Como curtir uma viagem e economizar ao mesmo tempo

Uma leitora perguntou semana passada em qual hotel eu havia me hospedado em Águas de Lindóia, e com isso resolvi escrever sobre esse assunto, pois sei que viajar está ficando caro para todo mundo.

Uma das táticas que eu uso é acompanhar de vez em quando o site do Groupon. A maioria das promoções, não são tão proveitosas, mas às vezes surge uma oportunidade no meio deles que vale muito a pena aproveitar.

Um exemplo disso é a hospedagem que comprei em Águas de Lindóia. Uma cidade perto de São Paulo, bem pequena e tranquila, perfeita para descansar.

Este foi o hotel que nos hospedamos (fotos do próprio hotel Mantovani):

Captura de Tela 2019-02-20 às 14.04.53.pngCaptura de Tela 2019-02-20 às 14.08.41.pngCaptura de Tela 2019-02-20 às 14.05.25.pngCaptura de Tela 2019-02-20 às 14.05.16.pngCaptura de Tela 2019-02-20 às 14.04.27.png

Captura de Tela 2019-02-20 às 14.08.08.pngCaptura de Tela 2019-02-20 às 14.08.33.pngCaptura de Tela 2019-02-20 às 14.08.53.pngCaptura de Tela 2019-02-20 às 14.05.42.png

Captura de Tela 2019-02-20 às 14.06.59.png

Captura de Tela 2019-02-20 às 14.07.24.png

Captura de Tela 2019-02-20 às 14.09.29.png

Captura de Tela 2019-02-20 às 14.09.50.png

Captura de Tela 2019-02-20 às 14.06.19.pngCaptura de Tela 2019-02-20 às 14.10.07.png

Paguei R$739 pelas 3 noites. Caro? Talvez sim, talvez não, já que caro ou barato é muito relativo, depende do orçamento disponível familiar.

Para mim, o preço foi bom.

1.) A primeira vantagem é que as crianças não precisavam pagar. E apesar delas não serem pagantes, o hotel nos ofereceu um quarto com 1 cama de casal com 2 camas de solteiro.

2.) Esta promoção valia para a baixa temporada, ou seja, de fevereiro até junho. Como teria um feriado no dia 1 de maio, resolvi emendar a segunda e terça-feira para tirar a minha “mini-férias”. Lembrando que uma viagem sem a promoção, eu pagaria o dobro do valor pago. Se fosse em alta temporada, pagaria o triplo do valor.

3.) Esse hotel oferece pensão completa, ou seja, café da manhã, almoço e jantar inclusos. Com isso, não precisamos nos preocupar com nada.

Agora vou desmembrar os números para clarear um pouco mais o título deste post:

As 3 noites para 2 adultos e 2 crianças (cortesia) custaram R$739. Significa que a diária para o casal seria de R$246,33. Por pessoa R$123,16.

Esse valor de R$123,16, se descontasse o café da manhã (R$20), o almoço (R$35) e a janta (R$35), daria R$33,16 a diária por pessoa. O valor do café da manhã e o almoço eu estipulei, mas acredito que até gastaria mais.

Isso sem esquecer que levei 2 crianças não pagantes que puderam dormir cada uma na sua cama, e apesar delas terem 2 e 4 anos, elas comem bem. Melhor impossível.

Agora pensa numa comida boa…. pensou? O restaurante deste hotel é ma-ra-vi-lho-so. Gente, de verdade, valeu cada centavo. A cidade é bem pequena, não tem muito o que visitar. Mas valeu muito por causa da comida, da hospedagem, da piscina aquecida com hidromassagem, dos funcionários educados, do paisagismo, dos diversos espaços disponíveis no hotel, a infra-estrutura, etc. Aliás, o hotel investe bastante no quesito paisagismo, e havia diversos lugares pra gente aproveitar e curtir a família. Eu que moro em São Paulo, às vezes só quero sossego.

Vocês acham barato uma diária de R$33,16 por pessoa? Eu acho rs.

É dessa forma que economizamos gastando. Fazendo a mesma viagem, no mesmo local que queríamos ir, mas fazendo escolhas inteligentes.

~ Yuka ~

Anúncios

22 comentários em “Como curtir uma viagem e economizar ao mesmo tempo

  1. Como sempre minimalismo é sobre gastar com sabedoria.Meu maior aprendizado.Não só com viagens, com objetivos e objetivos de vida.Otima semana!

    Curtir

    • Oi Marcela, sim, a questão toda não é deixar de viajar, e sim, quais serão as prioridades. Eu e meu marido queríamos descansar, num lugar perto de São Paulo, que não fosse caro, e que eu não precisasse me preocupar com a comida. O hotel definitivamente atendeu todas as nossas expectativas. Beijos.

      Curtir

  2. Olá, Yuka!

    Lembro de duas coisas quando ao ler este post: a primeira é aquela frase batida do Buffett que “Preço é o que você paga, valor é o que você recebe.” A segunda é o conceito do gasto consciente do documentário dos The Minimalists. Já assistiu?

    No filme, Josh F Millburn afirma que ele não tem muitas roupas, por exemplo, mas todas as roupas que ele possui são de qualidade (marca) e vão durar todo o tempo que ele precisar dela.

    Seguindo esta lógica, um minimalista com 5 a 10 camisas de alta qualidade só precisará adquirir uma nova peça a cada 5 anos ou mais. Se ele paga R$300 que seja numa peça, estará diluindo o preço anual para R$60 – significantemente menos do que muitos que procuram “pechincha” em loja barata.

    Tem também aquele ponto que sempre bato na tecla do Your Money or your Life que diz que o gasto tem que seguir o valor pessoal agregado. Algumas pessoas não pagariam R$739 para se hospedar, mas se estes mesmos R$739 te trouxeram um valor, uma felicidade muito além do preço pago, não há porque eliminar este tipo de gasto da vida.

    Abraços e seguimos em frente!

    Pinguim Investidor
    https://pinguiminvestidor.home.blog

    Curtir

    • Oi Pinguim. Sim, assisti o The Minimalists. Eu acho muito interessante gastar de forma consciente, gasto inteligente. A maioria das pessoas acabam gastando de forma automática, sem nem perceber no que estão gastando. Eu tenho um iPhone, modelo 5s que comprei em 2013, numa viagem em Nova York, que muitos colegas denominam ser “chique”, que é caro, etc etc. Só que eles não percebem que trocam de celular a cada 1~2 anos, enquanto eu estou com o mesmo celular há 6 anos e pelo jeito ainda vai durar alguns anos. Gastar dinheiro de forma inteligente se aprende, e com a prática a gente vai aprimorando rsrs. Um abraço.

      Curtido por 1 pessoa

  3. Adorei a forma que vc pensa e calcula, Yuka! Nas minhas próximas viagens vou me programar pra pensar dessa maneira. Geralmente pego tudo a parte para “economizar”, mas agora com bebê pequeno, talvez seja mais econômico e menos estressante pegar incluso. Obrigada por compartilhar conosco suas dicas!

    Beijão!

    Curtir

    • Oi Tiemi, antes das minhas filhas nascerem, eu gostava de me hospedar pelo HouseTrip (mesmo conceito do Airbnb). Hoje, prefiro a comodidade dos hotéis porque as crianças são pequenas, então pra mim é muito mais prático poder alimentar as crianças no próprio hotel, sem precisar “caçar” um restaurante. Talvez quando elas crescerem um pouco mais, eu volte para os moldes do Airbnb, já que procurar lugares legais para comer na cidade que estou conhecendo também é um lazer. Beijos!!!

      Curtir

  4. Oi Yuka! Fui eu quem perguntou sobre o hotel que você se hospedou com a sua família. Feliz demais por você ter respondido, e mais feliz ainda, que a minha pergunta te deu a ideia para este post.
    Obrigada de coração por ser tão atenciosa com seus leitores! s2

    Curtir

  5. Bom dia Yuka! Vc chegou a viajar com suas filhas quando elas eram bebês? Queria viajar com a minha bebê quando ela estiver com 6 meses mas tenho medo e ainda não sei pra onde levar e nem em que hotel ficar. Você tem dicas para bebês em São Paulo capital ou interior? Beijoss

    Curtir

    • Oi Maria, a primeira viagem que eu fiz quando minha filha era pequena, foi para Serra Negra. Bem pertinho de São Paulo, mas não gostei muito do hotel que fiquei. Apesar de ter sido all-inclusive, a comida não era tão apetitosa, e o hotel era bem pequeno, então ficamos muito tempo só no quarto. Já se eu tivesse ido para Águas de Lindóia (a distância entre as duas não é tão grande) hotel Mantovani, eu acho que teria gostado mais, já que o hotel é bem maior. Talvez ao invés de focar em alguma cidade, tente focar no hotel, onde tenha uma boa hospedagem, boa infra-estrutura (local para esquentar leite do bebê de madrugada etc), mais pra você conseguir descansar. Sei bem isso que você falou, de ter medo de viajar com bebê pequeno, também senti isso. Tente viajar pra bem perto, aos poucos você vai aumentando a distância. Beijos.

      Curtir

  6. Oi, Yuka. Adorei o post! Tenho um bebê de 9 meses e estou procurando um local que não seja longe de onde moro (São Carlos) para fazer uma viagem no feriado de julho, mas com bebê temos que ver várias coisas. Tem uns hoteis muito caros. Esse preço que você pagou eu achei ótimo. Assim como a Maria, também nunca viajei com ele, com exceção da casa dos meus pais e sogra, mas é bem diferente. Eu queria sugerir que você fizesse um post falando sobre como conciliar o horário de trabalho para ter um tempo legal com os filhos. Eu trabalho 8h/dia, com 2 horas de almoço e meu bebê acaba ficando mais de 10 horas/dia na escolinha por conta disso. Queria passar mais tempo com ele, mas também não queria parar de trabalhar. Enfim, parece um dilema sem fim hehe. Bjos

    Curtir

    • Oi Marcella, conciliar trabalho com a maternidade não está fácil nem pra mim rsrs. Mas vou pensar em algo e posto em breve, tá? Um beijo pra você. Adoro sua cidade…

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: