Como otimizar o tempo com (ou sem) um bebê em casa

otimizar_tempo

Olá queridos!

O tempo tem passado rápido para vocês? Pra mim também. Mas apesar dos apesares, ainda acho que estou conseguindo aproveitar bem os meus dias, semanas e meses.

As duas palavrinhas de ordem pra otimizar o tempo é PLANEJAMENTO e PRIORIDADE.

Muitas coisas precisaram ser adaptadas (como o espaço da minha casa, lembra?) desde que a minha bebezinha nasceu. E eu percebi que unindo o planejamento e a prioridade a gente tem tudo para ganhar mais tempo e de quebra ficar um pouco menos estressada. Por isso hoje, vou falar sobre o que eu tenho feito para tentar otimizar um pouco mais o tempo.

Vou dar um exemplo de Planejamento:

  • se eu já deixo sempre uma lista de supermercado pronta, dificilmente vou esquecer de comprar algo que está faltando na despensa. Isso evita ter que ir ao supermercado 2, 3 vezes por semana. Viu? Só nisso já ganhei uma meia hora. Por isso quando eu pego o último creme de leite da despensa, já acrescento na minha lista de supermercado. Se eu vejo que o arroz está quase acabando, acrescento também na lista. Então quando decidimos ir ao supermercado, a lista está sempre pronta. Ah, essa lista fica compartilhada no celular com o meu marido. Ele acrescenta um item e aparece na minha lista e vice-versa.

Agora um exemplo de Prioridade:

  • imagine a cena: seu filho tirou um cochilo às 11h e a casa está uma bagunça. O que você faria?
    • almoçar
    • arrumar a casa
    • descansar um pouco, ver internet, televisão

Eu iria almoçar, mesmo sendo 11 horas da manhã e não tendo fome. Vai que ele acorda e depois não consigo almoçar? E tentaria arrumar a casa nos 5 minutinhos aqui, 10 minutos ali que eu conseguisse. Eu já deixei para almoçar mais tarde e só conseguir sentar para comer às 16h.

A seguir, algumas coisas que eu tenho feito:

1.) Acesso a internet como um meio de otimizar tempo: pesquiso preço de algum eletrodoméstico, compro itens na farmácia (se conseguir planejar e antecipar a compra de alguns produtos que você sabe que vai precisar daqui a 2, 3 meses, com o intuito de aumentar o valor de compra, muitas farmácias oferecem frete grátis.). Ah, compro sempre utilizando o cartão de crédito e pelas farmácias cadastradas no Meliuz (fiz um post sobre isso aqui).

2.) Não assisto televisão. Quando sento no sofá sei exatamente o que quero assistir (um filme, um seriado, um documentário).

3.) Olhos de gavião para destralhar de forma contínua. Ter menos coisas dá menos trabalho: para limpar, tirar poeira…

4.) Faço faxina de forma parcelada. Tudo bem que é muito gostoso ter a casa limpa de uma única vez, mas muitas vezes não dispomos de tantas horas para fazer a faxina. Isso vale também para lavar as roupas, lavo as roupas ao longo da semana que quando chega o fim de semana não tem mais nada para lavar.

5.) Quando falamos em lavar roupa, logo em seguida vem o que? Passar roupa. Eu só passo o que realmente precisa. Ou seja: não passo toalhas, não passo roupas de cama, não passo roupas com elastano, não passo panos de prato e por aí vai.

6.) Quando cozinho, sempre penso na refeição seguinte. Estrogonofe? Separo um pouco do frango que refoguei para o almoço do dia seguinte. Bolo de carne moída? Separo um pouco da carne e enrolo para virar almôndegas. Macarrão à bolonhesa? Separo um pouco da carne refogada (sem o molho) para depois misturar azeitona, milho e ervilha. Creme de queijo no pão italiano? Faço o creme de queijo a mais para fazer macarrão 4 queijos no dia seguinte.

7.) Crio estações de trabalho para cada situação. Para a troca de fraldas tem um cesto com tudo, desde água morna, algodão, pomadas, fraldas, trocador, etc. Para a bolsa de passeio tem guarda-chuva, uma muda de roupa, fraldas e lenço umedecido, etc. No guarda-roupa da minha filha tem uma sacola onde vou colocando todas as roupas que ficaram pequenas. Quando essa sacola fica cheia, vejo se as roupas estão em bom estado, dobro cada roupinha e guardo numa caixa organizadora para o próximo filho. Em cada caixa tem uma etiqueta informando o período em que ela usou (0 a 4 meses, 5 a 7 meses).

8.) Deixo um pouco de dinheiro guardado na gaveta para situações de emergências, para não precisar sair correndo no banco. Quando eu uso, reponho logo em seguida.

9.) No congelador sempre tem pão de queijo congelado e massa para preparar cookie. Se recebo visitas inesperadas, “olha o pão de queijo saindo do fornooo”

10.) Uso de forma assídua a agenda do meu celular.

  • Se eu sei que minha filha precisa tomar vacinas aos 2, 3, 4, 5, 6, 12, 15 e 18 meses, aos 4, 6, 9 e 15 anos de idade já vou anotando na agenda. Sim, já coloquei na agenda a vacina que ela irá tomar em 2030, quando tiver 15 anos. Assim não preciso me preocupar com isso, pois sei que já está tudo anotado.
  • Aniversários de pessoas queridas já ficam anotados na agenda de forma contínua, ano após ano.

11.) Ter uma despensa organizada para evitar aquela corrida ao supermercado de última hora (tem um post aqui sobre como organizar a despensa).

12.) Fazer do backup do celular uma rotina. Ano passado roubaram meu celular. Ainda bem que eu tinha o costume de fazer backup sempre. Todas as informações foram recuperadas. Não precisei adicionar novamente os contatos, minhas listas foram recuperadas, enfim, tudo.

13.) E o último, que eu acho muito importante, é desencanar, relaxar um pouco. Não descabelar com o leite derramado no sofá, a toalha de mesa que sujou com os respingos do macarrão, o piso porcelanato que não brilha mais, as paredes sujas com as mãozinhas pequenas que se apoiam na parede enquanto aprende a andar, lavar as roupas da bebê junto com as minhas roupas, eu dou de mamar deitada, enquanto minha filha mama no peito, eu aproveito para descansar… enfim, digo pro meu marido que tudo isso é vida. Uma casa que não tem vida sempre ficará arrumadinha, sem sujeira, sem bagunça. Se sujar, é só limpar. E se mesmo assim a sujeira não sair, espere seus filhos crescerem mais um pouco e se dê de presente a mobília dos seus sonhos.

~ Yuka ~

Anúncios

13 comentários em “Como otimizar o tempo com (ou sem) um bebê em casa

  1. Adoro seu blog. Leu a muito tempo, já li todos os posts, amo mesmo. Queria comentar sobre muitos pontos do post, mas pelo celular é ruim rs. Enfim, adoro o seu jeito de escrever, bem gente como a gente rs, sem fórmulas mágicas. Parabéns e continue escrevendo mais e mais. s2

    Curtir

    • Adorei o “gente como a gente”. Outro dia minha mãe perguntou sobre o que escrevo no blog, e respondi que escrevo coisas do dia-dia, percepções, experiências, dicas… Talvez por isso os leitores sentem essa proximidade. Comente sempre por aqui! Um grande beijo.

      Curtir

  2. Já acompanho o seu blog há muitos anos, e definitivamente é o blog que mais gosto de tantos que acompanho. Parabéns, continue escrevendo sempre.

    Curtir

  3. Amei este blog, a minha cara. Venho a tempos procurando algo que eu Leia e realmente possa me ajudar. Tenho um bebê de 8 meses. E tudo aqui foi significante pra mim. Bj

    Curtir

  4. Adoro sou blog, gosto muito do conteúdo que escreve. Notei que quando gosto de um assunto eu foco bastante, aprendo e sigo em frente. Só que minimalismo é um conceito tão abrangente. Muito além de armário capsula e linhas retas. Sorte a minha de ter encontrado esse espaço.
    Atualmente, tenho pesquisado maneiras de reduzir atividades domésticas, mas não é nada fácil encontrar soluções. Ao contrario quando pesquiso só encontro muitas tarefas domésticas que eu nem sabia que existiam. Sei que se tenho menos coisas, não preciso de mais espaço ou limpeza. Ainda assim, acredito que perco muito tempo com isso. Se tiver dicas serão bem vindas. Vou dar alguns exemplos do que não faço
    *não seco louça
    *mantenho duas xícaras,dois copos, dois pratos e poucos talheres. Assim evito acumulo de louça.
    *não tenho tapete na sala. Então não tenho mais um item para limpar.
    *não passo roupa

    Curtir

    • Oi Pam, haha, também acho isso, quando leio os outros blogs, elas fazem tantas coisas que eu não faço, que se eu seguisse o que as outras falam, ao invés de eu eliminar serviço, eu aumentaria. Além das coisas que você citou, eu ainda penduro as blusinhas recém-lavadas no cabide, assim, a maioria não ficam amassadas, permito que a família tenha um dia da semana para comer besteiras no jantar (só de não precisar fazer a janta, me alivia muito, e de quebra, o marido e as crianças amam), deixo as coisas que uso o mais próximo possível (por exemplo, lençol da minha filha, fica no quarto da minha filha, o meu, fica no meu quarto. A sapateira fica bem na entrada da porta. Tem um lugar para colocar as chaves de casa assim que eu abro a porta. Os brinquedos que as crianças mais usam ficam numa caixa na sala, escondida embaixo do rack, e assim por diante. Isso facilita muito o dia-a-dia). Beijos.

      Curtir

      • Obrigada por responder.
        Pesquisando acabei ficando muito preocupada, achando que estava fazendo tudo errado. Fiquei pensando de que lugar essas pessoas tiram informação para ter embasamento do assunto? Pois bem. Não é uma ciência até onde sei. Gostaria que se você pudesse, fazer uma postagem do seu cronograma de limpeza. Me ajudaria muito. Sei que com suas filhas, trabalho e marido, toda a limpeza é parcelada. E é exatamente isso que quero saber. Sobre prioridades na limpeza.
        Sou recém casada, não trabalho ainda. Porém não quero passar meu dia limpando e cozinhando, não que tenha algo de errado nisso é que não gosto mesmo. Mas, penso que se me proponho a uma rotina para ter uma casa limpa e organizada e depois não conseguir manter, vou ficar frustrada.
        Sobre suas dicas: Muito Obrigada. Quero ter uma sapateira na casa, uso cabide para camisas só. Não tenho filhos, mas é bom saber. E procuro deixar coisas por perto na cozinha. bjoss

        Curtir

        • Oi Pam, a vida é bela demais pra gente ficar passando tempo (além do necessário) na faxina. Falo isso direto para o meu marido. Antes, eu percebia que deixávamos de brincar com as nossas filhas, sair para algum lugar legal, por causa de faxina. Não podemos fazer isso. Hoje, eu largo a louça do café da manhã na pia para passear com as minhas filhas, em algumas vezes faço o almoço (com a pia suja com as louças de manhã) e ainda acumulo a louça do almoço… deve imaginar a montanha de louça rsrs. Mas faço isso porque a prioridade é brincar com as minhas filhas no fim de semana. Sei que posso lavar a louça enquanto elas tirarem uma soneca, ou até mesmo à noite. No seu caso, como não tem filhos, sua prioridade é seu marido e você. Eu percebo que os americanos por exemplo, não têm esse fascínio por faxina que os brasileiros possuem. Eles limpam uma casa enorme rapidamente. Ah, talvez esse seja uma dica, procure no YouTube, dicas de brasileiros que moram no exterior que fazem faxina. É vapt-vupt. Tem um post que vai sair em breve, que vou falar sobre a minha rotina, nele vou falar um pouco sobre a minha faxina. Beijos.

          Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: