Viver com menos papel

menos papel.jpg

Há alguns anos eu tenho tentado manter uma rotina de viver com menos papel.

Essa iniciativa facilitou muito a minha vida, pois desde então, consigo acessar todas as informações de qualquer lugar e em qualquer dispositivo (além de otimizar bastante espaço em casa).

A seguir, compartilho com vocês o que eu tenho feito:

1.) Livros: praticamente todos os meus livros físicos foram doados. Verifiquei se os livros já possuíam versão online e mantive somente aqueles (em papel) que com certeza leria novamente. Ou seja, permaneceram somente poucos e bons livros em papel.

Substituto: Kindle

kindle.png

2.) Bloco de anotação, caderno, caneta, listas: eu anoto tudo no celular. Desde lista de supermercado, lista de compras, lista dos médicos da família, dos remédios que tenho em casa, lista das nossas conquistas, das tarefas da semana, etc.

Substituto: Celular

Celular.png

3.) Comprovantes de pagamento, notas fiscais, manuais, caderno de receitas, documentos: eu comecei a utilizar o Evernote desde o ano passado e de verdade? Foi a melhor coisa que eu poderia ter feito. Eu armazeno TUDO no Evernote: cópias do meu RG, CPF, passaporte, carteira de trabalho, comprovantes de pagamento, notas fiscais, manuais, receitas culinárias, carteira de vacinação da família, etc. Com certa frequência, preciso recuperar algum documento e para isso eu só preciso acessar a internet (pode ser pelo celular, notebook, tablet etc) e baixar o documento. Mantenho somente o último boleto das contas de luz, gás em papel, mas é mais para comprovar minha residência, em caso de necessidade.

Substituto: Evernote

Evernote.png

4.) Fotos: Antes eu armazenava as fotos no meu notebook e fazia backup em um HD externo. Hoje guardo todas as fotos na nuvem, utilizando o serviço gratuito do Google Foto.

Substituto: Google Fotos

Google Foto.png

5.) Quando estou em algum lugar externo e preciso anotar algo, eu geralmente tiro foto. Um cartão de visita? Foto nele. Um slide interessante de uma apresentação? Foto nele. Número de telefone de uma loja? Foto nele. Um mapa de como chegar até determinado lugar? Foto nele também

Substituto: a câmera do celular

Com essas práticas, os papéis que ficavam armazenados em pastas e mais pastas, se tornaram virtuais.

~ Yuka ~

Anúncios

23 comentários em “Viver com menos papel

  1. Muito interessante essa iniciativa de menos papel . Gostaria de fazer mas é complicado fazendo faculdade ,onde a cultura do papel e apostilas impera

    Curtir

    • É verdade, na faculdade ainda se usa muito papel, já que tem muita leitura. Talvez depois de se formar, ao invés de guardar as apostilas, dê para digitalizar e armazenar digitalmente. Beijos.

      Curtir

  2. Excelente! Também sou adepta ao kindle e gosto muito de suas facilidades, por exemplo, a tranquilidade em ler um livro sem cansar os olhos e depois, pelo aplicativo no celular, posso continuar a leitura em qualquer lugar! Gosto também de fazer mapas mentais no tablet e recomendo os aplicativos noteshelf para ios e o S-note para android, evitando a utilização de papéis. Sou apaixonada pelo séculos passados, mas amo essas tecnologias de hoje em dia!

    Curtir

    • Oi Fernanda, vou dar uma olhada nesse aplicativo que você indicou, não conhecia. Eu acabei de enviar a declaração do meu imposto de renda deste ano, e olha que beleza, zero papel! Fiz a declaração e salvei o recibo no Evernote, junto com os informes de rendimentos. 🙂

      Curtir

  3. oii Yuka….temos mesmo q aproveitar, estou tentando trabalhar com essa super ajuda que a tecnologia dá, mas sabe aquela vontade de escrever???????????qdo vejo, tenho varios papeizinhos escritos de coisas para lembrar, comprar, etc. hahahahahah bjosss

    Curtir

    • É entendo bem, eu era assim também rs. Adorava também papéis e canetas coloridas. Com o tempo fui migrando para o digital, consigo achar mais fácil as informações. Beijos.

      Curtir

  4. Yuka, td bem ? Tenho acompanhado seus posts e tem me ajudado muito nessa tarefa de simpificar a vida :). O Evernote você utiliza a versão gratuita ? Salva os documentos como notas ? Bjs !

    Curtir

    • Oi Viviane, com certeza é a versão gratuita rs. Na verdade, eu fiz o seguinte, no início da digitalização, como eu tinha vários papéis para digitalizar, eu paguei o Premium, acho que era uns R$7,00 por mês… paguei por 2 meses até que consegui digitalizar tudo. E depois cancelei o plano para ficar com o gratuito. Agora como é só para manter as contas do mês em dia (comprovantes de pagamentos das contas do mês e algumas receitas culinárias que gostei), a conta gratuita é o suficiente para mim. Beijos.

      Curtir

      • Boa tarde Yuka. Obrigada por responder 🙂
        Eu comecei a usar o Evernote e estava meio desanimada, achei ele meio confuso. Mas vou insistir para ver se pego o jeito. Bjs !

        Curtir

        • Não sei se facilita, mas eu fiz assim: 1.) criei Cadernos com temas grandes como Comprovantes, Investimentos, Receitas Aprovadas, Receitas para Testar, Documentos, Saúde, etc. 2.) crio notas e vou salvando dentro dos Cadernos. Por exemplo, escaneio o comprovante de pagamento de luz. Nomeio como “2018 03 Luz” e acrescento tags como “Luz”, “2018” “M03” (para sinalizar o mês de março). Se é um exame de sangue por exemplo, escaneio, nomeio como “2018 03 exame de sangue”, salvo no Caderno Saúde, coloco tags como “2018” “M03” “Exame de sangue” “@Yuka”, por ser meu exame. Gosto de colocar o @na frente do nome nos tags porque acho que facilita na hora de fazer a busca, da mesma forma que uso M01, M02, M03 para tags de meses. Quando encontro uma receita culinária legal, salvo na pasta Receitas para Testar. Se eu gosto da receita, salvo na pasta Receitas Aprovadas, acrescento tags dos principais ingredientes como “frango”, “berinjela”, “panela de pressão”, assim, quando tenho alguma sobra de comida, posso colocar algumas tags e recuperar receitas que contenham aquele ingrediente. No início eu também achei ele meio esquisito, não entendia a estrutura, mas o bom dele é justamente isso, uma tela em branco, você monta a estrutura que achar legal para você. Para mim, tem funcionado desse jeito que te falei. Beijos e boa sorte.

          Curtir

  5. Adoro o teu blog, ele me inspira muito, mas essa é a primeira vez que estou comentando! Enfim, só queria dizer que este post me animou e baixei o Evernote e agora estou me livrando de todos os papéis que eu tenho entulhados 😀

    Curtir

    • Oi Vanessa, eba, primeiro comentário! Siiim, baixe e tente usar, no início ele é meio chatinho de entender (pelo menos eu achei difícil entender a lógica para criar Cadernos e Notas, além de como usar Tags, essas coisas), mas depois que a gente cria um organograma, fica tudo muito fácil. Hoje não vivo sem!!! Beijos.

      Curtir

    • Oi Kika, também gosto muito de papel, mas acho que sou preguiçosa para limpar, arrumar e tirar a poeira das coisas rsrs. Coisas digitais não acumulam poeira hehehe. Beijos pra você.

      Curtir

  6. Yuka, gostei muito das dicas deste post.
    Aos poucos estou incorporando algumas tecnologias para reduzir os papéis acumulados em casa.
    Ah.. agora os livros…ainda prefiro o contato com os livros impressos que gosto de reler, rs rs.
    Obrigada por compartilhar dicas que ajudam quem queira aprender.

    Curtir

    • Oi Akie, realmente, livros impressos é muito bom mesmo. Mas consegui migrar para o digital quando pensava na poeira. Livros digitais não juntam poeira rsrsrs.

      Curtir

  7. Concordo com quase tudo, com exceção do quesito 3. Sempre ouvi falar sobre o armazenamento das contas como agua e luz durante o periodo de 5 anos. Bom, na duvida fui guardando e no fundo achava que nunca iria precisar. No entanto, recentemente descobri que pago pelo esgoto ha 9 anos, junto a minha conta de água, e ele NAO esta ligado a minha rede! Para que a empresa de água possa me ressarcir, preciso dos comprovantes de pagamento. Nao tenho dos ultimos 9 anos, mas sim dos ultimos 5. Nao sei como resolveria isso sem os comprovantes. Consta no sistema deles que os pagamentos estao em dia, mas nao os valores discriminados especificos que foram pagos pelo esgoto, sem o consumo de água. Depois disso, acho importante guardar esses comprovantes pelo tempo recomensado.

    Curtir

    • Oi Cíntia, eu guardo os comprovantes de pagamento, você guarda os boletos de pagamento, é isso? Se for isso, talvez seja interessante eu passar a escanear também os boletos de luz e gás. Eu já faço isso referente ao aluguel e condomínio, escaneio o boleto que a Imobiliaria me envia e guardo no evernote, além de armazenar o comprovante de pagamento, já que eu pago pelo pacote para a Imobiliaria (aluguel + condomínio). Guardo os boletos como uma forma de saber quanto paguei de condomínio naquele determinado mês. Beijos.

      Curtir

  8. Estou desde 2012 tentando viver paperless :)) Antes guardava os comprovantes no dropbox, mas ano passado centralizei tudo no Evernote, facilita demais a vida! E é muito mais fácil de procurar algo quando precisamos.
    Quando terminei a faculdade fiz uma bela faxina nos materiais que tinha impressos e deixei apenas o que “talvez fosse usar algum dia”. Mesma coisa com os livros. Até hoje acho que foram ótimas decisões, tenho pouquíssimos livros de papel e não sinto falta nenhuma dos que doei, vendi, etc.
    Eu uso o app kindle no celular. Já tive um kindle, mas me incomodava carregar mais um gadget por aí.
    Abraço

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: