosta…

    Curtir

    • Verdade, a gente tem aquele preconceito de achar que só porque a comida não foi feita no óleo, não é tão saborosa. Tem uma receita que eu já fiz diversas vezes: berinjela à parmegiana assada no forno, desse moço aqui do YouTube (https://www.youtube.com/watch?v=mayzIKxbVL8)… Acredita que eu já fiz mais de 5 vezes, mas nunca consegui chegar na fase do molho de tomate? Sempre como tudo antes kkkkk. Uma delícia, mesmo sendo assada no forno. Na airfryer deve ficar uma delícia. Beijo.

      Curtir

      • Que delícia, amo berinjela! A primeira receita que pretendo fazer com a iogurteira é um iogurte de ameixa que mamãe fazia quando eu era criança (vou pedir que ela me ensine).

        Curtido por 1 pessoa

    • Verdade Marcelo. Sabia que meio que faço isso com os posts do blog? Eu escolho os títulos dos posts quando estou inspirada e coloco algumas ideias em tópicos, bem com cara de rascunho mesmo. E deixo quieto por meses. De vez em quando dou uma olhada na lista de rascunhos e vou escrevendo algumas linhas, acrescentando algumas ideias. Quando menos percebo, tem posts prontos rsrs. Bem várzea, né? Beijos.

      Curtir

  4. Yuka,

    Parabéns pelos resultados alcançados! Perder 10 quilos não é para qualquer um.

    Gostei da dica do livro, eu ainda não conhecia. Tentar grandes mudanças de uma vez geralmente leva a frustração, pois o cérebro vai sempre tende a continuar no mesmo caminho com o qual já estamos acostumados.

    Boa semana,

    Curtir

    • Oi Rosana, nem eu acreditei na minha disciplina rsrs. E olha que fim-de-semana faço comidinhas gostosas para a família. Hoje, por exemplo, assei um pão e fiz também um pão de chocolate. Todo mundo comeu lambendo os beiços… eu fiquei só no meu cafezinho com leite. Ultimamente tenho percebido que eu sinto prazer em ver as pessoas comendo com prazer. Que coisa de doida. Eu me satisfaço vendo o marido e as crianças comendo felizes, mesmo eu não podendo comer (temporariamente) essas coisas rsrs. Beijos. Boa semana pra você também.

      Curtir

  5. Oi, Yuka! Que post ótimo. Só lamentei a parte do “Até semana que vem”, pois apenas um texto por semana é muito pouco, mas entendo teu lado. Quando chega o sábado já fico me questionando sobre qual será o tema do próximo texto. Algumas vezes visito o blog durante a semana também na esperança de uma surpresa hahahahah. Também utilizo muito esses mini-hábitos, mas em relação a procrastinação. Ex: odeio pendurar roupas, então penso “vou pelo menos tirar as roupas da máquina, afinal já é um passo”, faço. Depois de fazer o previsto, analiso que como estou tão próxima do varal é já retirei da máquina posso pendurar logo e me livrar deste passo também.
    O mesmo ocorreu com o TCC da pós. Estava cansada, não queria escrever nem mais uma vírgula. Porém decidi escrever um parágrafo por dia. Resultado: escrevi o parágrafo e continuei, quando percebi o tcc estava quase pronto. Acredito que em quase tudo na vida o mais difícil é o começar. A ideia de um pequeno hábito ou uma pequena ação faz toda a diferença.
    Beijos e muito obrigada por nos presentear com teus textos todo o domingo.

    Curtir

    • Oi Kátia, ohhh, que bonitinho o seu comentário. Eu acabo não postando muito por 2 motivos: a primeira é a mais óbvia, que seria a falta de tempo. A segunda, é que eu já deixei de seguir blogs sobre minimalismo que publicavam tanto conteúdo que eu não conseguia acompanhar, e me dava ansiedade, ao invés de calmaria kkk. E eu lembro exatamente desse dia, que o conteúdo era bom (nem lembro mais qual era o nome do blog), mas a minha paz interior era mais importante e eu dei um unfollow. Uma vez por semana dá um gostinho de quero mais hehehe. Nossa, os relatos que você deu sobre seu TCC, sobre pendurar roupas, é exatamente a ideia central do livro. Muito legal! Beijos pra você.

      Curtir

      • Também estou diminuindo os blogs que leio. Mesmo os que falavam sobre minimalismo, acho que no final acabavam falando a mesma coisa (tirando um ou outro que segue uma filosofia diferente como o veganismo, por exemplo, mas particularmente não pretendo aderir – nesse ponto eu também paro de seguir a pessoa, se vejo que as ideias não agregam ao meu modo de vida).

        Curtido por 1 pessoa

    • Também estou com esse problema com o TCC da Kátia. Amo ler, mas escrever é que são elas, rsrs. Ontem fiz um declutter no quarto, tirei a bagunça (e aproveitei para separar os documentos para o IRPF). Quem sabe agora flui melhor…

      Curtir

      • Oi Carol, é, escrever sempre é mais complicado mesmo rsrs. Esse declutter que você fez no quarto é bem legal, quando a gente desafoga o que temos a nossa volta, as coisas começam a fluir melhor, passamos a ter “mais tempo” e “mais disposição” para o que realmente importa. Beijos.

        Curtir

  6. Parabéns por alcançar sua meta! Eu coloquei como meta 5 quilos e nâo consegui ainda. Você pode falar as mudanças que voc9 fez para me inspirar? Me deu um ânimo! Obrigada e boa semana.

    Curtir

  7. Muito bom Yuka, pensar grande não é o problema, mas colocar objetivos complexos sem levar em consideração o tempo que se tem. Meus exercícios são nesse nível que você cita, já coloquei metas maiores que foram cumpridas em uma semana, e só. Mas quando diminui meu objetivo, e me dei mais tempo para conseguir alcançá-lo, senti a gostosa sensação de dar um passo a frente nos meus objetivos.
    Abraço.

    Curtir

    • Oi Gabriel, um dia também queria praticar algum exercício físico, mas estou fazendo uma coisa de cada vez 😛 Se eu fizesse a dieta, mais o exercício físico, achei que seria muita coisa e ia desistir de tudo rapidinho, por isso resolvi focar primeiro na alimentação, e depois quando estivesse bem habituada com a alimentação, complementar com o exercício físico. Acho que vai dar certo desta vez. Entendo bem essa sensação que você tem, de que você cumpriu além do que tinha colocado como meta. Eu costumo fazer isso com os meus investimentos. Coloco um valor mínimo que eu tenho que poupar todos os meses, mas deixo uma folga boa, então todos os meses tenho a impressão de que estamos indo bem, pois sempre consigo aportar mais do que a meta estabelecida rsrs. Beijos.

      Curtido por 1 pessoa

  8. Bom dia! Adorei este post, porém ainda preciso melhorar nas minhas metas e objetivos, preciso planejar melhor tudo isso. Aqui encontro boas práticas para que eu chegue lá. Valeu!

    Curtir

  9. Oi Yuka, tudo bom?
    Muito obrigado pela indicação do livro, já deixarei na minha lista. Esse tema me fez lembrar muito do livro “essencialismo”… lá o autor tbm cita sobre esses pequenos hábitos, inclusive esse livro vc tbm já indicou e segue sendo um dos meus favoritos quanto o assunto é minimalismo e vida simples! Apliquei esse conceito pra meditar e estudar inglês, embora eu tenha dado uma parada por estar resolvendo perrengues de mudanças eu pretendo logo logo voltar a ativa.
    Tenha uma ótima semana!
    Sempre muito bom acompanhar o blog.

    Curtir

    • Oi Allan, o livro Essencialismo é bom mesmo. Acho que você vai gostar também do Mini-Hábitos. Meditar é uma coisa que estou querendo fazer, não consigo fazer ainda todos os dias, mas tenho tentado fazer uns 5 minutos na hora do meu almoço, mas percebo que a minha mente ainda é muito inquieta e é bem difícil me manter concentrada rs. Uma ótima semana pra você também. Beijos.

      Curtir

  10. Oiii Yu!!!
    Dei uma geral nos comentários kkk . A pessoa além de ler o seu post passa o olho nos comentários….olha o hábito…
    Esse livro dever ser bom mesmo….eu baixei aquele O Poder do hábito preciso ler…de Dez/ Jan eu li dois livros. O Milagre da Manhã e Menos é mais.
    Esse segundo ele fala o que eu já pregava aqui…mas temos que tomar cuidado e equilibrar. Estava ficando meio louquinha nas coisas sabe… porque não podemos ser radical nas coisas ainda precisamos comprar algumas coisas não dá pra passar na vida simplesmente sem usufruir algo que nos faz bem. Mas com sabedoria claro !
    Não sou consumista, até me acho meio mão fechada kkkkk.
    Mas o necessário não tem como né…e acho que tem muitos blogs que estão chegando em extremos com assuntos, tipo virou moda até e tem um lado consumista nessas coisas também. Você coloca as coisas de uma maneira equilibrada e simples de entender. Esses negócios meio burocráticos eu me perco um pouco preciso ler mais sobre kkkk.
    A gente gosta tanto do seu cantinho que fica na expectativa do post. Mas do jeito que você posta uma vez por semana ta ótimo porque o conteúdo é rico e podemos aproveitar o tempo do próximo pra poder refletir colocar os pensamentos em ordem.
    Super bjs ! Já sinto você como aquela amiga que dá conselhos pra gente refletir mais sobre a vida e nossa evolução aqui na Terra.
    Abração !
    Dri 😀

    Curtir

    • Oi Dri, tudo bem com você? Tem uma leitora que comentou em outro post que gosta de ler o post quando publicado, e depois volta alguns dias depois só pra ler os comentários, porque achava que os comentários eram um show à parte rsrsrs. Esse livro Menos é Mais é bem legal, facinho de ser lido. Você disse que se acha mão fechada… eu também sou. Gosto de dizer que eu gosto de gastar bem. Não gosto de gastar em coisas que não vejo sentido, gastar por gastar. Se for para comer fora, que seja com alguém que eu gosto (minhas amigas, meu marido, família etc). Se for para tomar um café, que seja numa cafeteria que eu sinta aconchego e prazer. Se for pra comprar algo pra mim, que seja algo que eu esteja precisando. E assim, vou fazendo boas escolhas. Acho que com você também deve ser assim. Beijão pra você.

      Curtir

  11. Não li o livro, mas sou adepta aos mini hábitos. Tenho um mínimo aceitável diário. Eu costumava ter grandes metase nunca alcançava… depois que dividi tudo em pequenos passos a vida começou a fluir mais leve e mais produtiva ao mesmo tempo.

    Curtir

    • Oi Priscila, é bem por aí mesmo, quando a gente tem metas grandes, e lemos apenas as metas grandes, não sabemos nem por onde começar. Desmembrar a meta grande em pequenas tarefas é o grande segredo para que sonhos sejam alcançados com mais facilidade. Beijo pra você.

      Curtir

  12. Oi Yuka, tudo bem? acompanho seu blog e gosto muito, parece ser uma pessoa totalmente focada, organizada, e isso tem me incentivado a ver as coisas de outra forma, adoro quando indica livros, bem bacana, obrigada por sempre compartilhar conosco, abraços.

    Curtir

    • Oi Fabia, obrigada por acompanhar o blog, apesar de ler bastante livros, ainda são poucos os que me impactam. Esse do mini-hábitos eu gostei bastante, e olha que já li bastante livros sobre assuntos similares rs. Vou ver se ao longo desse ano indico mais alguns livros… Beijos.

      Curtir

  13. Yuka, acho muito bacana essa ideia de começar os hábitos por tarefas ridículas. Fiz até um post no meu blog com um método inteiro baseado em metadas muito pequenas e ir melhorando de pouquinho em pouquinho. Muita gente boa fala que o caminho para criar hábito é este mesmo: começar pequeno. Só de estar no lugar certo, já é meio caminho andado. Se você for pegar o livro para ler uma página, vai acabar ficando para mais outra e mais outra. Quando se der conta, leu o capítulo todo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: