9 livros que mudaram a minha forma de pensar

Preciso ser sincera… não foram esses livros que mudaram a minha forma de pensar. Foram um “multi-combo de várias coisas”… os livros de auto-ajuda que sempre li (e que as pessoas torcem o nariz rs), os vídeos sobre motivação, o fato de eu sempre ter sido uma pessoa otimista, o meu marido que sempre acreditou no meu potencial, e nas centenas de livros sobre diversos assuntos que li.

Sim, eu sou dessas que lê livros no metrô, no ponto de ônibus, dentro do elevador, na fila do supermercado, no consultório médico, antes de dormir. E entre tantas linhas lidas, acabei absorvendo muita coisa boa, mesmo quando o livro não era tão bom.

Então essa lista de livros, não é uma lista estática, podem ter muitos outros livros e até mesmo textos de blogs que me transformaram, mas é uma tentativa de mostrar o que eu ando lendo:

1.) Essencialismo: a disciplinada busca por menos

2.) O poder do hábito

https://images.livrariasaraiva.com.br/imagemnet/imagem.aspx/?pro_id=4238667&qld=90&l=430&a=-1

3.) Quanto menos, melhor

4.) A história das coisas

5.) As cinco linguagens do amor

6.) Dinheiro e Vida

7.) Trabalhe 4 horas por semana

8.) Pai rico, pai pobre

9.) O milionário mora ao lado

~ Yuka ~

Anúncios

29 comentários em “9 livros que mudaram a minha forma de pensar

  1. Que legal, ontem mesmo estava lendo on-line Pai rico Pai pobre, é muito interessante mesmo. Obrigada pelas indicações, sou meio “transgressora”, gosto de ler livros desse tipo enquanto estudo e escrevo artigos kkk

    Curtir

    • Oi Cléo, o brasileiro tem um preconceito que não sei da onde vem, sobre livros de auto-ajuda. Fico imaginando o motivo? Os livros que mais me mudaram para melhor, foram justamente os de auto-ajuda kkk.

      Curtir

  2. Se eu tivesse que fazer uma lista do que li e mudou a minha vida seu blog estaria nela, adimiro seu estilo de vida e aprendo bastante nesse espaço maravilhoso que vc criou. Gostaria de sugerir uma pauta: como se organizar para passear com as crianças (de forma minimalista). Tenho um filho de 10 meses e me sinto carregando o mundo nas costas quando saímos com ele, vejo você escrever que saem para passear com as meninas e sem precisar de um carro (eu ainda não consegui fazer isso pq o carro me ajuda a carregar tudo o que supostamente vou precisar), então por favor se você não for a mulher maravilha nos conte o segredo, rsrs.
    Brincadeiras a parte, para mim és uma mulher maravilhosa. Um grande abraço!
    P.s.: se já existir esse POST me ajude a encontrar pois leio pelo celular e não achei.

    Curtir

  3. Ótimas dicas, também não entendo esse preconceito com livros de auto ajuda. Acredito que todo livro pode acrescentar coisas boas na nossa vida. Alguns títulos eu conhecia, outros não e já foram para minha lista de desejos kkkkk

    Curtir

    • Oi Josi, com certeza, todo livro independentemente da área, tem algo a nos ensinar. Talvez as pessoas não gostam de ler e aí acham mais fácil torcer o nariz rsrs.

      Curtir

  4. Oi Yuka… vejo em você, através de sua excelente escrita, uma pessoa com tanta serenidade e lucidez! Saiba que te admiro muito e que seu blog se tornou minha fonte de leitura predileta… aqui eu acalmo meu coração! Obrigada por isso!!!
    Gostaria de pedir um post sobre guarda-roupa minimalista para 2 crianças (também sou mãe de duas pequenas mocinhas)… Como elas tem a diferença de apenas 1 ano, acredito que posso melhorar muito nossa(minha e delas) relação com as roupinhas!
    Beijos de amor e luz em vc querida!

    Curtir

    • Oi Caroline, puxa muito obrigada por gostar tanto do blog. Sobre o guarda-roupa minimalista para crianças, vou ver se escrevo algo. Tenho uns truques, mas como a distância entre suas filhas é muito pequena, vai chegar um momento que terá que comprar roupas de tamanhos iguais para elas rsrs. Como crescem rápido, né? Beijos.

      Curtir

  5. Oi, Yuka. Dessa lista já li “Trabalhe quatro horas por semana” e “Pai rico, pai pobre”. Gostei muito, especialmente do segundo. Um livro que me tornou muito mais minimalista foi o “Na natureza selvagem”. O personagem (com seus exageros à parte) me inspirou a ver que precisamos de muito pouco para encontrar a paz e desfrutar a vida. Esse livro me tocou muito. beijos!

    Curtir

    • Oi Tatiana, eu não li o livro, mas assisti o filme “Na natureza selvagem”. E é bem isso que você falou, apesar de ser difícil acreditar, nós precisamos de muito pouco. Por isso há uma frase budista em que fala que não é mais rico aquele que mais tem, e sim, aquele que menos necessita. Beijos.

      Curtir

  6. Eu tenho a sensação que nunca vou conseguir ler tudo que quero ler, nessa vida. Já li 4 desses e também posso afirmar que mudaram a minha perspectiva pra melhor, já coloquei os demais na minha lista! Obrigada Yuka! 🙂

    Curtir

    • Ah Cínthia, eu já nem tenho mais essa sensação, eu tenho certeza que nunca vou conseguir esgotar a minha lista de livros que quero ler rsrs. A cada dia ele aumenta!!! E olha que são livros que quero muito ler. Beijos.

      Curtir

  7. Olá, Yuka!
    Te conheci há pouco tempo, mas já posso afirmar que o seu blog é o meu preferido!!! Depois que encontrei posts sobre minimalismo aqui, devorei-o inteiro em 2 dias!!! Eu, que nem desejo ter filhos, fico encantada com a maneira com quem cuida de suas crianças. Uma pena você não ter Instagram ou outra rede social, gostaria muito de te conhecer (por fora!).
    Sou uma pessoa melhor depois que te conheci, e olha que faz menos de 1 semana hehe. Você me inspira demais, e desperta em mim o que tenho de melhor. Obrigada por tudo, um beijo!
    Com carinho, Júlia.

    Curtir

    • Oi Júlia, nossa, conseguiu ler tudo do blog? Tem muita coisa escrita, né? Nem eu acredito que escrevi tanta coisa kkk. É, acabo não tendo rede social, nem Instagram porque invariavelmente acabaria consumindo muito do meu tempo. O blog já consome algumas horas da minha semana, então por enquanto é só por aqui mesmo rsrs. Toda semana tem post novo tá? Beijos pra você!!!

      Curtir

  8. Yuka, você já o livro “Goodbay, Things”? To lendo e AMANDO as reflexões. No google é fácil achar ele em pdf em inglês. Em português (o título continuou sendo “adeus, coisas”) só tem em Portugal msm. Quem me indicou foi a CrIstiane do perfil @meuminimo.

    E to esperando chegar (comprei usado) esse livro do Leo Babauta.

    Bjo

    Curtir

    • Oi Leila, não conhecia esse livro. Pelo que pesquisei, tem uma escrita bem semelhante ao livro do Leo Babauta: simples, poucas páginas, direto ao assunto. Aliás, no Japão há diversos livros sobre minimalismo que são fantásticos, pena que não traduzem para o português… Beijos e obrigada pela dica!

      Curtir

  9. Yuka, muito obrigada por compartilhar sua lista! Vários desses livros estão na minha lista de próximas leituras. É a primeira pessoa que vejo citar Essencialismo. Já estava interessada em ler, agora é certeza!

    Curtir

    • Oi Akemi, a maioria dos livros que leio entram na categoria Auto-ajuda, que as pessoas tanto torcem o nariz. Se soubessem o quanto esses livros ajudam…. rsrs beijos.

      Curtir

  10. Eu tinha bastante preconceito com livros de autoajuda. Depois que comecei a ler, não parei mais! As pessoas ao meu redor disseram que estou diferente, mais positiva rsrs Beijos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: